Ad Code

Justiça com as próprias mãos: Repórter Record Investigação relata razões do grande número de linchamentos no Brasil

Divulgação Record TV

O Repórter Record Investigação desta quinta-feira, dia 07/04, mostra como as mortes por linchamento aumentaram nos últimos anos no Brasil, muitas vezes provocadas por boatos ou notícias falsas. 

A equipe de reportagem viaja até o Espírito Santo, estado em que esse número é ainda mais surpreendente, para tentar entender por que tanta gente é vítima de crimes praticados por pessoas que buscam fazer justiça com as próprias mãos. De 2010 até 2020, houve 153 sentenças de morte nas ruas da região da Grande Vitória, segundo a Universidade de Vila Velha.

O programa ainda entrevista autoridades e especialistas, que explicam o que está por trás do aumento expressivo de casos de linchamento no país

O Repórter Record Investigação destaca os casos de Antônio, Joel e Alaílton. Todos eram queridos pela comunidade onde moravam, mas uma perigosa combinação entre mentira e indignação colocou um ponto final na vida dos três, vítimas de acusações infundadas de assédio sexual ou estupro.  

Antônio foi agredido a pauladas até a morte. A execução do homem de 74 anos aconteceu porque espalharam um boato de que ele seria estuprador de crianças. "Dói você ver um inocente perder a vida de forma tão brutal", conta Ivone, sobrinha da vítima. 

No linchamento de Alaílton, 17 anos, chutes e socos o fizeram desmaiar. Levado ao hospital, não resistiu e morreu. O jovem foi punido por causa de um boato de que ele teria mexido com uma menina na rua. "Correu a informação de que havia um estuprador negro andando de carro por aí", descreve a irmã, Gileade. Os repórteres do programa ficaram frente a frente com dois acusados pela execução do jovem. 

Já o caso de justiçamento de Joel teve início em uma briga de vizinhos. A situação piorou quando um deles passou alegar que tinha visto Joel no portão de casa, mostrando órgão genital para mulheres e crianças que passavam na rua. "Quinze pessoas o agrediram. Tudo ao mesmo tempo", relembra a irmã, Joelena. . 

O Repórter Record Investigação vai ao ar às 22h45. A apresentação é de Luiz Fara Monteiro.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code