Ad Code

Nova temporada do ''CNN Sinais Vitais'' estreia neste domingo

Divulgação

A nova temporada do ''CNN Sinais Vitais'' estreia neste domingo, dia 24 de abril (19h30), com um olhar sensível para as histórias de vida. A série apresentada pelo médico Roberto Kalil, um dos mais renomados cardiologistas do país, vai falar sobre saúde, prevenção e bem-estar em temas inéditos que se aproximam do dia a dia das pessoas. O programa segue com a proposta de conduzir o público pelos corredores e acessos exclusivos de hospitais privados e da rede pública.

Os episódios acompanham os detalhes dos bastidores de grandes hospitais, abordando temas importantes de saúde, inovação tecnológica e pesquisas avançadas sobre a medicina. “O programa ajuda os telespectadores, porque ele é informativo, valoriza a medicina, o profissional de saúde e passa a informação importante e bem seleta dos problemas de saúde”, destaca Kalil.

A nova temporada terá 13 episódios inéditos que serão exibidos semanalmente e disponibilizados pelo YouTube no canal da CNN Brasil Soft. Os temas tratados são tabagismo, Covid: dois anos depois, danos causados pela tecnologia, epilepsia, doação de órgãos, Alzheimer, trombose, doenças autoimunes, surdez, autismo, hipersensibilidade alimentar, crescimento infantil e Burnout.

Os episódios trazem histórias de personagens únicos, espalhados pelos vários estados brasileiros. Para falar de crescimento infantil, por exemplo, a equipe do “CNN Sinais Vitais” viajou para Itabaianinha, cidade de 40 mil habitantes no interior de Sergipe, que tem uma grande população de anões, pessoas que  não crescem acima de 1,45m.

Brasileiros famosos também contam suas experiências. No programa sobre tabagismo, a jornalista Bárbara Gancia revela os desafios que enfrentou para vencer o vício. “Eu acho que a gente tem essa voracidade pela vida e o cigarro ajuda a preencher essa angústia existencial”, justifica a ex-fumante.

Já o ator Alexandre Borges, que é filho único e suspendeu a carreira artística por um período para cuidar da mãe com Alzheimer, detalha essa jornada de dedicação. “Para mim não é nada heroico, eu vejo como uma obrigação de filho, uma gratidão, uma retribuição, um amor num momento em que quem te deu tanto amor, quem te criou, te ensinou tudo na vida, precisa de você”, declara o artista.

A atriz Laura Neiva relata, no episódio sobre epilepsia, as dificuldades que teve para aceitar o tratamento com remédios para a vida toda. “Eu fiquei inconformada e parei de tomar remédio em segredo. E eu tive uma convulsão dirigindo e bati o carro”, conta.

Todos esses relatos são importantes para quem fala e quem ouve, porque, segundo o Dr. Roberto Kalil, servem de alerta e ajudam na prevenção. “Falar de saúde é essencial e prevenção é fundamental”, alerta o médico.

O ''CNN Sinais Vitais'' vai ao ar domingo, às 19h30.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code