Ad Code

Amaral é o convidado de 'Aposentados Só que Não', novo quadro do 'Esporte Espetacular'

Divulgação Globo

O que os jogadores de futebol fazem depois que penduram as chuteiras? É o que o 'Esporte Espetacular' vai decifrar com o quadro ‘Aposentados só que não’, que estreia no próximo domingo, 22 de maio. Amaral, ex-jogador revelado e consagrado pelo Palmeiras, mas com passagens por Corinthians, Benfica,  Vasco da Gama,  Grêmio, Atlético Mineiro, entre outros clubes, revela, no primeiro episódio, o que decidiu fazer da vida quando deixou de ser um jogador profissional.

“Eu sou um cara meio estranho. Vou te dizer, eu não sinto saudade, não (de jogar futebol)”, revelou durante a entrevista o atleta, que, atualmente, dá palestras, participa de jogos recebendo cachê, e até soltou a voz na última temporada do ‘The Masked Singer Brasil’, como Cachorro. “Quando eu estava jogando futebol, eu plantei. Mas não sabia que iria colher hoje”, se surpreende.

O 'Esporte Espetacular' exibe ainda a última matéria da série ‘Mães Solo’, que conta a história de três mulheres que criaram sozinhas os filhos, todos atletas de destaque no Brasil. Depois de entrevistar Luciana Ramos, mãe do goleiro Cássio, do Corinthians; Maria Cristina, mãe da atacante Geyse, do Madrid FC e da Seleção Brasileira, a repórter Denise Thomaz Bastos conhece Ildonete Machado, mãe da paratleta Raissa Machado, medalhista de prata na Paralimpíada de Tóquio no lançamento de dardo, que mora no interior de Minas Gerais.

Em casa, a missão que Ildonete assumiu foi educar a filha para ser independente. “Para te falar a verdade, coloquei em mente assim: ela tem que ser uma pessoa igual a mim, corajosa, lutar, o que você quer tem que correr atrás. Sempre isso que eu pus na mente dela”, comenta a mãe da atleta.

Para Raissa, a estratégia de Ildonete deu certo. “Ela não sabe o quanto é uma mulher importante na minha vida. Ela me fez essa Raissa. Ela podia ter me colocado dentro de uma bolha pra me proteger, mas não. Ela dizia: "Você vai limpar a casa. Você vai cuidar do seu irmão. Você vai lavar roupa. Você vai fazer comida". E aprendi a fazer tudo isso. Hoje, eu moro sozinha (em São Paulo, perto do Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, onde treina diariamente) por conta da minha mãe. Eu agradeço a ela por tudo, por ser firme na palavra. Ela sempre insistia: ‘Você vai precisar disso porque eu não vou estar aqui amanhã ou depois. Você precisa ser uma mulher independente’. E hoje eu sou”, garante.

O ‘Esporte Espetacular’ deste domingo começa logo depois do ‘Auto Esporte’.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code