Você sabe o que é um ISP e quais conteúdos a sua assinatura oferece?

Divulgação

O Brasil tem cerca de 152 milhões de pessoas conectadas à internet, o que representa 81% da população com mais de dez anos, segundo pesquisa divulgada em 2020 pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil. O número de usuários da rede avançou 7% em um ano, confirmando uma tendência de alta no país. Essa disseminação está diretamente ligada à popularização dos ISPs (Internet Service Providers, na sigla em inglês), que exercem papel fundamental na democratização do acesso à web. Mas você sabe o que é um ISP, afinal?
 
Os ISPs são serviços essenciais para que qualquer pessoa possa se conectar. Eles também podem oferecer serviços associados, como hospedagem, registro de nome de domínio ou e-mail, mas sua principal função é a disponibilização de conteúdo, o que é complementar à infraestrutura de empresas de conectividade.
 
Segundo relatório da Anatel em 2018, o Brasil tem mais de 9 mil ISPs. São empresas com outorga da Anatel para prestação de serviços de internet em território nacional, independentemente da natureza, mas o principal mercado dessas empresas é a conexão residencial.

Os ISPs também são a principal porta de entrada para quem deseja consumir conteúdo da Watch Brasil, hub que reúne filmes, séries, canais de TV, conteúdo educacional, transmissões esportivas e um trilho musical. São essas empresas as responsáveis por customizar os pacotes e definir como essa programação será repassada aos usuários finais.
 
Através dos provedores de internet o consumidor consegue ter acesso, por exemplo, a mais de 50 canais de TV (Band, Band Sports, Band News, Terra Viva, Cultura, Record, Record News, Rede TV, SBT, Arte1, Agro1, Smithsonian Channel, Fish TV e CNN Brasil, por exemplo), além de filmes, séries, documentários e reality shows em parceria com a Paramount +, MTV, Comedy Central, Nickelodeon, Universal e HBO Max.
 
''Os ISPs exercem um papel fundamental para a democratização do conteúdo no território nacional, e o modelo da Watch está diretamente relacionado à criação de um ecossistema em que esses parceiros nos ajudam a levar até um grande número de pessoas o melhor conteúdo possível'', diz Mauricio Almeida, fundador e CEO da Watch Brasil.

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato