Ad Code

Giga Gloob lança 'Era Outra Vez', primeira série original do aplicativo infantil da Globo

Divulgação

'Era Outra Vez' é a primeira série original e exclusiva do Giga Gloob que chega nesta quinta-feira 16/06, ao aplicativo infantil da Globo com o propósito de trabalhar a imaginação e a criatividade da criançada. Idealizado, roteirizado e narrado por André Curvello, o programa marca a estreia do jornalista no segmento infantil, a partir da contação de histórias imersas na cultura brasileira e no universo musical, de maneira bem divertida e lúdica.     

“Há dez anos, venho amadurecendo a ideia de trabalhar com o universo infantil profissionalmente. Esse dia chegou e não estou cabendo em mim. Me dá um baita orgulho e uma grande alegria ser produzido pelo Giga Gloob. Agora eu quero que as histórias toquem as crianças de alguma maneira, provocando riso, emoção e reflexão.”, reflete André  Curvello. 

A primeira leva de episódios já está disponível na plataforma e com acesso liberado a todos os usuários, incluindo quem não é assinante, até o dia 30/06. Ao final de cada história, Curvello canta e toca violão. “O ‘Era Outra Vez’ me permitiu conciliar duas paixões: a música e a literatura. Usei diversos instrumentos musicais durante as gravações. Foi um parque de diversões sonoro. Enquanto eu gravava em casa, num miniestúdio improvisado no canto do quarto, percebi o quanto estava feliz fazendo aquilo. Escrever, compor, contar, cantar... enfim, são as coisas com que mais gosto de trabalhar na vida”, completa.   

A inspiração para criar seu primeiro projeto autoral veio a cada noite em que colocava as filhas Antônia e Clarice para dormir. “Dizem que crianças gostam de histórias repetidas. Isso é verdade só em parte. Antônia, a minha mais velha, pedia quase toda noite uma história nova. “E tem que ser de cabeça, papai!”. Ou seja, tinha que ser nova para ela e pra mim também. Assim, fui desenvolvendo essa habilidade. Criar enredos virou um exercício apaixonante. Claro que muitos deles não viraram grandes histórias, mas me ajudaram a amadurecer. Só transformei em texto as ideias que eu realmente achava que mereciam”, explica. 

O objetivo da série é levar para as crianças histórias leves sobre os mais variados temas e tipos de narrativas, retratando questões sociais, de gênero, raciais e indígenas. As ilustrações são assinadas pelo artista plástico e publicitário Toninho Euzébio, todas criadas especialmente para o projeto. Um original Giga Gloob, Era Outra Vez está disponível no aplicativo da Globo e terá novos episódios disponíveis em breve no app.   

ENTREVISTA COM ANDRÉ CURVELLO   

É o seu primeiro trabalho focado no público infantil? Como é a sua relação com esse público?   
André: Profissionalmente, sim. Em casa, eu e Patrícia, minha mulher, temos aptidões diferentes. Ela é boa de jogos, aventuras culinárias e ainda sabe promover um dia de beleza como ninguém. Eu fico com as brincadeiras no quintal, as histórias e a música. Mesmo na minha profissão de repórter, gosto muito de ouvir as crianças sobre os mais variados temas. O aprendizado é sempre garantido.   
 
As suas filhas foram suas maiores inspirações na criação de Era Outra Vez?   
André: Antônia tem dez anos e Clarice, seis. Elas são as maiores inspirações para as histórias. Eu tento me desafiar a criar tramas que agradem a cada uma. Mas também me preocupo em escrever textos para crianças menores. É impressionante lembrar como algumas histórias nasceram. Certa noite, as meninas pediram um teatro de sombras improvisado. Peguei uma rolha, uma escova de cabelo, um abridor de vinho e um pincel de barbear. Esses objetos viraram respectivamente o rei, o guerreiro forte, a guerreira ágil e o guerreiro desacreditado, dando origem a um dos episódios da série, “O Rei Descoroado”.

Como está sendo o processo de integração da ilustração com a sua narrativa e composição musical?   
André: Quando eu tive a ideia de fazer uma série audiovisual com as histórias que escrevi, pensei num parceiro que tivesse uma pegada artesanal. Eu queria que, mesmo assistindo aos vídeos, a criança ainda tivesse a referência do livro, do papel. Entrei em contato com o Toninho e nós gravamos um piloto. O vídeo deu certo e a gente foi convidado pelo Giga Gloob. Desde então, o trabalho tem sido muito intenso. A gente se fala diversas vezes para acertar cada episódio. Ele é muito criativo e isso me ajuda demais.     

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code