Ad Code

Regiane Alves e Juliane Araújo participam de 'Além da Ilusão'

Divulgação Globo/Cadu Pilotto

Novas participações especiais entram em ‘Além da Ilusão’ nos próximos capítulos. A atriz Regiane Alves chega na trama como Dirce, a ex-noiva de Eugênio (Marcello Novaes), por quem ele foi apaixonado e terminou tudo após uma armação de Úrsula (Barbara Paz). No entanto, a vilã está prestes a ser desmascarada. Ela fica chocada ao se deparar com Dirce em sua casa durante uma reunião entre Mr. Taylor (Ralf Itzel), o diplomata Afrânio (Ricardo Ripa), Violeta (Malu Galli) e Eugênio sobre a fábrica. Na ocasião, Violeta percebe o climão, mas disfarça, enquanto Úrsula se apavora com a possibilidade do passado vir à tona. Eugênio fica mexido com a presença dela, afinal, não se recuperou do trauma por ter sido “traído”.
 
Enquanto isso, seu afilhado, Joaquim (Danilo Mesquita), não satisfeito em destruir a vida de Davi (Rafael Vitti) e Isadora (Larissa Manoela), decide sair com Sueli (Juliane Araújo) para se divertir após uma noite no cassino e é flagrado pelo mágico, que aproveita a situação para chantagear a jovem e tentar provar para a amada que Joaquim não a ama de verdade. Mesmo sem conhecer Sueli, Davi propõe a ela um acordo e sugere um encontro com Isadora e Joaquim para que ele seja desmascarado. A contrapartida da moça vem rápido e Davi não mede esforços para atender ao pedido dela. Tudo para que Isadora volte a acreditar que o lugar dela é ao seu lado.

Confira as entrevistas com as atrizes:
 
Entrevista com Regiane Alves:
 
Fale sobre a personagem.
Eu acho que a Dirce está um pouco acima do bem e do mal, ela vem bem resolvida, e é muito justa. Ela tenta falar para o Eugênio o que aconteceu, mesmo ele não acreditando, para ela não faz diferença, mas alertando o quanto ele ainda pode ser feliz. Ela é muito perceptiva.
 
Eu pensei muito em Evita Perón para fazer essa personagem, ela tem um pouco dessa classe, uma postura, e eu acho que ela tem um pouco dessa imagem dessa mulher que vem e vai embora.      
 
Como recebeu o convite?
Eu fiquei muito feliz de ter sido chamada. Primeiro porque eu acho a novela linda, muito bem feita, com bons atores, a trama. Eu já tinha visto alguns capítulos e falado: ‘ah, que novela boa!’ – aquela novela que você fala: ‘ah, queria ter sido escalada’. Acho que o universo ouviu isso e eu fui chamada. Eu fiquei muito feliz, e uma coisa curiosa é que eu ia fazer ‘Malhação’ com o Marcello Novaes. Ficamos um ano e meio de reserva, até não rolar mais, o Marcello foi para a novela e eu fiquei à espera do que poderia acontecer. A última vez que estive nos Estúdios Globo para fazer dramaturgia foi na preparação com o Novaes, e aí eu voltei ao set com ele. Foi muito especial, me senti segura. Foi muito bom rever os amigos, muito bom estar com a Malu Galli em cena, porque nós já fizemos duas novelas juntas e eu a admiro muito, acho que ela está fazendo um trabalho brilhante. Estar com amigos, a equipe, a minha volta foi muito festejada, foi muito bacana. 
 
Tem algum outro projeto em vista?
Tenho, sim. É uma volta à televisão, em breve tenho mais informações. Em ‘Além da Ilusão’ foi uma participação pequena, mas para mim foi muito afetiva, eu gostei muito de ter feito.  
 
Entrevista com Juliane Araújo
 
Como você define a sua personagem?
A Sueli é uma mulher muito esperta e calculista, ela consegue ter foco no que quer. Tem a capacidade de resolver e achar novos caminhos rapidamente pra chegar em um lugar em que ela se beneficie. Eu acho qualidades ótimas, o problema é que ela nem sempre usa toda essa “eficiência” para o bem de todos os envolvidos (risos). 
 
Em que/quem se inspirou para fazê-la?
Eu tenho um bom caminho em novelas de época, o que me permite já entender um pouco sobre o contexto histórico, estudei a novela, o tom das personagens e me diverti. Não me inspirei em ninguém, a criei com as características que acho importante pra ela atingir o objetivo dela. 
 
Qual a sua expectativa para ver este trabalho no ar? 
A novela é linda, é um prazer enorme participar, já trabalhei com muitas pessoas do elenco e da equipe, sempre bom estar em um ambiente querido. A Sueli vai ser uma boa surpresa. 
 
Comente a relação de Sueli com Joaquim. E a relação dela com Rafael/ Davi.
Não sei se posso dar tanto spoiler, mas ela se envolve na trama Joaquim- Rafael/Davi- Isadora, e acho que ninguém vai sair muito satisfeito (risos).
 
Como está sendo contracenar com Danilo Mesquita e Rafael Vitti? 
Danilo é um amigo muito querido, adoro o trabalho dele, não só como ator, mas também como músico, é um amigo de roda de violão e samba. Um grande prazer encontrá-lo em cena. Rafa também conheço há um tempo e é a gentileza em pessoa. Eu estou muito bem acompanhada, os dois são ótimos atores. 
 
Como foi o convite para atuar em 'Além da Ilusão'?
Fábio Zambroni, produtor de elenco da novela, me ligou e fiquei superanimada. Confio muito no Fábio. Já trabalhei com Luiz Henrique Rios também e foi um trabalho ótimo. Luiz dirigiu “Pais de primeira”, inclusive a deusa da Marisa Orth também estava nesse projeto e estou a reencontrando agora, por mais que a gente não vá se encontrar em cena, é sempre um prazer. 
 
Tem algum outro projeto em andamento que ache legal comentar?
Esse ano lanço Travessia, que é um projeto em que eu assino roteiro, produção e assistência de direção, um curta filmado em plena pandemia em um barco, com Caio Blat e uma equipe genial. Um projeto pra correr festivais, espero em breve dar outras notícias. Também estou filmando a série “O jogo que mudou a história”, criada por José Júnior, direção do Heitor Dhalia e vai ao ar na Globoplay. É um projeto que acredito muito, não só pelo que ele é, que é incrível, mas também porque é a primeira vez que trabalho com o José Júnior e a produtora Afro Reggae audiovisual, que além de hoje ser uma produtora, é um projeto que respeito profundamente e sempre foi referência de arte pra mim, principalmente no espaço Baixada Fluminense, onde eu nasci. O AfroReggae fez e faz a diferença pra muitas pessoas vindas de lugares onde o poder público não chega, um projeto que amplia o olhar da periferia, que tem responsabilidade com o social. O nosso dever como artista, o meu, principalmente, que conheci a arte através de um projeto social é estar alinhado com projetos que acrescentam não só o público, mas a gente também. Estou animada!
        
‘Além da Ilusão’ é criada e escrita por Alessandra Poggi, com direção artística de Luiz Henrique Rios. A obra é escrita com Adriana Chevalier, Letícia Mey, Flávio Marinho e Rita Lemgruber. A direção geral de Luís Felipe Sá e direção de Tande Bressane, Jeferson De e Joana Clark. A produção é de Mauricio Quaresma e a direção de gênero é de José Luiz Villamarim.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code