Ad Code

Giovanna Antonelli fala sobre Lívia, sua personagem em 'Filhas de Eva'

Divulgação Globo

Filha de Stella (Renata Sorrah) e Ademar (Cacá Amaral), a psicóloga Lívia (Giovanna Antonelli) não consegue acreditar no fim do casamento dos pais. Inspirada pelo que enxerga no casamento dos dois, Lívia tem orgulho da família que construiu e venera o relacionamento com o marido, Kleber (Dan Stulbach), com quem tem a filha adolescente Dora (Debora Ozório).
 
Decidida a cuidar de tudo e de todos, exatamente como a mãe fez por tanto tempo, Lívia chega a ser exagerada em diversas atitudes e tenta impor regras rígidas em casa, o que faz dela uma mulher controladora e insegura, que coloca o casamento, o marido e a vida que imagina ter acima de tudo, inclusive da sua profissão.
 
Kleber, que é psicólogo como a mulher, vive seu momento de deslumbramento ao participar de um programa de TV. O convite para a atração foi feito inicialmente para Lívia, que decidiu abrir mão e, pensando na felicidade do marido, passou a oportunidade para ele. É com essa autoconfiança construída a partir da fama recém-adquirida que ele flerta com Cléo (Vanessa Giácomo) durante a festa de bodas de ouro de Stella e Ademar e, aos poucos, vai se distanciando da esposa.
 
Quando vê o casamento prestes a desabar, mesmo sem saber que Cléo é a pivô, Lívia surta e tem seu dia de fúria. O episódio acaba viralizando e ela recebe o apelido de psicolouca. Seu ataque de raiva chama a atenção do jornalista investigativo Fábio Ferreira (Marcos Veras). Identificando-se como repórter de comportamento, ele sugere que Lívia escreva artigos semanais para o jornal onde trabalha. O que ela não sabe é que o interesse do jornalista não está em suas ideias e teorias comportamentais, mas sim em detalhes sobre os negócios de seu pai, Ademar Fantini.

ENTREVISTA COM GIOVANNA ANTONELLI
 
Giovanna, na sua visão, qual é a grande virada da sua personagem na série? 
A partir da virada de Stella (Renata Sorrah), o mundo de Lívia também começar a ruir. Os castelos que ela criou vão desmoronando e suas fichas começam a cair. 
 
Em que momento ela tem o estalo para ir em busca da própria felicidade?
Quando ela começa a entender o que é liberdade. Cléo (Vanessa Giácomo) é uma grande inspiração para a Lívia. A relação de amizade delas é muito bacana. Sororidade pura. 
 
Como é a relação dela com a família?
São relações conflituosas. Lívia é extremamente exigente e só enxerga o mundo que ela criou. Uma ilusão. 
 
Qual foi seu maior desafio como atriz nessa produção?
Acessar sentimentos tão profundos nas relações familiares e ao mesmo tempo tão humanos, tão reais. 
 
Você, em algum momento, se viu na sua personagem ou em alguma outra mulher da história?
Com certeza todos irão se identificar com alguma situação de algum episódio. É inevitável, porque temos uma história contemporânea e atual. 
 
O que o público da TV Globo pode esperar da série? 
Uma grande representação do feminino, marcada por histórias que se fazem presentes e com certeza promovem mudanças e questionamentos internos. 
 
Qual a sua expectativa para a estreia na TV aberta?
Que seja um grande sucesso, como foi no Globoplay.

Criada e escrita por Adriana Falcão, Jô Abdu, Martha Mendonça e Nelito Fernandes, com direção artística de Leonardo Nogueira e direção de Felipe Louzada e Nathalia Ribas, ‘Filhas de Eva’ vai ao ar às terças e quintas-feiras, depois de ‘Pantanal’.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code