Ad Code


Canal Brasil exibe mostra especial para o Dia dos Pais

Divulgação

Para comemorar o Dia dos Pais, o Canal Brasil preparou uma programação especial com filmes que retratam diferentes perfis e comportamentos paternos. A programação começará no domingo, 14, a partir das 6h30, e contará com longas-metragens que abordam a relação entre pais e filhos, suas nuances, desafios e vivências marcantes. O filme que abre a mostra é “Tudo é Projeto”, de Joana Mendes Rocha e Patricia Rubano, documentário sobre a vida e obra do arquiteto Paulo Mendes da Rocha, contada por ele em entrevistas para a sua filha.

Em seguida, serão exibidos os documentários “Rocha Que Volta”, do diretor Eryk Rocha, "Person", de Marina Person, e “Pitanga”, de Beto Brant e Camila Pitanga. O curta-metragem “Dela”, de Bernard Attal, também está na programação e vai ao ar às 12h35. Em seguida, é a vez de “A Busca'', do cineasta Luciano Moura e protagonizado por Wagner Moura. Logo após, o canal exibe “Entre Idas e Vindas”, estrelado por Fabio Assunção e dirigido por José Eduardo Belmonte, e a comédia “Cine Holliúdy”, de Halder Gomes. O clássico “2 Filhos de Francisco”, de Breno Silveira, encerra a mostra às 17h40.

Canal Brasil - Mostra Dia dos Pais
Domingo, 14 de agosto, à partir das 6h30

Tudo é Projeto (2017) (74’)
Horário: Domingo, 14, às 6h30
Classificação: Livre
Direção: Joana Mendes Rocha e Patricia Rubano

Sinopse: Tudo é Projeto é um documentário sobre a vida e obra de Paulo Mendes da Rocha, contada na primeira pessoa com base em entrevistas com a sua filha. Com mais de 80 anos de idade, Paulo Mendes da Rocha é hoje um dos mais importantes arquitetos no mundo, um pensador cujas ideias e opiniões polêmicas sobre urbanidade, natureza, humanidade, arte e técnica merecem ser ouvidas. Num constante diálogo entre entrevistado/pai e entrevistadora/filha, Joana é o fio condutor do filme. Como em todas as relações pessoais, principalmente entre pais e filhos, o fio que conduz é também o que é conduzido”, refere a sinopse do filme.

Rocha que Voa (2002) (94’)
Horário: Domingo, 14, às 7h45
Direção: Eryk Rocha

Sinopse: Filho de Glauber Rocha, o polêmico cineasta de tantas obras-primas, Eryk Rocha realiza este documentário, um ensaio sobre o papel dos intelectuais na América Latina baseado nos anos em que seu pai ficou exilado em Cuba, de 1971 a 1972. O filme ambiciona recuperar a ligação entre os principais movimentos cinematográficos latino-americanos dos anos 60/70 - o Cinema Novo, no Brasil, e o Cine Revolucionário, de Cuba. Por meio de depoimentos de cineastas e do povo cubano entrevistado em Havana, revivemos o impacto provocado pelo cineasta e seus filmes. Para essa produção foram utilizados áudios, depoimentos, poemas, desenhos e trechos de filmes de Glauber.

Person (2007) (55’)
Horário: Domingo, 14, às 9h20
Direção: Marina Person

Sinopse: Person é um documentário sobre a vida e obra do cineasta Luiz Sérgio Person (São Paulo/S.A. e o Caso dos Irmãos Naves), realizado por sua filha mais velha Marina. O filme inclui uma vasta pesquisa sobre a vida e personalidade do cineasta, além de diversas imagens de seus trabalhos no cinema, no teatro e na publicidade.

Pitanga (2016) (95’)
Horário: Domingo, 14, às 10h40
Direção: Beto Brant e Camila Pitanga

Sinopse: O documentário investiga o percurso estético, político e existencial do ator Antônio Pitanga, que, dirigido por grandes cineastas como Glauber Rocha, Cacá Diegues e Walter Lima Jr., foi destaque em alguns dos momentos de maior inquietação artística do cinema brasileiro.
 
Dela (2018) (8’)
Horário: Domingo, 14, às 12h35
Classificação: Livre
Direção: Bernard Attal

Sinopse: Dela, uma garotinha com pensamentos próprios, vive com seu pai na ilha mágica de Itaparica, na Baía de Todos os Santos. Ela não entende por que as crianças na escola tiram sarro de seu nome e de seu cabelo. Mas está determinada a descobrir.
 
A Busca (2013) (90’)
Horário: Domingo, 14, às 12h50
Classificação: 12 Anos
Direção: Luciano Moura

Sinopse: Theo Gadelha (Wagner Moura) e Branca (Mariana Lima) são casados e trabalham como médicos. O casal tem um filho, Pedro (Brás Antunes), que desaparece quando está perto de completar 15 anos. Para piorar a situação, Theo fica sabendo que Branca quer se separar dele e que seu mentor (Germano Haiut) está à beira da morte. Theo sai em busca do filho sumido e aproveita a viagem para se redescobrir.

Entre Idas e Vindas (2014) (74’)
Horário: Domingo, 14, às 14h30
Classificação: 12 Anos
Direção: José Eduardo Belmonte

Sinopse: Afonso (Fabio Assunção) é um professor universitário separado, que vive com o filho Benedito (João Assunção). Um dia, eles resolvem fazer uma viagem juntos, mas enfrentam problemas quando o carro deles quebra. Eles são ajudados por quatro operadoras de telemarketing muito bonitas, que os levam de volta a São Paulo. Só que Afonso acaba se apaixonando pela líder delas, Amanda (Ingrid Guimarães).

Cine Holliúdy (2012) (91’)
Horário: Domingo, 14, às 16h05
Classificação: 12 Anos
Direção: Halder Gomes

Sinopse: Cine Holliúdy se passa no interior do Ceará, na década de 1970. A popularização da TV permitiu que os habitantes da cidade desfrutassem de um bem até então desconhecido. Porém, o televisor afastou as pessoas dos cinemas. É aí que Francisgleydisson (Edmilson Filho) entra em ação. Ele é o proprietário do Cine Holiúdy, um pequeno cinema da cidade que terá a difícil missão de se manter vivo como opção de entretenimento.

2 Filhos de Francisco (2005) (132’)
Horário: Domingo, 14, às 17h40
Classificação: Livre
Direção: Breno Silveira

Sinopse: Francisco Camargo (Ângelo Antônio) é um lavrador que quer transformar dois de seus nove filhos em uma dupla sertaneja. Ele inicialmente deposita sua esperança no mais velho, Mirosmar (Dablio Moreira), e resolve lhe dar um acordeão quando completa 11 anos. Mirosmar e o irmão Emival (Marco Henrique), que toca violão, se apresentam com sucesso nas festas da vila onde moram. Mirosmar e Emival começam então a tocar na rodoviária de Goiânia, quando se mudam para lá, na intenção de conseguir algum dinheiro para ajudar em casa. Os garotos conhecem Miranda (José Dumont), empresário de duplas caipiras, que viaja com eles por mais de 4 meses. Os irmãos novamente fazem sucesso, mas um acidente encerra prematuramente a carreira da dupla. Após quase desistir da carreira artística, Mirosmar decide voltar a cantar, agora usando o nome artístico de Zezé di Camargo (Márcio Kieling). Ele grava um disco solo, mas não obtém sucesso. Já casado e com duas filhas pequenas, Zezé tem dificuldades em sustentar a família e o máximo que consegue é que outras duplas cantem composições suas. É quando ele encontra em seu irmão Welson (Thiago Mendonça), que passa a usar o nome artístico de Luciano, o parceiro ideal para levar adiante sua carreira musical.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code