Ad Code


Entenda o formato de ''Não foi minha Culpa'', nova série antológica do Star+

''Não Foi Minha Culpa'', nova série de drama produzida pelo Star Original Productions, estreia no dia 10 de agosto com exclusividade no Star+. Desenvolvida no Brasil, a produção narra histórias de vítimas de feminicídios e violência contra mulheres de diferentes idades e classes sociais.

As tramas são inspiradas em acontecimentos reais, e têm o Carnaval como ponto comum e elo temporário entre suas trajetórias. A tradicional festa brasileira, que representa a liberdade e a tolerância, serve de cenário para histórias que revelam as contradições da sociedade.

A série utiliza o formato antológico, ou seja, cada um dos 10 episódios traz uma história diferente, sem continuidade e conexão narrativa entre um e outro – a não ser pelo tema geral da produção. Confira, abaixo, a sinopse oficial de cada episódio e conheça mais sobre “Não Foi Minha Culpa”.

Episódio 1: Carol


Carol (Bianca Comparato) e Fernando (Armando Babaioff) namoraram por alguns meses até que, no Carnaval, ele a agride. Ela sublima o acontecido até que descobre que ele tem uma nova namorada, Priscila (Lorena Comparato), que, com a pandemia do Coronavírus, vai morar com ele. Fortes indícios a levam a acreditar que a vida de Priscila pode estar em risco. Carol precisa, então, encarar seus demônios internos para poder ajudar Priscila a sair daquela relação antes que seja tarde.

Episódio 2: Valéria


Valéria (Fernanda Nobre) é uma jovem atriz gaúcha, que namora Tales Hammer (Daniel Blanco), ator de TV, mais bonito do que talentoso. Ela considera Tales o homem dos seus sonhos, um príncipe, e acaba abrindo mão de tudo por ele. Porém, o narcisista Tales a agride verbalmente e depois fisicamente. Totalmente isolada de família e amigos, Valéria não tem noção de si mesma quando se vê dependente de Tales de forma irreversível.

Episódio 3: Joana


Joana (Gabrielle Joie) nasceu João, mas nunca se identificou como do gênero masculino, algo sempre apoiado por sua mãe, a empresária Estela (Sandra Corveloni). O que Estela nunca imaginou é que teria que lutar nos tribunais para conseguir justiça pela morte da filha, que foi encontrada no porta-malas do carro de dois garotos de uma família tradicional do interior de São Paulo que conheceram a garota no carnaval.

Episódio 4: Raíssa


Apesar de seu grande talento, Raíssa (Dandara Mariana), a cantora do Bloco, ainda não conseguiu decolar na carreira. Sua grande chance surge quando Timothy Muller (Felipe Kannenberg), um produtor musical franco-germânico, a convida para gravar um disco na Alemanha. Apesar de não querer deixar o filho, ela é convencida pela avó, Elvira (Elisa Lucinda), a não deixar essa oportunidade escapar. Raíssa então embarca rumo ao estrelato, mas o preço do sucesso pode ser caro demais.

Episódio 5: Ingrid


De origem humilde e ótima aluna, a jovem Ingrid (Aline Dias) consegue trabalho em uma das maiores construtoras do país e se muda do Piauí para São Paulo. Na empresa, ela se empenha, querendo chamar a atenção dos chefes e se destacar como a competente profissional que é. O que não se podia prever é que a atenção de seus colegas e chefes a transformaria em vítima de um crime, acobertado pelos poderosos donos da construtora.

Episódio 6: Rosa


Rosa (Virgínia Rosa) é uma senhora alegre e trabalhadora, que sempre enfrentou a vida de peito aberto. Mas tudo muda quando seu filho Anderson (Robson Nunes), caminhoneiro, se separa e volta para casa. Rosa fica feliz por ter seu filho de novo por perto, mas ela não sabe que ele esconde uma séria dependência química, que o levará até as últimas consequências em nome de sua "masculinidade".

Episódio 7: Maria do Carmo


Maria do Carmo (Simone Iliescu) tem um filho pequeno e trabalha de faxineira. Quando fica viúva, porém, seu cunhado Lindomar (Romulo Braga) passa a morar com ela. Ela é frequentemente espancada e obrigada a dar a ele seu dinheiro, até que decide fugir. Lindomar, no entanto, descobre e a mata na frente do filho. Tempos depois, um garoto maltrapilho perambula pelo bloco de carnaval roubando celulares, mas acaba pego e enviado para a Fundação Casa. Lá, conhece um Assistente Social que, ao descobrir sua história, deseja mais do que nunca ajudá-lo a sair da condição de vítima e escrever um novo futuro.

Episódio 8: Mary Lee


Mary Lee é uma jovem gorda que se torna influenciadora digital, militante do “body positivity”. Para sua surpresa e alegria, ela começa a ser seguida por milhares de pessoas, inclusive por @Morfeu (Enrico Cardoso), que rapidamente fica obcecado pela blogueira. Quando descobre que seu amor não é correspondido e que ela está namorando outra garota, ele se sente traído e decide se vingar.

Episódio 9: Ana Luisa


Quando Marcos (João Baldasserini) se machuca em um jogo de futebol e conhece a instável e ciumenta Ana Luisa (Luana Xavier), sua ortopedista, eles se apaixonam perdidamente. Apesar de ajudá-lo financeiramente e ser capaz de tudo pelo amado, quando ela desconfia de sua fidelidade, Marcos parece disposto a colocar um fim na relação.

Episódio 10: Edmara


Edmara (Ana Paula Secco) é casada com Antônio (Marat Descartes) e sofre violência doméstica há anos, mas encontra forças para manter sua família na Igreja que frequenta assiduamente. Quando o marido tem uma crise de ciúmes com um fiel da igreja e a espanca, ela decide sair de casa, mas acaba perdoando-o novamente após ele prometer à pastora que mudaria. Mas Antônio não muda, apenas piora, e usa seu ciúme descontrolado como desculpa para cometer um crime bárbaro.

“Não Foi Minha Culpa” estreia dia 10 de agosto exclusivamente no Star+.  *VIOLÊNCIA CONTRA MULHER É CRIME, DENUNCIE! DISQUE 180*

Postar um comentário

0 Comentários


Ad Code