Ad Code


"Eu senti verdadeiramente que podia ir embora. Eu não estava preparada'', declara Susana Vieira ao 'Fantástico', após alta médica

Divulgação Globo

Prestes a completar 80 anos, a atriz Susana Vieira recebeu a equipe do 'Fantástico' em sua residência no Rio de Janeiro. A atriz que, desde 2015, convive com LLC – Leucemia Linfocítica Crônica, esteve internada, recentemente, para tratar de sequelas da Covid-19 no pulmão. No bate-papo com a apresentadora Poliana Abritta, que vai ao ar no programa deste domingo, dia 21, Susana fala sobre a carreira, sexo, planos para o futuro, a doença e o medo da morte durante o período que passou no CTI. "Eu senti verdadeiramente que ali podia ir embora. Eu não estava preparada. Eu tinha que me preparar. Eu não podia ter ficado tão à mercê dessa doença. Tive muito medo! Muito medo! E muito medo porque eu não deixei nada preparado”, afirma a atriz. 
 
No próximo dia 9 de setembro, a banda Capital Inicial sobe no Palco Mundo para tocar em mais uma edição do Rock In Rio. Antes disso, o grupo liderado pelo vocalista Dinho Ouro Preto visita o estúdio do ‘Fantástico’ e conversa com a apresentadora Poliana Abritta sobre os 40 anos de carreira e o novo álbum, “Capital Inicial 4.0”, com 17 faixas, algumas delas inéditas e outros hits com novas versões. “As músicas novas serão lançadas ao longo desse projeto, que começou em julho. O primeiro DVD sai ainda em agosto, e, o primeiro show será no Rock in Rio. O resto do disco será lançado até o final do ano”, conta Dinho. No fim, eles deram uma palhinha do que vão apresentar no festival, tocando alguns sucessos como “Primeiros Erros” e uma versão especial de “Que País É Esse?”, um dos hinos do rock nacional, composto por Renato Russo. A ideia é de que, em alusão às quatro décadas, a nova turnê passe por mais de 40 cidades brasileiras. 

Divulgação Globo

O ‘Fantástico’ traz ainda uma reportagem especial sobre os 10 anos da Lei de Cotas, que passou a garantir que pessoas de diferentes realidades - estudantes oriundos do ensino público, pessoas de baixa renda, negros, indígenas e PCDs - ocupassem as cadeiras das salas de aula das universidades. O programa teve acesso a dados exclusivos, que mostram como a política de cotas nas instituições de ensino federais foi benéfica à população brasileira e reduziu a desigualdade social. A apresentadora Maju Coutinho foi atrás de histórias que ilustram essa realidade, o sucesso e, também, os desafios enfrentados por alunos cotistas, que muitas vezes chegam a desistir dos seus sonhos por não conseguirem conciliar a vida acadêmica com a busca pela subsistência. Maju conversou com o ex-BBB Gil do Vigor, que contou as dificuldades que enfrentou no período em que cursava Economia na Universidade Federal de Pernambuco, onde ingressou, em 2010, por uma política afirmativa da própria faculdade. “Eu não me sentia parte daquilo mas, ao mesmo tempo, não permiti que esse sentimento tomasse conta de mim”, diz Gil do Vigor.  
 
No segundo episódio da série especial “1822 - Uma Conquista dos Brasileiros”, em homenagem aos 200 anos da Independência, o programa mostra obras de arte que retratam o período. Elas são realmente fiéis ao momento? O que elas nos dizem sobre a atual situação do país e a importância dos personagens envolvidos? Com quatro episódios, a série do ‘Fantástico’, conduzida pela repórter Mônica Sanches, vai ao ar até 7 de setembro.  
 
O 'Fantástico' deste domingo começa logo depois do ‘Domingão com Huck’.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code