Ad Code

História e atualidade: série CNN 200+ marca o Bicentenário de Independência do País

Divulgação

Como foi a trajetória do Brasil em 200 anos como país independente? A CNN Brasil desvenda, na série documental especial CNN 200+, como o País se desenvolveu ao longo deste período em suas quatro áreas mais importantes: Economia, Saúde, Educação e Sociedade. A atração estreia em 14 de agosto, com exibição aos domingos às 21h e reprise aos sábados (15h30).

Uma produção original da CNN Brasil, a apresentação é dos âncoras do canal Daniel Adjuto (Saúde e Economia) e Luciana Barreto (Educação e Sociedade). O escritor e jornalista Eduardo Bueno também participa dos episódios, contando e contextualizando fatos inusitados da nossa história.

Cada episódio do programa abordará um desses temas e mostrará a evolução do país como nação, desde o Grito da Independência.

Economia fala do desenvolvimento da indústria, a grandiosidade do agronegócio e como está infraestrutura brasileira.

Divulgação

Divulgação

Em Saúde, a tecnologia das vacinas e o atual SUS (Sistema Único de Saúde) são exemplos de relevância do Brasil nessa área.

Sobre Educação, o episódio aborda desde os primeiros colégios até universidades com tecnologia de ponta.

E, claro, um capítulo sobre o povo: como a Sociedade foi se adaptando a tantas mudanças, a sua miscigenação e como são atualmente as famílias brasileiras.

Confira os episódios do CNN 200+

De Brasil Colônia à uma das maiores ECONOMIAS globais – 14/08

Daniel Adjuto mergulha no poderoso mercado interno, que fomenta a atividade de indústrias, empresas de produtos e serviços. Desde o movimento agroexportador que se iniciou com a Colônia, passando pela industrialização e seu impacto sobre o desenvolvimento das cidades e a urbanização do país, chega-se ao setor de serviços que constituem pauta importante do PIB atual. O episódio desvenda o desenvolvimento do país, entrelaçando as diversas atividades econômicas: do Porto de Santos à Fazenda Roncador, modelo para o agronegócio do século 21, chega-se à Embraer, uma das três maiores empresas de aviação do mundo.

Nomes como Pietro Marchesini Amorim, historiador e pesquisador; Leandro da Silva Alonso, historiador, doutor em Planejamento e Gestão do Território e Professor UniSantos; Alexandre Saes, professor doutor em História Econômica FEA/USP e FFLCH/USP; Nilce Botas, arquiteta, urbanista e professora doutora FAU/USP; e, Elizabeth Farina, Economista e Professora FEA/USP, entre outros, dão depoimentos sobre o tema.

A evolução da SOCIEDADE no Brasil do Bicentenário – 21/08

A vinda da família imperial para o Rio de Janeiro no início do século 19 iniciou um processo de discussão sobre a formação da identidade nacional no País.

Luciana Barreto parte da Academia Brasileira de Letras para entender as mudanças na nossa sociedade nos últimos 200 anos. Ela aborda scomo foi a incorporação de direitos civis desde nossa primeira Constituição. Também desvenda a formação do povo brasileiro e quais foram as mudanças que ainda impactam a nossa composição social. Domício Proença Filho, escritor e ensaísta membro da ABL; Elisa Lucinda, escritora, atriz e poetiza; Alex Vargem, sociólogo e pesquisador; Renan Quinalha, professor de Direito da Unifesp; e Paulo Rezzuti, Historiador e biógrafo da família real, são alguns dos entrevistados.

EDUCAÇÃO e Brasil no Bicentenário da Independência – 28/08

Há 200 anos, o Brasil ainda não tinha um projeto educacional consolidado e hoje temos universidades entre as melhores do mundo. Luciana Barreto ajuda a descobrir erros e acertos do passado em termos de políticas públicas e acesso da população à educação. Como estamos no presente (depois de uma pandemia) e quais são os nossos grandes desafios para o futuro?

O Colégio Pedro II no Rio de Janeiro é o ponto de partida para conhecer experiências educacionais exemplares também para os próximos 200 anos.

José Gondra, especialista em história da educação e professor da UERJ; Paulo Garcez, Historiador / Museu Paulista e USP; Cássia Virgínia Bastos Maciel, pró-reitora de ações afirmativas e assistência estudantil da UFBA são alguns personagens nessa jornada de descoberta da história da educação do Brasil Independente.

A evolução da SAÚDE no Brasil, direito de todos – 04/09

Daniel Adjuto parte da Fiocruz, conhecida como templo nacional da ciência, para mergulhar na saúde da população do Brasil à época da Independência - e de como os tratamentos eram restritos a uma fatia pequena da população. De lá para cá, o projeto de saúde no Brasil tornou-se inclusivo, tendo como grande marco a Constituição de 1988, que inaugura o maior sistema de saúde pública do mundo. Do revolucionário tratamento para pacientes HIV/AIDS, passando por experiências marcantes como o uso de cirurgia robótica, a capilaridade de equipes de saúde num país continental, pode ser acessível a todos os brasileiros, num modelo para o mundo. Especialistas, médicos, historiadores e cientistas como Luiz Antonio Teixeira, Historiador do Departamento Histórico da Casa Oswaldo Cruz (COC), Valdiléia Gonçalves Veloso dos Santos, Médica Infectologista e Diretora do Instituto Nacional de Infectologia, Akira Homma, Co-fundador, ex-diretor e assessor científico de Bio-Manguinhos, e Maurício Zuma, Diretor de Bio-Manguinhos, entre outros, ajudam a entender essa complexa rede que faz do Brasil um caso único em saúde pública. 

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code