Ad Code


Sportv e Globoplay mostram a partir desta quinta-feira a definição dos classificados para a final da WSL

Reprodução

Posicionado no meio do Oceano Pacífico, o Taiti é a maior ilha da Polinésia Francesa e recebe as maiores ondulações da Terra. Mas apesar da perfeição e da beleza das ondas de Teahupo’o, esta é uma das etapas mais perigosas para os surfistas, por conta da rasa bancada de corais que cerca a ilha. Neste cenário serão definidos os dez surfistas – cinco homens e cinco mulheres – que avançam para a decisão desta temporada do Circuito Mundial de Surfe (WSL). A partir das 14h desta quinta-feira, dia 11, o Globoplay e o ge mostram todos os duelos até às oitavas e, nas quartas de final, o sportv2 assume as transmissões das baterias decisivas da etapa taitiana até a definição dos títulos. 
 
"Vem aí a etapa mais desafiadora do ano para os atletas da elite. Não só pela bancada rasa de corais, mas também pela perfeição, o que torna ainda mais difícil tirar notas altas, já que todos conseguem surfar bem em Teahupo’o. Entre os brasileiros, temos um time muito forte para esta etapa e podemos esperar uma boa performance do Miguel Pupo, que conhece bem a onda do Taiti e tem muita técnica nos tubos. O Ítalo com certeza é um dos favoritos, pela velocidade e a técnica apurada; e o Felipinho, nosso líder, que vive um ótimo momento e já mostrou seu potencial surfando por lá em outras ocasiões", avisa o comentarista Alejo Muniz, que estará nas transmissões da etapa ao lado dos narradores Everaldo Marques, André Azevedo e Bruno Fonseca; e dos comentaristas Breno Dines, Claudinha Gonçalves, Bruno Bocayuva e Jesse Mendes.
 
Na etapa final, disputada em setembro, em Trestles, nos Estados Unidos, os líderes dos rankings levam a vantagem de esperar os confrontos entre os classificados de quinto a segundo lugares para fazer a final em uma melhor de três. Para acabar com qualquer chance dos adversários e garantir o primeiro lugar geral entre os homens, o brasileiro Filipe Toledo precisa chegar às quartas de final no Taiti. O mesmo acontece com a americana Carissa Moore, líder entre as mulheres. Restam ainda seis vagas para a finalíssima – três na competição masculina e outras três na feminina – e o Brasil pode chegar com até quatro surfistas em Trestles. Além de Filipe Toledo, disputam as últimas vagas o campeão olímpico Ítalo Ferreira e os irmãos Miguel e Samuel Pupo; além de Tatiana Weston-Webb, terceira no ranking feminino e que vem embalada após a conquista do título na última etapa em Jeffrey's Bay.
 
A cobertura da última etapa da temporada regular da WSL segue no ge já nesta terça-feira, com conteúdos e entrevistas especiais, e durante a competição, com as baterias em tempo real, vídeos, notas dos surfistas, além das análises no blog ‘Boas Ondas’, comandado por Diogo Mourão.

Postar um comentário

0 Comentários


Ad Code