Ad Code

Tânia, a personagem complexa de ''Poliana Moça'' e seus mistérios, é o assunto que a intérprete Ana Paula Valverde traz no ''PoliCast'' desta terça

Divulgação Rogério Pallatta/SBT

Mistério no ar! Ana Paula Valverde, a Tânia de “Poliana Moça”, uma das personagens mais enigmáticas da novela, é a convidada do ''PoliCast'' desta terça-feira (16). A intérprete conta sobre o enredo que envolve seu papel e a grande revelação do momento na trama: Celeste é filha de Tânia. O episódio vai ao ar às 21h30, no canal da novela do YouTube e nas plataformas de áudio.

Tânia é uma mulher elegante, educada e misteriosa. De família humilde, viveu sua infância até a juventude no Jardim Bem-Te-Vi; fugiu para Europa, lançou o livro que virou um best-seller e depois voltou para o Brasil já como uma famosa escritora de sucesso. Acostumou-se a conviver entre os poderosos, portanto já não se surpreende com pouca coisa. Extremamente inteligente e sagaz, sempre consegue alcançar as metas que coloca para si. Acontece que nem tudo é fácil para ela, esse seu jeito duro e distante levanta suspeitas. Mas será que ela é mesmo uma pessoa ruim?

"Eu acho que a Tânia está recebendo várias surpresas nesse momento. Ela não é uma mulher muito de ‘ser surpreendida’. Ela é misteriosa, mas ela sabe tudo o que ela está fazendo. Realmente, Tânia é calculista, gente! Ela é decidida, sabe onde ela está pisando, e é uma mulher muito esperta. E, nesse momento, da filha, é um ‘momento’ para ela de descobertas, também. Acho que, até, emocionais. Então está bem interessante, assim", declara Ana Paula.

No capítulo da última sexta-feira (12), Celeste, que tanto procurava sua mãe, descobriu, após investigações e a contratação de um detetive particular, que Tânia apresentava uma suspeita de ser sua mãe. A namorada de Otto, Tânia, é colocada na parede pela Celeste e acaba admitindo que ela é sua filha.

“É difícil de ver essa cena, porque tem muita mágoa entre as duas. E eu vejo que, a Tânia, ela não sabe o que fazer com essa filha. Essa filha apareceu e eu não sei se ela estava querendo, mesmo, esse reencontro porque eu acho que, independentemente de quem está falando a verdade ou não, se o que aconteceu não aconteceu, é uma separação de uma mãe e uma filha”, diz Valverde.

"A Tânia diz muito que ela queria prover uma vida para a Celeste que, naquele momento, ela não podia. Então, quando ela encontrasse a filha dela, ela queria que a filha dela tivesse uma vida diferente da que ela teve. Independente de onde ela está levando a vida dela. Mas ela queria dar essa oportunidade melhor para a Celeste. Naquele momento ela estava, completamente, desamparada em todos os sentidos. Muita rejeição, muita solidão, muita falta de recursos econômicos e ela era muito nova quando ela deu a Celeste para adoção. Então, muitas vezes, você não pode julgar o motivo que levou uma pessoa a fazer isso. Muitas vezes ela imagina que aquilo é amor, imaginar que vai dar uma oportunidade melhor para o seu filho é melhor do que fazê-lo passar necessidade”.

 “Eu acho que a Tânia passou por muitas violências, também. Para mim, a Tânia se endureceu muito com o passado dela. Muito determinante. Assim, eu não quero justificar a personagem, tá? Eu acho que todo mundo tem luz e sombras. E eu acho que as vivências, às vezes, te levam para caminhos que você não esperava. Mas também existem vivências de sombras que as pessoas vão para caminhos maravilhosos. Então cada ser humano é único. A evolução de cada um a gente não pode julgar, também, dessa maneira. Mas assim, na minha criação, o passado da Tânia é muito duro e conta muito quem ela se tornou", opina a convidada.

Tânia namora Otto, o dono da Onze e pai de Poliana. Ele é um homem mais frio quando o assunto é relacionamento. A atriz fala no “PoliCast” sobre a vivência desse casal: "Eu sinto que a Tânia é uma mulher que chamaria a atenção do Otto, de qualquer maneira. Porque ela é inteligente, ela tem postura, ela respeita aquela... um pouco dessa frieza que ele tem, né? Ele é um pouco distante, assim [...] É um pouco difícil porque ele é muito focado no trabalho, ele é um homem fechado. Só que eu acho que ela está quebrando esse coraçãozinho de gelo dele, aos pouquinhos ele está se abrindo mais... E eu acho que ele é o tipo de homem que ela se interessaria, né?! Porque é um homem, também, inteligente, a Tânia gosta dessa ‘high society’ ”.

Em um determinado capítulo da novela, Roger e Otto são convidados para jantar na casa da mãe Glória. Otto leva sua namorada, Tânia. Em um cômodo isolado, Glória flagra Roger colado com Tânia, uma aproximação no entanto curiosa. Ao ser questionado pela matriarca, Roger alega que Tânia havia caído e que ele a ajudou a levantar. Ana Paula comenta sobre o fato: "Tânia está arrasando corações. Rolou, ali, uma tensão, né? Tem uma tensão ali. Agora, o que é essa tenção…”, finaliza a entrevistada.

O podcast ''Policast'' vai ao ar toda terça, logo após a exibição da novela, no canal de Poliana Moça no YouTube e nas plataformas de áudio

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code