Ad Code


Canal Brasil completa 24 anos e exibe mostra especial durante todo o mês de setembro

Divulgação

O Canal Brasil celebra em setembro 24 anos no ar! Para comemorar, a programação deste mês traz uma série de filmes coproduzidos pelo canal que foram sucesso em festivais de cinema pelo país e pelo mundo e tiveram grande repercussão com o público. Durante todos os sábados e domingos de setembro, serão exibidos documentários às 14h e ficções às 23h30. E no dia 18 (domingo), data do aniversário, o assinante é presenteado com uma maratona de grandes filmes a partir das 9h30 e encerrando na madrugada do dia 19.

Durante a seleção de longas do fim de semana, o telespectador poderá assistir a filmes premiados da ficção contemporânea como “Babenco -- Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou” (primeiro documentário indicado pela Academia Brasileira de Cinema como representante do país a concorrer uma vaga ao Oscar 2020), “Bacurau” (o grande destaque do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro em 2020, com seis troféus), “A Vida Invisível” (recebeu em 2019 o prêmio “Espiga de Prata”, o segundo mais importante da Semana Internacional de Cinema, realizado em Valladolid, na Espanha) e “Gabriel e a Montanha” (vangloriado com dois prêmios na Semana da Crítica de Cannes: de revelação e da Fundação Gan, em 2017). “Divinas Divas” (eleito melhor filme, de acordo com o voto popular, no Festival do Rio, Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro e no evento SXSW), “Rock Brasília - Era de Ouro”, “Loki - Arnaldo Baptista”, “Jorge Mautner -- O Filho do Holocausto” (escolhido nas categorias Melhor Montagem, Melhor Roteiro e Melhor Trilha no Festival de Gramado), “O Animal Cordial”, “O Silêncio do Céu” (Melhor Filme Brasileiro, Prêmio Especial do Júri e Melhor Som também em Gramado), “Barretão”, “Dzi Croquettes” (considerado o Melhor Documentário - pelo júri e voto popular - no Festival do Rio) e “Divino Amor” também estão na lista de documentários presentes na mostra.

Já no aniversário do Canal, os filmes exibidos serão: “Bob Cuspe -- Nós Não Gostamos de Gente” (vencedor em quatro categorias no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro de 2022, entre elas Melhor Longa Animação e Melhor Primeira Direção), “Primeiro Dia de Um Ano Qualquer” (premiado na categoria Melhor Roteiro no Festival de Gramado), “Três Verões” (Melhor Atriz e Prêmio do Júri da Crítica no Málaga Film Festival), “Mussum Um Filme do Cacildes”, “Rasga Coração”, “Ferrugem” (grande vencedor do 46º Festival de Gramado, onde recebeu o prêmio de Melhor Longa-Metragem Brasileiro e ganhou o Kikito nas categorias Melhor Roteiro e Melhor Desenho de Som), “Mãe Só Há Uma”, “Benzinho” (o maior destaque do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro em 2019, vencendo em seis categorias: melhor filme, melhor direção, melhor atriz, melhor atriz coadjuvante, melhor roteiro original e melhor montagem de ficção) e “Piedade”, que em sua estreia no Festival de Brasília 2019, levou os prêmios de Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Direção de Arte e o Prêmio Especial do Júri.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code