Ad Code


''Fica pistola comigo quando eu volto'', diz Murilo Huff sobre o filho Léo

Divulgação Lourival Ribeiro/SBT

Danilo Gentili recebe o cantor e compositor Murilo Huff no The Noite desta quarta-feira (07). Falando sobre seu relacionamento com o filho, Léo, declara: “ultimamente eu estou viajando muito, então ele fica mais com a mãe dela (Marília Mendonça). Quando estou em Goiânia, fica comigo. A gente tem a guarda compartilhada. Ela (ex-sogra) entende e apoia bastante.... Fiquei doze dias sem ir em casa. Estava bem agoniado para ver ele. Como ele é muito novinho, ainda não entende que o papai vai trabalhar e às vezes fica pistola comigo quando eu volto. No primeiro dia ele me vê e fica grilado, mas logo acostuma e fica de boa de novo”.  

Recordando o namoro com Marília Mendonça, comenta: “não era em segredo, era discreto. A gente não divulgava isso nas redes sociais. Eu tinha essa ideia de cantar e a gente se conheceu por causa de uma música minha que ela gravou, a “Transplante”. Em uma conversa com ela, falei ‘vamos ficar juntos, mas gostaria que a gente ficasse mais discretamente para não rotular ali’. Porque a expressividade dela sempre foi muito grande. Pelo menos até eu conseguir gravar alguma coisa, ter algum projeto, ser reconhecido como o Murilo Huff que canta tal coisa. Tinha esse receio, esse medo de ser rotulado. As pessoas acharem que eu estava com ela por querer ganhar alguma mídia. A gente ficou um ano sem divulgar (o namoro). A gente ficou junto quatro anos”. Sobre o apelido que a cantora lhe atribuía, explica: “quando a conheci, ela bebia demais e eu não era tão acostumado a beber muito assim. Todas as vezes que a gente sentava para tomar uma, eu vomitava. Meu apelido era ‘refluxo’ por causa disso”.  

Completando dez anos de carreira, relembra: “com dezesseis eu gravei minha primeira música dentro de um estúdio. Foi a primeira vez que fiz um trabalho profissional dentro da música”. Sobre a primeira música que compôs, diz: "falava de uma história, de uma moça que tinha falecido. Sempre gostei de escrever coisas muito tristes. Gosto demais. O sentimento triste cutuca mais as pessoas”. E avalia: “hoje em dia é mais de relacionamentos. Infelizmente, a maioria das histórias de amor acho que dão errado. Todo mundo já deu errado no amor e nem todo mundo ainda deu certo”. Lançando o projeto “Ao Vivo em São José do Rio Preto”, conta que o DVD tem 14 músicas inéditas e conta com participações especiais. Murilo canta ainda palhinhas de sucessos como “Uma Ex” e “Pino de Granada”. 

O The Noite é apresentado por Danilo Gentili e vai ao ar de segunda a sexta-feira, no SBT. Hoje, 00h30.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code