''Flordelis: Questiona ou Adora'', docussérie Original Globoplay, estreia nesta sexta-feira na plataforma

Divulgação Globo

Os rumos das investigações, os meandros de uma família e os bastidores por trás do crime que impressionou o país em 2019, conduzem a narrativa da docussérie Original Globoplay "Flordelis: Questiona ou Adora'', produzido pela Boutique Filmes, que chega dia 04 de novembro à plataforma. Toda a investigação para a obra foi realizada em parceria com o Jornal O Globo, representado pelos jornalistas Carolina Heringer, repórter da editoria Rio e Thiago Prado, editor de política do jornal.
 
Segundo Mariana Jaspe, roteirista e diretora de “Flordelis”, para além do mergulho na investigação do assassinato de Anderson Carmo, marido da ex-deputada, a série trata dos meandros dessa família em uma linha do tempo instigante que perdurou por trinta anos. “Como tudo isso começou? Como essa família se formou? De onde essas pessoas vêm? Por onde elas passaram? Quem fez parte dessa trajetória? Como elas chegaram até aqui? São perguntas que tentamos responder ao longo dos seis episódios”, finaliza Mariana.
 
O roteiro foi cuidadosamente construído a partir de uma profunda pesquisa sobre o passado de Flordelis e Anderson, entrevistas com familiares, policiais, testemunhas, o estrategista político do casal, jornalistas que cobriram sua trajetória e personagens que fizeram parte do passado da família. “A história de Anderson e Flordelis não envolve somente a sua figura, mas a de uma família composta por 55 filhos que tiveram suas vidas impactadas por sua presença, seja como mãe biológica, adotiva ou afetiva. Nosso desafio foi sempre montar esse quebra-cabeça de maneira humana e respeitosa,”, explica Gustavo Mello, produtor da Boutique Filmes. “A docussérie conjuga sólida investigação jornalística com um retrato íntimo dos personagens envolvidos no caso, entregando para a audiência uma história repleta de reviravoltas, intrigas, segredos e revelações periciais inesperadas”, completa.
 
Carolina Heringer, repórter do jornal O Globo, foi uma das profissionais envolvidas na investigação da obra, junto com Thiago Prado. “Sempre busquei, desde a época do crime, fazer uma apuração desse caso paralela à da polícia, principalmente para entender os meandros da família e ter uma visão mais ampla, não restrita à da investigação oficial. Isso se intensificou com o início do projeto do documentário, uma vez que o espaço para contar essa história se amplia no audiovisual.  Esse processo foi fundamental para que a gente conseguisse contar ao público essa história por diferentes visões e vivências de personagens que conseguimos localizar, além de fatos novos que descobrimos ao longo dessa apuração”, adianta a jornalista.
 
O crime

O ano era 2019. A rotina intensa de Flordelis era tomada por seus compromissos como deputada federal, cantora gospel de sucesso, pastora de sua igreja ‘Ministério Flordelis’ e seus 55 filhos. Toda a organização de sua rotina múltipla só era possível graças ao trabalho de Anderson do Carmo, que além de marido, era o seu grande articulador na política e na vida.
 
Em 16 de junho de 2019, após retornarem de uma noite romântica, Anderson é morto a tiros na casa da família. Flordelis, então, afirma que seu marido havia sido vítima de latrocínio. A investigação, por sua vez, revela informações impressionantes, que são detalhadas ao longo da docussérie.
 
Escrita e dirigida por Mariana Jaspe, ‘Flordelis’ é uma docussérie Original Globoplay produzida por Gustavo Mello, da Boutique Filmes, com coprodução Globoplay. São seis episódios, sendo lançados dois a cada sexta-feira.

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato