Lima Barreto ao Terceiro Dia, coprodução do Canal Brasil, estreia em novembro no canal, data que marca o centenário de morte do escritor

Divulgação/Felipe O´Neill

Estreia no Canal Brasil dia 1º de novembro, às 19h10, o filme inédito ''Lima Barreto, ao Terceiro Dia'', data que marca o centenário de morte do autor Afonso Henriques de Lima Barreto. Dirigido por Luiz Antonio Pilar, o longa é uma coprodução do Canal Brasil inspirada na peça de Luís Alberto de Abreu, que retrata os três dias da última internação hospitalar do escritor Lima Barreto, no manicômio D. Pedro II, em 1919, no Rio de Janeiro.

No filme, Lima Barreto é interpretado em duas fases da vida. Uma aos 42 anos, pelo ator Luis Miranda, e mais jovem, aos 30, na pele do ator Sidney Santiago Kuanza. Além das duas idades, a narrativa é ambientada em três tempos distintos: o presente, no qual Lima conversa com o paciente que divide o quarto com ele no hospital; o passado, ilustrado pelas lembranças do período que era jovem e escrevia o romance “O Triste Fim de Policarpo Quaresma” e a ‘ficção’, momento em que os personagens do mesmo romance ganham vida e são mostrados em cena.
 
Além de Luis Miranda e Sidney Santiago, o filme conta com nomes como Orã Figueiredo, que dá vida a Policarpo Quaresma, além de Maria Clara Vicente, Gisele Fróes, Cristiane Amorim, Camilo Bevilacqua e grande elenco. O longa conquistou os prêmios de Melhor Roteiro e Melhor Direção de Arte no Cine PE Festival Audiovisual, realizado em Recife, em 2021.

Lima Barreto ao Terceiro Dia (2022) (106’)
Horário: Terça, 1/11, às 19h10
Direção: Luis Antonio Pilar
Classificação: 14 Anos

Sinopse: Nos três últimos dias de sua internação em um manicômio, o escritor Lima Barreto, que sofreu com depressão e alcoolismo, relembra sua vida como jovem autor enquanto escrevia "Triste Fim de Policarpo Quaresma", uma de suas principais obras. Aos 42 anos, o artista (Luis Miranda) fantasia sobre os personagens que criou e tem alucinações constantes que a todo instante o remetem à sua juventude, quando ainda era um rapaz de 30 anos (Sidney Santiago Kuanza). As duas versões de Lima Barreto também se confrontam com os personagens do romance, que ganham vida e aparecem em cena de forma fantasiosa e caricata. "Lima Barreto, ao Terceiro Dia" é dirigido por Luiz Antonio Pilar.

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato