Documentário da TV Aparecida relata a degradação ambiental e social dos garimpos no Brasil

Reprodução/TV Aparecida

A TV Aparecida exibe nesta quinta-feira (27/10), às 22h30, o especial "Desafios da Igreja", que desta vez vai retratar os problemas sociais e ambientais causados pela ação do garimpo no Brasil.

O documentário irá relatar que a busca pelo ouro e outros metais preciosos foram alvo de cobiça no garimpo. E essa ação, além de destruir o meio ambiente, trouxe consequências para as comunidades que sofrem diretamente com o esvaziamento das suas riquezas. A Comissão Especial de Ecologia Integral e Mineração da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) já manifestou preocupação com os povos indígenas que têm seus territórios invadidos por garimpeiros, que destroem a Amazônia e deixam um rastro de miséria e problemas sociais.

E para registrar essa realidade cruel, a equipe de jornalismo da emissora e a repórter Camila Morais viajaram até o estado do Pará, onde está concentrada a maior riqueza mineral do país, para mostrar as consequências dessa prática. Um dos lugares visitados foi Serra Pelada, o maior garimpo a céu aberto do mundo, implantado na década de 70. A equipe conversou com garimpeiros que trabalhavam no local e ainda permanecem lá na esperança de conquistarem o ouro.

"Para produzir o programa comecei buscando sobre a história da Serra Pelada que é um marco na história do Brasil quando se fala em garimpo. E fui percebendo o quanto a questão social e a disputa por terras são latentes. Entrei em contato com a Comissão Pastoral da Terra, da CNBB, e com o Movimento pela Soberania Popular na Mineração (...). Foi uma produção de muita pesquisa para que pudéssemos trazer os diversos lados dos vários envolvidos quando se fala em garimpo. Entre produção e gravação do material levamos quase dois meses e meio", explica a repórter Camila Morais.

O Projeto Grande Carajás também é pauta da produção. Ele foi implantado na década de 70 na região por uma área com mais de um milhão de quilômetros quadrados na Amazônica cortadas pelos rios Xingu, Tocantins e Araguaia. O projeto se expande pelo interior do Pará e tem causado consequências para as comunidades e para o meio ambiente.

"Desafios da Igreja" também vai mostrar o avanço do garimpo ilegal, que traz para as comunidades uma preocupação sobre conflitos de terra. E por fim, o material vai destacar a atuação da Igreja Católica na mediação desses conflitos e na defesa das comunidades por meio da Comissão Pastoral da Terra.

"A reportagem faz um alerta sobre o avanço do garimpo em comunidades rurais e territórios tradicionais, além dos impactos ambientais e sociais. Não podemos permitir que essa prática continue a crescer. O mercado ilegal do garimpo faz o contrabando de metais preciosos para fora do país, ou seja, nossa riqueza vai para outros lugares, e quem é da própria região continua em situações miseráveis", finaliza Camila Morais.

"Desafios da Igreja", quinta-feira, às 22h30, com reapresentação no domingo (30/10), às 16h50.

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato