Djonga é destaque no aniversário de 3 anos de Trace Trends

Kenya Sade e Djonga na gravação do Trace Trends
Divulgação

Em comemoração aos 3 anos da chegada da Trace no Brasil, a apresentadora Kenya Sade recebe o rapper, símbolo da juventude preta e um dos nomes mais influentes da atualidade, Djonga no Trace Trends desta semana. O rapper falou sobre as mudanças na indústria musical, masculinidade tóxica e como tem lidado com a fama. O episódio vai ao ar nesta quinta-feira (03), às 23h30, no Multishow, e ficará disponível no streaming da Globoplay.

Com 12 anos de carreira e uma trajetória de inúmeros hits de sucessos, Djonga fala sobre as expectativas para o lançamento de seu novo álbum “O Dono do Lugar”. Acredito que arte é muito mais que um produto, então eu vi a necessidade de fechar esse ciclo para começar a produzir esse novo disco sem pressão e com mais consciência sobre a história que queria contar nas produções e consciência profissional em tudo que gira em torno”, afirma o rapper.

Em seu novo trabalho, o cantor faz críticas ao modelo da indústria musical e ao imediatismo de lançar músicas cada vez mais rápido. Questionado sobre a realidade dessa indústria para artistas pretos, Djonga destaque que a ideia de sucesso é bem diferente, “Vejo [que] os artistas pretos, até os mais retintos as vezes tem momento de sucesso, mas é um momento que se comparado a um artista branco é totalmente diferente no quesito números e alcance, percebo muito isso no tanto de seguidores que esses caras brancos recebem é absurdo, o tratamento é totalmente diferente comparado a nós artistas pretos”.

O novo disco tem participações de artistas como Tasha & Tracie, Vulgo FK, Oruam, Sarah Guedes e Dougnow. “O disco é composto com todas as participações de pessoas pretas e isso era algo que queria muito. Tem uma pessoa muito importante que é a Sarah Guedes que é uma parceria minha da época do Sarau Vira-lata, que foi quando comecei minha carreira e hoje em dia, eu tive a oportunidade de colocar- la neste trabalho, pois é algo que sempre quis, vê-la em algo que tivesse um alcance grande e espero que esse disco tenha esse alcance. Essa galera me traz esse sentimento de renovar a forma de fazer música,”, explica.

Ainda neste episódio, Djonga cantou os sucessos “Dom Quixote”, “Conversa Com Uma Menina Branca” e “Junho 94” e contou com participação da mãe do rapper e diretora administrativa Rosangela Marques, o pai Ronald Marques, a esposa e diretora criativa Malu Tamietti e do funkeiro Nego Bala.

Com apresentação de Alberto Pereira Jr, Xan Ravelli, Ad Júnior, João Luiz Pedrosa e Kenya Sade, o Trace Trends tem, a cada semana, um episódio inédito exibido todas às quintas-feiras, no Multishow, e disponibilizado no Globoplay.

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato