Uma das principais organizações de MMA da Europa, o KSW, terá exibição no Combate a partir de dezembro

Reprodução

Após adquirir os direitos de exibição dos duelos organizados pela Top Rank (boxe), Glory (kickboxing) e One (MMA, kickboxing, muay thai e grappling), vem aí mais um evento de MMA para o portfólio do Combate. A partir do próximo dia 17 de dezembro, o canal passa a exibir todas as lutas do KSW, uma das principais organizações de artes marciais mistas da Europa. Na estreia, o Combate exibe todas as emoções do KSW 77, que promete agitar a cidade de Gliwice, na Polônia, com o duelo entre duas estrelas europeias, os poloneses Mariusz Pudzianowski, pentacampeão do torneio de homem mais forte do mundo e no MMA desde 2009; e Mamed Khalidov, tricampeão do KSW, em duas categorias diferentes, na luta principal; além de duas disputas de cinturão no card.
 
Fundada em 2003 pelos amigos poloneses Martin Lewandowski e Maciej Kawulski, o KSW já possui 81 eventos em sua história, disputados não só na sede Polônia, mas também em países como Inglaterra, Croácia e Irlanda, e detém o recorde de realização do maior evento de MMA moderno, com 57.766 pessoas presentes no KSW 39. A organização, que atualmente possui lutadores de nove categorias, sendo duas delas femininas, já revelou nomes como os poloneses Jan Blachowicz, ex-campeão da categoria meio-pesado do UFC, e a Karolina Kowalkiewicz, além do sueco Alexandr Gustaffson, que em 2003, fez a luta do ano do UFC contra o americano Jon Jones. 
 
Ao longo de sua história, o KSW tem uma ligação com o MMA brasileiro, com grandes nomes do país entre os seus lutadores, como a paranaense Ariane Lipski – ex-campeã peso-mosca; o mineiro Rousimar “Toquinho” Palhares; e os brasilienses Paulo Thiago e Guto Inocente. Atualmente, disputam o KSW nomes como: Ricardo Prasel, segundo colocado da divisão dos pesados; Henrique da Silva, segundo na categoria meio-pesados; Daniel Torres, desafiante número 1 da categoria peso-leve; Werlleson Martins e Bruno Augusto dos Santos, respectivamente terceiro e quarto colocados entre os pesos-galo. A promessa é de que, em breve, mais lutadores brasileiros façam parte dos cards dos eventos do KSW.

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato