'Uma Noite em 67': a final histórica do III Festival da Música Popular Brasileira

Divulgação/Curta!

Um contexto político turbulento se mescla com uma produção artística riquíssima no Brasil do final dos anos 1960: esse é o panorama em que se deu a final do III Festival da Música Popular Brasileira. O documentário ''Uma Noite em 67'', de Ricardo Calil e Renato Terra, conta tudo sobre esse acontecimento tão marcante para a vida cultural e política brasileira. O filme será exibido no Curta!.

No teatro: aplausos, vaias, um violão quebrado, guitarras estridentes. No palco: os jovens Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Roberto Carlos, Edu Lobo e Sérgio Ricardo. As músicas: “Roda Viva”, “Ponteio”, “Alegria, Alegria" e "Domingo no Parque”. E só um deles sairia vencedor no festival, promovido e exibido pela TV Record.

“Uma Noite em 67” reúne imagens de arquivo de bastidores e das apresentações emblemáticas das canções concorrentes, de acordo com suas colocações no festival. Entre essas imagens, entrevistas com os artistas feitas para o documentário, que contam histórias e curiosidades e revelam também os sentimentos que tinham à época. Assim, o público mergulha em uma narrativa não apenas histórica, mas também sentimental, e consegue mensurar melhor como foi viver aquela noite. A exibição é na Segunda da Música, 26 de dezembro, às 22h30.

Série sobre genética, baseada em best-seller de Siddhartha Mukherjee, é exibida no Curta!

A série em quatro partes “O Gene: Uma História Íntima”, inspirada no best-seller homônimo do Dr. Siddhartha Mukherjee, traz ao Curta! temas como DNA e cura pela ciência. Dirigida por Jack Youngelson, no primeiro episódio, e por Chris Durrance, nos outros três, a produção — assinada pela rede de TV norte-americana PBS — combina informação científica, drama humano e fatos históricos relevantes que marcaram os estudos sobre o gene.

O depoimento do Dr. Siddhartha Mukherjee — médico oncologista, professor e autor de livros de não ficção sobre medicina e ciência — norteia a narrativa. “Os genes contêm uma história de nós mesmos, da nossa ancestralidade, e, por definição, do nosso futuro, porque iremos transmiti-lo por gerações. Agora que podemos mudar o DNA e, assim, mudar o nosso futuro, o que eu farei?”, questiona Siddhartha, nascido em Nova Delhi, na Índia, e naturalizado americano. A série reúne, ainda, entrevistas de especialistas envolvidos em pesquisas de ponta no campo da genética, além de relatos pessoais comoventes de quem depende da evolução tecnológica para sobreviver.

O primeiro episódio entrelaça a história de um casal em busca da cura para uma doença genética rara, que atinge sua filha de quatro anos, com relatos das descobertas empolgantes dos pioneiros da genética: Gregor Mendel, Thomas Hunt Morgan, Francis Crick e James Watson. A exibição é na Quinta do Pensamento, 29 de dezembro, às 23h.

Segunda da Música (MPB, Jazz, Soul, R&B) – 26/12

22h30 – “Uma Noite em 67” (Documentário)

Final do III Festival da Música Popular Brasileira da TV Record, 21 de outubro de 1967: entre os candidatos aos principais prêmios, figuram Chico Buarque de Hollanda, Caetano Veloso, Gilberto Gil e Mutantes, Roberto Carlos, Edu Lobo e Sérgio Ricardo, protagonista do infame episódio da destruição de seu violão no palco. Com imagens de arquivo e apresentações de músicas hoje clássicas, o filme registra o momento do Tropicalismo, os rachas artísticos e políticos na época da ditadura e a consagração de nomes que se tornaram ídolos.  Diretores: Renato Terra e Ricardo Calil. Duração: 85 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 27 de dezembro, terça, às 02h30 e às 16h30; 28 de dezembro, quarta, às 10h30; 31 de dezembro, sábado, às 16h; 1 de janeiro, domingo, às 22h30.

Terça das Artes (Visuais, Cênicas, Arquitetura e Design) – 27/12

21h15 – “Fotografação” (Documentário)

Passeando pela história da fotografia brasileira, conheça o impacto dos avanços tecnológicos pela perspectiva daqueles que vivem os prazeres e obstáculos da profissão. Narrado em primeira pessoa pelo diretor Lauro Escorel, “Fotografação” discute a representação do Brasil através do tempo e do trabalho de diversos fotógrafos, e chega aos dias atuais, refletindo sobre o impacto da fotografia digital na sociedade e no cotidiano da profissão. São vários os profissionais abordados pelo longa, que contribuem com lindas imagens e com importantes considerações. Entre eles, estão Boris Kossoy, Luiz Carlos Barreto, Pierre Verger, Marcel Gautherot, Marc Ferrez, Hildegard Rosenthal e José Medeiros.  Diretor: Lauro Escorel. Duração: 75 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 28 de dezembro, quarta-feira, às 01:15 e 15h15; 29 de dezembro, sexta-feira, às 9h15; 01 de janeiro, domingo, 13h25.

Quarta de Cinema (Filmes e Documentários de Metacinema) – 28/12

23h: “Cannes — Um Festival Pela Liberdade” (Documentário)

Um dos eventos de cinema mais importantes do mundo, o Festival de Cannes tem suas origens marcadas pela guerra e pela política. A trajetória de coragem de seus criadores, os visionários Philippe Erlanger e Jean Zay, é o fio condutor dessa história de arte e resistência. Dirigido por Frédéric Chaudier, o filme começa em 1938. Naquele ano, Philippe Erlanger — jornalista e crítico de arte que ocupava altos cargos no governo francês — se revolta diante do domínio nazifascista sobre o Festival de Veneza que acabara de ocorrer. Por isso, resolve organizar um festival pela liberdade e contra o autoritarismo e a barbárie iminente. Jean Zay, judeu e ministro da Educação Nacional e Belas Artes, une-se à empreitada de Philippe e, juntos, trabalham para inaugurar o Festival de Cannes em 1º de setembro de 1939. Porém, na madrugada do mesmo 1º de setembro de 1939, Hitler invade a Polônia e a guerra é deflagrada na Europa. Direção: Frédéric Chaudier. Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 29 de dezembro, quinta-feira, às 3h e 17h; 30 de dezembro, sexta-feira, às 11h; 31 de dezembro, sábado, às 15h; 01 de janeiro, domingo, às 21h30.

Quinta do Pensamento (Literatura, Filosofia, Psicologia, Antropologia) – 29/12

23h – “O Gene: Uma História Íntima” (Série em 4 episódios) – Episódio 1

O primeiro episódio entrelaça a história dos Rosens, uma jovem família em uma saga para achar a cura de uma doença genética rara que atinge sua filha de quatro anos, com relatos das descobertas empolgantes dos pioneiros da genética — Gregor Mendel, Thomas Hunt Morgan, Francis Crick e James Watson. Direção: Jack Youngelson. Duração: 52 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos:  30 de dezembro, sexta-feira, às 3h e às 17h; 31 de dezembro, sábado, às 8h; 2 de janeiro, segunda-feira, às 11h00

Sexta da Sociedade (História Política, Sociologia e Meio Ambiente) – 30/12

21h30 – “Quebrando o Tabu” (Documentário)

Na década de 1970, os Estados Unidos fizeram o planeta declarar guerra às drogas, mas os danos causados por elas nas pessoas e na sociedade só aumentaram. Com a participação de várias personalidades, como os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Bill Clinton, o filme sai em busca de soluções, princípios e conclusões, mantendo o foco das discussões em torno da descriminalização das drogas. Além de relatos de pessoas comuns que tiveram suas vidas atingidas pela guerra às drogas, o documentário traz depoimentos de figuras públicas como Drauzio Varella, Paulo Coelho e Gael Garcia Bernal. Diretor: Fernando Grostein Andrade. Duração: 80 min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: Horários alternativos: 31 de dezembro, sábado, às 01h30 e às 12h; 01 de janeiro, domingo, às 18h30; 02 de janeiro, segunda-feira, às 15h30.

Sábado, 31/12

22h25 – “Paulo César Pinheiro – Letra e Alma” (Documentário)

Poeta, escritor, compositor e referência incontestável da rica produção cultural brasileira, Paulo César Pinheiro fala sobre suas origens, referências literárias, seu encontro com a poesia e o que lhe deu "régua e compasso". Autor de vasta e rica produção, entre músicas, livros, peças teatrais e de parcerias memoráveis, que já atravessam cinco gerações, o poeta não dá sinais de que a genial inspiração possa se esgotar. Duração: 85min. Classificação: Livre. Horários Alternativos: 01 de janeiro, domingo, às 14h50; 02 de janeiro, segunda-feira, às 02h10.

Domingo, 01/01

20h – “Torquato, Imagem da Incompletude” (Documentário) 

“Imagem da Incompletude” é uma reflexão sobre as obras e o pensamento dos últimos anos da produção de Torquato Neto, como a revista “Navilouca”, o filme “Terror da Vermelha”, a coluna “Geleia Geral” e a polêmica ‘Cinema Novo vs. Marginal’, entre outras passagens importantes. Diretor: Danilo Carvalho e Guga Carvalho. Duração: 70 min. Classificação: 12 anos.

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato