Em 'Cara e Coragem', o final feliz de Clarice e Ítalo

Divulgação Globo/Estevam Avellar

Um casamento, reencontros, descobertas, punições, surpresas e o clima de amor no ar estão presentes no último capítulo de 'Cara e Coragem', no ar nesta sexta, dia 13. O romantismo maior fica por conta da emocionante cerimônia que marca o ‘sim’ de Clarice (Taís Araujo) e Ítalo (Paulo Lessa), na sequência dirigida por Natalia Grimberg no MAR, Museu de Arte do Rio de Janeiro. Depois de enfrentar uma série de obstáculos para ficarem juntos, o casal finalmente consegue celebrar a união cercado de amigos e familiares tendo Pat (Paolla Oliveira) e Moa (Marcelo Serrado) e Luana (Gabriela Loran) e Armandinho (Rodrigo Fagundes) como padrinhos. Martha (Claudia di Moura) é quem conduz a filha até o noivo sob os olhares atentos dos convidados (Vitória Bohn) e Rico (André Luiz Frambach), Olívia (Paula Braum) e Alfredo (Carmo Dalla Vecchia), Kaká (Kaysar Dadour) e Cleide (Amanda Mirásci), Hugo (Rafael Theophilo) e Enzo (Pablo Sanábio), Jéssica (Jeniffer Nascimento) e Lucas (Igor Fernandez), entre outros.
 
Sobre a jornada em ‘Cara e Coragem’, Paulo Lessa celebra a estreia como um dos protagonistas da novela e comenta sobre a importância do personagem Ítalo em sua carreira. “É algo muito significativo pra mim. Eu já fiz figuração aqui na TV Globo (foi em 'Da Cor do Pecado', protagonizada pela Taís Araujo) e hoje com a oportunidade de fazer um personagem tão importante na trama. Passa um filme porque eu lembro todos os dias de cada caminho percorrido e das escolhas que a gente fez ao longo desse tempo”, conta, emocionado. A questão da representatividade na dramaturgia também é outro fator marcante para o ator. “É uma conquista saber que agora eu represento tantas outras pessoas e que o Ítalo tornou-se um espelho para muita gente. É possível chegar aonde sonhamos. Espero que seja o primeiro de muitos protagonistas”, comemora.
 
Para Taís Araujo interpretar a empresária Clarice Gusmão e sua sósia, Anita, foi uma experiência inédita em sua carreira. “A gente se divertiu demais também nos bastidores e criamos um grande vínculo entre elenco e equipe. Em tantos anos de televisão, eu nunca fiz uma novela em que equipe e elenco fossem tão integrados. Uma turma divertida, animada e afetuosa. Um trabalhão fazer Anita e Clarice, duas personagens tão diferentes, mas foi bom para ganhar ainda mais experiência”, conta.
 
Já Paolla Oliveira relembra o desafio de interpretar uma dublê de ação, mãe e provedora e como essa vivência através da Pat proporcionou novos aprendizados. “Foi um desafio do início ao fim. Desde a parte física até a integração com a Patrícia da vida real, que salta de prédios, mas para pagar seus boletos, e agora chega nesta reta final conseguindo resolver seus problemas depois de tanto perrengue. Quem não se identifica com isso?", brinca. Marcelo Serrado, que viveu Moa, destaca o trabalho de preparação física ao longo de toda a trama em função das cenas de ação e adrenalina. “Foi uma novela cansativa fisicamente, mas muito prazerosa. Foram muitos pulos, mortal, corrida, mas tudo ao lado de uma equipe incrível. Vai ficar marcado na minha vida”, lembra.
 
Claudia di Moura também ressalta a importância de viver uma mulher livre e bem-sucedida como Martha Gusmão na dramaturgia e todo o seu significado. “Martha é uma mulher livre, dona de si e considero um avanço também essa construção dos artistas negros. Uma personagem única na minha carreira televisiva. Ela exigiu de mim um outro lugar na atuação com sutileza e delicadeza. Martha não está a serviço da subserviência. É uma personagem que está longe dos estereótipos e importante também para a construção da imagem do povo preto na televisão”, constata. 
 
A diretora artística Natalia Grimberg reforça a importância da escalação da família Gusmão formada por Martha (Claudia di Moura), Clarice (Taís Araujo) e Leonardo (Ícaro Silva). “Foi um trabalho bem desafiador. Desde a leitura da sinopse e da história, Claudia (Souto) e eu falamos que essa família Gusmão tinha que ser uma autêntica família brasileira. Seguimos essa ideia naturalmente com a intenção de ter a representatividade no ar através de personagens importantes e de um grande elenco como conseguimos reunir”, recorda.
 
Destaque também para Jeniffer Nascimento, que ao lado de Kiko Mascarenhas protagonizou vários momentos divertidos com a dupla Jéssica e Duarte ao longo da história. “Foi um mergulho, muito divertido viver essa aventura. Jéssica me proporcionou muitas oportunidades incríveis. Sem esquecer o meu parceiro ‘de milhões’ Kiko Mascarenhas. A gente não se conhecia antes e eu saio desse projeto com um amigo que vou levar para o resto da vida”, comemora.
 
‘Cara e Coragem’, uma comédia romântica de ação embalada por aventura e mistérios, é criada e escrita por Claudia Souto com direção artística de Natalia Grimberg. A obra é escrita com Isadora Wilkinson, Julia Laks, Wendell Bendelack e Zé Dassilva. A direção geral é de Adriano Melo com direção de Oscar Francisco, Cadu França, Mayara Aguiar e Matheus Malafaia. A produção é de Mônica Fernandes e a direção de gênero é de José Luiz Villamarim. A novela das sete é reexibida de segunda a sexta após o 'Conversa com Bial' e aos sábados após 'Supercine'.

Anderson Ramos

O Universo da TV é o site perfeito para quem quer ficar por dentro das últimas novidades da TV. Aqui, você encontra notícias sobre TV paga, programação de TV, plataformas de streaming e muito mais. É o único site que oferece uma cobertura completa da TV, para que você nunca perca nada. facebook instagram twitter youtube

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato