Canal Brasil exibe entrevista inédita com Grazi Massafera nesta quinta (11)

Grazi Massafera e Simone Zuccolotto no Cinejornal inédito. Crédito: Ana Paula Amorim

Grazi Massafera, que completa 20 anos de carreira, é a entrevistada do Cinejornal no Canal Brasil, na próxima quinta-feira, dia 11, às 13h15. A atriz estreia sua primeira produção para a Max, a novela ''Dona Beja'', relembra sua trajetória na televisão e como entrou no mundo do cinema. Grazi também conta sobre seus papéis marcantes e debate sobre maternidade, puerpério e fake news, temas retratados no seu recente longa-metragem ''Uma Família Feliz'', dirigido por José Eduardo Belmonte e protagonizado pela atriz ao lado de Reynaldo Gianecchini.

''Eu ainda estou conhecendo o cinema e esse novo momento do cinema. A novela, na prática, é a minha formação, foi uma oportunidade e eu nem tinha noção se essa profissão teria uma continuidade. No cinema, é tudo mais explícito e o drama é mais sublinhado. Essa mudança dos atores migrando para todos os lados e a recepção boa faz com que a linguagem da televisão ganhe uma novidade, um frescor diferente com atores de cinema e de teatro, além da oportunidade de estar conhecendo o cinema, porque para mim, é uma interpretação diferente, é mais para dentro, e a tela amplia'', reflete Grazi Massafera sobre as diferenças de atuação no cinema e na TV. 

A atriz já foi indicada ao Emmy Internacional de 2016 como Melhor Atriz por interpretar a modelo Larissa na novela “Verdades Secretas” e também concorreu na mesma categoria no Los Angeles Brazilian Film Festival (LABRFF), em 2023, por seu papel como Eva no longa “Uma Família Feliz”. Neste drama, a personagem vive uma mãe de duas filhas gêmeas que sofre de depressão pós-parto após o nascimento de seu terceiro filho. Eva torna-se suspeita por uma série de acontecimentos estranhos que rondam a família. Hoje, com uma filha de 11 anos, Grazi Massafera se diz orgulhosa de sua trajetória até aqui e que sua profissão sempre será um lugar de cura, aprendizado e reeducação que passará para sua filha, especialmente em relação às questões de consciências feminina e social. 

''A minha gravidez foi muito tranquila e desejada, mas senti os impactos hormonais só no pós-parto (puerpério). Eu achava que estava pirando e que tinha que dar conta de tudo, como todas nós. É preciso entender que questões psicológicas também surgem durante a maternidade: será que eu vou dar conta de ter um filho? Será que eu vou saber educar? Como vai ser esse mundo para essa criança? Ao mesmo tempo, nasce uma leoa e é libertador dizer não!'', conta.

Seu atual projeto, ''Dona Beja'', que tem previsão de estreia para 2025, retrata uma história real de época atualizada, principalmente, nas temáticas de gênero, raça, liberdade de corpo e nudez, as quais Grazi vem estudando e se preparando. ''É uma história fortíssima. Dona Beja não é isso que contam, ela era uma mulher sozinha que vivia com um filho de cada pai. Isso já era suficiente para ser taxada de puta. Um jornalista na época começou a criar teorias sobre ela e aquilo foi aguçando a curiosidade pública. Dona Beja cresceu e virou esse conto. Nosso corpo não pode ser explorado só sexualmente, pois ele é libertador de diversas formas'', pontua.

Anderson Ramos

O Universo da TV é o site perfeito para quem quer ficar por dentro das últimas novidades da TV. Aqui, você encontra notícias sobre TV paga, programação de TV, plataformas de streaming e muito mais. É o único site que oferece uma cobertura completa da TV, para que você nunca perca nada. facebook instagram twitter youtube

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato