Header Ads

Novo projeto prevê inclusão de produções clássicas nas cotas da Lei da TV paga



Tramita na Câmara dos Deputados um projeto de lei da deputada Alice Portugal (PC do B - BA), que visa permitir conteúdos audiovisuais produzidos há mais de sete anos na cota de programação nacional da televisão por assinatura.

Atualmente, a Lei da TV Paga determina que pelo menos 50% dos conteúdos audiovisuais dessa cota tenham sido produzidos nos sete anos anteriores à sua veiculação. O projeto revoga esse dispositivo, mas para a deputada, a importância disso ser aprovado é para reservar grandes clássicos nacional. 

“Trata-se de exigência descabida e prejudicial à memória e à cultura de nosso país, pois impõe restrições à exibição de clássicos do cinema nacional, como Macunaíma, O Pagador de Promessas, Vidas Secas, Terra em Transe, Bye Bye Brasil, Carandiru, entre tantos outros”, diz Alice Portugal.

Segundo a lei em vigor, os canais sujeitos à cota precisam transmitir em horário nobre, no mínimo, 3h30 semanais de conteúdo brasileiro. Metade dessa programação deve ser produzida por produtora nacional independente em co-produção com as multinacionais.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.