HISTORY estreia série que desvenda como o cérebro humano pode ser enganado



A nova série que chega ao HISTORY no dia 6/5 ás 22hrs, Sugestões: A Ciência do Engano pesquisa as muitas formas como o ser humano pode ser ludibriado e manipulado, por meio de distintas técnicas. A produção foi às ruas verificar como as pessoas podem ser enganadas, por meio da criação de situações para dirigir seus pensamentos e emoções, e inclusive, promover mudanças de hábitos pela manipulação de alguns conceitos.

Porém, é possível que um desconhecido consiga controlar a vontade de outra pessoa? Sugestões: A Ciência do Engano vai mostrar as teorias psicológicas e sociológicas sobre esses enganos, fazendo comparações com grandes feitos históricos em que essas mesmas técnicas foram utilizadas para mudar o curso dos acontecimentos. Também trará uma visão sobre as habilidades dos mágicos e ilusionistas, golpes de rua e como uma mentira bem contada pode enganar qualquer um, inclusive a CIA.

A série também vai analisar os métodos que têm sido históricos, como as profecias que se cumpriram e o que aconteceu com o povo Asteca, com o retorno de Quetzalcoatl, facilitando significativamente a tarefa de conquista de Hernán Cortés. A caça às bruxas foi outra utilização de crenças para controlar a população, bem como a sugestão por meio do medo. E, finalmente, a produção abordará até que ponto o neuromarketing pode sugestionar as pessoas em relação a escolher o que comprar ou não. Até que ponto as pessoas podem se deixar enganar e manipular?

O episódio de estreia explora o olhar e a forma com que mágicos utilizam a técnica de “misdirection”, um desvio da atenção, e como esta mesma técnica foi usada na França durante a Primeira Guerra Mundial. Depois, serão analisados os olhares de homens e mulheres para determinar se existem diferenças por gênero. O episódio mostra também como o olhar é usado em um dos golpes de rua mais comuns. A aparência: a produção tenta provar se é possível mudar hábitos alimentícios por meio do marketing, e como o tratamento da imagem influenciou uma das primeiras damas mais famosas da história: Jackie Kennedy. Depois, a ideia é comprovar se a aparência pode influenciar dois desconhecidos, de acordo com o carro que dirigem.

Esta edição ainda comprova a eficiência da mentira: a produção fará com que um desconhecido na rua passe todas as suas informações, convencendo-o de que eles já o conhecem. O episódio também revela como uma mentira bem contada quase levou a CIA à perdição, e uma tentativa de convencer um grupo de voluntários de que um texto comum é uma descrição de suas vidas. E, finalmente, a série apresenta uma das maiores fraudes de todos os tempos: um homem que vendeu por cinco vezes a Mona Lisa, a obra-prima de Leonardo da Vinci.

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.