Header Ads

Vivo TV será a única operadora de TV paga que manterá o SBT, Rede TV e Record

Entre todas as operadoras de TV paga, Vivo TV será a unica a continua com os canais do Simba. (Imagem/Divulgação)
A Simba Content, joint venture formada por RecordTV, RedeTV e SBT, está perto de ter sua primeira vitória na guerra travada contra as operadoras de TV por assinatura. Em comunicado divulgado na tarde desta quarta-feira, 29, a empresa declara que deu início às negociações com a Vivo.

Diante desse posicionamento, o sinal de RecordTV, RedeTV e SBT não deverá ser cortado para os mais de 1,6 milhão de assinantes da operadora às 23h59 desta quarta-feira, quando ocorrerá o desligamento oficial do sinal analógico de TV.

Leia a nota da Simba sobre as negociações com as operadoras:

"A Simba informa que as negociações pelo conteúdo de RecordTV, RedeTV! e SBT com a operadora de televisão por assinatura Vivo avançam de maneira positiva.

Por essa razão, a Simba decide manter o conteúdo disponível aos assinantes da operadora pelos próximos dias, enquanto as negociações ocorrem.

Esperamos que as outras operadoras, Net, Claro, Embratel, Oi e Sky tenham a mesma sensibilidade da Vivo, para não prejudicar o assinante de televisão paga no Brasil. Esclarecemos que a TV aberta continua gratuita e, agora, com qualidade digital".

No comunicado, a Simba Content diz que “as negociações pelo conteúdo de RecordTV, RedeTV! e SBT com a operadora de televisão por assinatura Vivo avançam de maneira positiva. Por essa razão, a Simba decide manter o conteúdo disponível aos assinantes da operadora pelos próximos dias, enquanto as negociações acontecem.”. A empresa também aproveita para criticar Net, Sky e ClaroTV, que estão mais inflexíveis na negociação. “Esperamos que as outras operadoras, Net, Claro, Embratel, Oi e Sky tenham a mesma sensibilidade da Vivo, para não prejudicar o assinante de televisão paga no Brasil”

Entenda a polêmica

O embate entre Simba e a operadoras de TV por assinatura se tornou mais acirrado desde o fim de semana. Com a proximidade do switch-off do sinal analógico – que encerra a obrigatoriedade do carragemento obrigatório dos canais abertos por parte das operadoras de TV – os dois lados vêm tentando convencer o público espectador de que estão com o razão por meio de comunicados e comerciais exibidos em toda sua programação.

Do lado as emissoras abertas, a Simba Content pleiteia o pagamento pelo fornecimento do sinal digital dos três canais. De acordo com a empresa, Net, Sky, VivoTV e outras operadoras já remuneram outros players nacionais e internacionais e, portanto, é justo que também paguem pelo conteúdo de veículos que geram uma audiência significa.

Já o contra-argumento das operadoras é o de que esses canais sempre ofereceram seu sinal gratuitamente e, agora, optaram por fazer uma cobrança que pode prejudicar diretamente os consumidores – uma vez que o custo maior do pagamento seria, fatalmente, repassados aos assinantes.

Desde o início dessa quarta-feira, 29, a Net começou a veicular uma chamada em seu canal de assinantes na qual avisa aos espectadores que os três canais sairão do ar e ensina como captar o sinal aberto das três emissoras via antena convencional. Já a Sky posicionou-se abertamente contra as intenções da Simba Content e chamou a decisão da empresa de “unilateral”.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.