Header Ads

Canal VIVA - Destaques da programação de 17 a 23 de abril

Destaques da programação Viva. (Imagem/Divulgação)
Conheça os destaques da programação do Canal Viva de 17 a 23 de Abril.

A GATA COMEU
segunda-feira, dia 17 de abril, às 15h30
Horário alternativo: segunda-feira a sábado, à 0h30

Assim como na década de 1980, “A Gata Comeu” (1985) vem conquistando o público durante sua exibição no VIVA com sua trama leve e despretensiosa. No ar desde outubro de 2016, a novela de Ivani Ribeiro chega a sua reta final.

Nas últimas semanas do folhetim, Jô Penteado (Christiane Torloni) está decidida a recuperar a memória e convida todo o grupo que ficou perdido na ilha deserta, no início da novela, para uma nova excursão marítima. Com a esperança de recordar o passado, ela reúne os participantes em sua casa e anuncia que, se o plano não der certo, pretende sumir e se separar de Fábio (Nuno Leal Maia).

No dia da viagem, a lancha sai, mas Jô fica angustiada por não estar se lembrando de nada. Todos chegam à ilha e combinam de armar uma cena igual a que Jô passou no outro passeio: quando presenciou Cuca (Danton Mello) quase sendo atacado por uma cobra. Assim como na primeira experiência, Jô desmaia, mas nem assim recupera a memória. Ela e Fábio acabam brigando mais uma vez e o plano não dá certo. Com o intuito de ajudá-la, o professor dá um tapa forte na cara da parceira – o bordão do casal tumultuado era “Bateu, levou!”. Todos ficam na expectativa, mas Jô continua a mesma e fica um clima estranho no ar. Fábio decide ir embora da ilha e desiste da amada.

Quando todos estão desacreditados, Jô dá indícios de que suas lembranças estão vindo à tona ao flagrar uma discussão entre o pai, Horácio (Mauro Mendonça), e Lenita (Deborah Evelyn).

SAI DE BAIXO
terça-feira, dia 18 de abril, às 21h
Horários alternativos: quinta-feira, dia 20 de abril, às 22h; e domingo, dia 23 de abril, às 23h30

No episódio “Proposta Indigente”, Magda (Marisa Orth) anuncia que vai se separar de Caco (Miguel Falabella). O motivo é justo: na semana que passaram em Aruba, o loiro aceitou a proposta do milionário Robert (Herson Capri) para passar uma noite com Magda. Em troca, o prêmio de um milhão de dólares.

Quem fica animado com a novidade é Ribamar (Tom Cavalcante), já que não tem concorrência e pode investir na patroa. Enquanto o porteiro se desdobra para conquistar Magda, Robert não para de enviar flores à moça e lota o apartamento do Largo do Arouche. Já Caco torra o dinheiro que ganhou em uma ilha grega, rodeado por nativas.

“ESTADOS ANYSIOS DE CHICO CITY” ESTREIA 20 DE ABRIL
quarta-feira, dia 20 de abril, às 21h

Em abril, Chico Anysio completaria 86 anos e o humorista será destaque no VIVA com a estreia de “Estados Anysios de Chico City” no dia 20. Exibido originalmente em 1991 pela Globo, o programa reúne personagens de destaque da carreira do artista: o político Justo Veríssimo, o galã caricato Alberto Roberto, o vampiro Bento Carneiro, o pai de santo Painho, o pastor Tim Tones, entre outros.

Derivada do programa “Chico City”, a fictícia cidade conquista sua independência e é renomeada como “Estados Anysios de Chico City”. No episódio de estreia, o acontecimento repercute e vira assunto de noticiários nacionais. A edição mostra os habitantes – muitos interpretados por Chico Anysio – comemorando a data e se adaptando à nova rotina. Quem fica empolgado é Justo Veríssimo, que trata de providenciar com rapidez a campanha para a presidência da nova nação e adota como slogan a frase: “Rouba e não faz”.

Entre as novidades do local, a moeda Merreca, e a produção de rapadura e a exportação de estilingues como atividades econômicas. Ruas, praças e lojas são batizadas em homenagem a artistas de renome como Ema d’Ávila, Manoel da Nóbrega, Zeloni e Oscarito.

Com esquetes variados, a atração satiriza as dificuldades políticas e econômicas do Brasil. O tom irônico já começa na abertura do programa: um avião com destino aos Estados Anysios de Chico City transporta personagens memoráveis da carreira de Chico Anysio e o então presidente da República, Fernando Collor de Mello. O político é idolatrado pelos habitantes. Mas, no fim do vídeo – assinado por Hans Donner -, é revelado que tudo não passa de mais um disfarce do humorista, que se caracteriza de Collor com uma máscara.

O programa traz no elenco: Berta Loran, Bruno Mazzeo, Castrinho, Claudia Jimenez, David Pinheiro, Grande Otelo, Lúcio Mauro, Nizo Neto, Orlando Drummond, Rogério Cardoso, Rony Cócegas, Tom Cavalcante, Walter D’Ávila, Zezé Macedo, entre outros ícones do humor brasileiro. Mazzeo também integra o grupo de redatores da atração, que tem Cininha de Paula, Cassiano Filho e Paulo Ghelli na direção.

TOMA LÁ, DÁ CÁ
sexta-feira, dia 21 de abril, às 21h

O episódio “O Dia Em Que a Terra Tremeu” marca a estreia do humorístico e conta com a participação especial de Otávio Augusto no papel de Marreta, um paciente de Arnaldo (Diogo Vilela).

Irritado com a demora da entrega de sua dentadura, o personagem vai ao apartamento do dentista para cobrá-lo. Lá, se depara com a confusa família do dentista e seus vizinhos: Arnaldo é marido de Rita (Marisa Orth), mas já foi casado com Celinha (Adriana Esteves), com quem teve um filho, Adônis (Daniel Torres). Celinha, atualmente, é mulher de Mário Jorge (Miguel Falabella), que é ex-marido de Rita. Juntos, o casal teve Isadora (Fernanda Souza) e Tatalo (George Sauma). Apenas um corredor separa os apartamentos dos casais.

Ainda no episódio, Copélia (Arlete Salles) se muda de vez para a casa da filha, Celinha, deixando a família de cabelo em pé com a influência que a ‘parenta’ pode exercer sobre os netos.

A DIARISTA
sexta-feira, dia 21 de abril, na faixa das 21h30

Em “Aquele do Supermercado”, Marinete (Claudia Rodrigues) vai fazer compras para a patroa e acaba encontrando Gislene (Renata Castro), uma colega diarista. A dupla apronta várias confusões, irritando o gerente, personagem de Felipe Wagner. Tudo isso acontece, justamente, um dia antes dele se aposentar.

Nete e Gislene chegam a sair no tapa por causa de uma única peça de filé mignon em promoção. E não para por aí. As diaristas sujam-se de farinha de trigo e ainda batem com os carrinhos.

Nete se aproveita do fato de Gislene mentir para suas patroas e chantageia a rival, que inventou para Juliana (Helena Fernandes) que não poderia ir ao supermercado. Porém, a mentirosa queria era ganhar duas diárias e foi ao supermercado fazer compras para outra patroa.

ESPECIAIS ROBERTO CARLOS – EDIÇÃO 1997
sábado, dia 22 de abril, na faixa das 21h30

Em 1997, de volta ao Teatro Fênix, no Rio de Janeiro, Roberto Carlos apresenta uma edição eclética, que reúne números musicais desde a Jovem Guarda até o rock e o pagode. O Rei divide o palco com Angélica, Erasmo Carlos, Gal Costa e, pela primeira vez, com os grupos Titãs e Só Pra Contrariar.

Com Angélica, ele canta e dança “Música Suave”. Já com Gal Costa, é a vez da clássica música “Sua Estupidez”. “Amigo” embala a apresentação de Roberto Carlos com o Só Pra Contrariar. Os roqueiros do Titãs são destaques com a famosa “Pra Dizer Adeus”.

Neste ano, Roberto Carlos viveu um momento histórico em sua carreira ao se apresentar para o Papa João Paulo II. Durante o programa, ele relembra o evento e convida ao palco os padres Zezinho e Antônio Maria Borges, para cantarem “Coração de Jesus”. Jorge Fernando dirige o especial pela quarta vez.

GENTE INOCENTE
domingo, dia 23 de abril, às 10h30

O clima de terror invade o palco do “Gente Inocente” com as participações de dois vampiros brasileiros de sucesso: Zé do Caixão (José Mojica Marins) e Bento Carneiro (Chico Anysio). Márcio Garcia e sua turminha entram na brincadeira e também se fantasiam de vampiros.

Andressa Nunes quer saber se Zé do Caixão “gosta de assustar ou de ser assustado”. “É difícil me assustar! O personagem nasceu em uma sexta-feira 13, veio para assustar os outros”, descreve o convidado. Já Peter Brandão questiona se Zé do Caixão tem medo da morte. “A morte que tem medo de mim…”, diz, em tom de brincadeira.

Em seguida, Bento Carneiro, acompanhado pelo inseparável ajudante corcunda Calunga (Lug de Paula), bate um papo descontraído com as crianças. Com um sotaque caipira carregado, ele explica como é sua rotina e situações curiosas do seu passado.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.