Header Ads

Breaking News

SKY vira alvo de duros ataques por causa da guerra contra o Simba em jornal da RedeTV

Sky vira alvo de ataques duros em jornal da RedeTV. (Imagem/Reprodução)
Depois da Band atacar as emissoras, A segunda maior operadora de TV paga a SKY foi alvo de duras criticas pela prestação de seus serviços através de uma reportagem de mais de 10 min no jornal "RedeTV News", da RedeTV, em relação a guerra com o Simba (SBT, Record, e RedeTV!). A operadora é a única que mostra menos interesse em negociar, mesmo dizendo que está aberta a negociações.

As negociações entre SKY e Simba não avançam segundo informações divulgadas recentemente. Em entrevista recente, o excecutivo do grupo Simba disse o seguinte: "Ela vive só da distribuição de conteúdo e vai brigar com quem quer prover conteúdo? É no mínimo um tanto esquisito isso, né?", disse.

Na reportagem foram lidas reclamações contra a SKY no site Reclame Aqui e o deputado Celso Russomano afirmou que o presidente de uma operadora que não cumpre o estabelecido em contrato está sujeito a "detenção de três meses a um ano e multa".

Desde que a RedeTV!, SBT e Record TV deixaram de exibir suas programações nas operadoras de televisão paga, a operadora Sky passou a liderar o ranking de reclamações dos consumidores. Os clientes se queixam de dificuldades em cancelar os serviços e chegam a ficar quase meia hora no telefone negociando com atendentes.

Segundo o deputado Celso Russomano, a Sky está descumprindo com o prometido no contrato com o consumidor. "Independente da vontade da operadora de assinatura, ela tem que entregar o que prometeu na hora da venda", declarou ao RedeTV News. 

Boris Casoy, por sua vez, declarou: "Se você telespectador tem muitos pecados, basta assinar a Sky. Você vai pagar por todos eles".

Comentarista político, Reinaldo Azevedo comentou a decisão das operadoras pagas em não pagar pelos direitos de transmissão do sinal digital das três emissoras, metida que vai na contramão a canais estrangeiros e outras emissoras nacionais que já se abriram para negociação. "Nas relações capitalistas existe uma coisa chamada preço, custo e responsabilidade pela produção. Não faz o menor sentido esse tipo de coisa. Não honra as normas do estado de direito. Está na hora de resolver isso em benefício dos telespectadores", declarou Reinaldo.

O repórter Jonathan Alcalá entrou no ar, por meio de link ao vivo, em frente à sede da Sky, localizada na zona sul de São Paulo. "Desde cedo, pedimos uma posição da empresa quanto as reclamações dos consumidores e a não transmissão do sinal da RedeTV, Record TV e SBT, mas até agora não tivemos nenhum retorno. Há dois dias a produção do RedeTV News também aguarda um retorno da Sky, mas a empresa insiste em não se pronunciar. Nós também estamos aqui aguardando mas ninguém da empresa desceu para falar conosco [...] Se nós ficamos sem resposta, imagina o consumidor", disse Alcalá.

Entrevistados criticaram negativamente o serviço prestado pela operadora e até a central de atendimento da empresa foi acionada. Por outro lado, o vice-presidente da RedeTV!, Marcelo de Carvalho, orientou os telespectadores a comprar um conversor e uma UHF  ou assinarem um plano de TV por assinatura da Vivo.

Assista a reportagem:


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.