Header Ads



A&E - Destaques da programação de 6 a 12 de novembro


Destaques da programação A&E. (Imagem/Divulgação)
Conheça os destaques da programação do canal A&E de 06 a 12 de novembro. O canal estreia o longa O Último Grande Herói, na faixa A&E Movies (12) e exibe episódios inéditos de Acumuladores Compulsivos, Vidas Interrompidas, Nascidos na Prisão, Desaparecidos, FDP e NCIS: New Orleans.

6/11, segunda-feira, 23h15

No episódio inédito de Acumuladores Compulsivos, filho e esposo não sabem o que fazer com a doença de Annie

Os personagens de Acumuladores Compulsivos (Hoarders), série exclusiva do A&E, parecem pessoas comuns, mas escondem transtornos que muitas vezes os levam a perder família, amigos, dignidade e também a liberdade. Eles fazem de suas casas ambientes insalubres, pois acumulam objetos que não têm nenhuma utilidade, transformando os espaços em verdadeiros lixões. Muitos estão prestes a serem despejados ou sofrerem intervenção de entidades de saúde pública, em virtude de denúncia de vizinhos incomodados com tamanha sujeira e desordem.

Ao contrário de colecionadores, os hoarders são pessoas que sofrem do transtorno mental conhecido como colecionismo. Eles têm uma condição patológica séria e participam do programa com tratamento específico para cada caso, sempre com a orientação qualificada de terapeutas, na tentativa de recuperá-los desse transtorno.

No episódio desta segunda, Mary é obcecada por gatos e tem tantos, que entrar em sua casa é como entrar em um pesadelo. No outro caso, Annie trabalha limpando casas, mas a sua é um verdadeiro desastre por conta de sua compulsão. E agora seu filho e seu marido com mal de Parkinson não sabem mais o que fazer com ela.

7/11, terça-feira, 20h

Esposa é suspeita de incendiar a casa e assassinar o marido, no inédito de Vidas Interrompidas

Segundo dados do FBI, aproximadamente 17 mil pessoas são assassinadas nos EUA anualmente, sendo que 7% destes crimes são cometidos por mulheres. Vidas Interrompidas (Snapped), do A&E, analisa casos de mulheres que empunharam uma arma como uma saída “fácil” para seus problemas, pelos mais diferentes motivos, como ciúmes, ganância de abocanhar um bom seguro de vida ou pelo  cansaço de anos de violência doméstica. Cada episódio da série narra a vida dessas mulheres e  mostra que mesmo aquela que nunca seria apontada como suspeita do menor delito pode, sim, ser capaz de matar.

No episódio desta terça, Wendy Cobb, um casal de pais solteiros se casa logo após se conhecer. O casamento parece ideal, mas um incêndio suspeito, um cadáver carbonizado e um amante secreto põem a esposa sob suspeita.

7/11, terça-feira, 23h15

No episódio de Nascidos na Prisão, Stephanie recebe a visita de sua família e a bebê Abigail conhece os irmãos

Em formato de documentário, a série Nascidos na Prisão (Babies Behind Bars), exclusiva do A&E, apresenta as histórias de cinco presidiárias que participam de um programa controverso, na penitenciária de Indiana (EUA), que permite a algumas detentas criarem seus bebês dentro da prisão. As presas, no entanto, devem se adaptar às regras para manter seus filhos por perto, ou correm o risco de perder essa ‘regalia’.

Segundo estatísticas, cerca de dez mil bebês nascem atrás das grades, anualmente, nos Estados Unidos. Na maioria dos casos, são separados de suas mães imediatamente após o parto. No entanto, em alguns estados, programas inovadores permitem que as mulheres fiquem com suas crianças. A Penitenciária Feminina de Indiana mantém um desses programas, intitulado Wee Ones.

Ao longo dos episódios de Nascidos na Prisão, a produção acompanha as histórias de cinco presidiárias, cada uma em um estágio diferente do programa de dezoito meses de duração. Algumas estão prestes a dar à luz ou estão na metade do programa, e outras se aproximam do final. Todas estão lutando para se adequar às regras, visando uma vida melhor para elas e seus bebês. A série também acompanha as babás que cuidam dos  bebês das presidiárias  e os profissionais a quem é confiado o futuro dessas mulheres.

Em Acredite em mim, Brandi recebe liberdade condicional, e se dá conta que a vida fora da prisão se tornou mais difícil do que pensava. Enquanto isso, Stephanie recebe a visita de sua família e a bebê Abigail conhece pela primeira vez os seus dois irmãos mais velhos.

8/11, quarta-feira, 23h15

Nos episódios de Desaparecidos, um jovem ativista político some misteriosamente

A produção nacional Desaparecidos, que liderou a audiência do A&E em sua primeira temporada, segue apresentando casos de pessoas que sumiram sem deixar rastros. Segundo estatística, a cada 11 minutos uma pessoa desaparece no país. Grande parte desses casos permanece sem solução por anos, e alguns podem até revelar finais trágicos e surpreendentes.

Em cada episódio, a série traz dois casos de pessoas desaparecidas. Depoimentos de policiais, investigadores, amigos e parentes, além de dramatização, mostram a luta dos familiares que nunca perdem a esperança de encontrar seus entes queridos. No final do programa, o telespectador saberá qual caso foi solucionado. Além disso, é divulgado um telefone de contato, para que os telespectadores deem informações e possam colaborar com as investigações ainda em andamento.

No primeiro inédito de hoje, Gustavo/Willian e Carlos, Gustavo e Willian, dois garotos que queriam apenas ultrapassar as fronteiras dos muros de casa, como qualquer criança curiosa. Mas, eles foram muito além disso, para o desespero de sua família. Carlos Eduardo é um jovem que, mesmo sendo autista, virou uma figura-chave na política da cidade de Carapicuíba. Porém, é exatamente na eficiência desse ativismo que pode estar a chave de seu misterioso desaparecimento.

Em seguida, em José Hildo e Miriam, José Hildo é um jovem deficiente auditivo que resolve explorar o que há fora de seu mundo de silêncio. Ao sair de casa sozinho, ele não imaginava que poderia estar mudando a vida de sua família para sempre. No outro caso, Miriam Aparecida, casada com um homem violento, foi colocada para fora de casa com os filhos. Encontrar abrigo pode lhe custar muito caro.

10/11, sexta-feira, 21h35

Juarez apita uma partida entre as modelos da Playboy e deixa Vitória com ciúme, esta semana, em FDP

A série nacional FDP, destaque do A&E, acompanha a história do juiz de futebol Juarez Gomes da Silva, que é convocado para a Taça Libertadores da América e sonha apitar a final da Copa do Mundo. No entanto, sua vida pessoal é cheia de derrotas. Uma delas é seu casamento com Manuela, mãe de seu filho Vini, desfeito por causa de uma traição.

A vida de Juarez não é fácil, tanto dentro como fora dos gramados, mas ele não deixa a bola cair e enfrenta tudo com humor. É considerado um árbitro correto e tecnicamente bom, apesar dos altos e baixos nas situações e emoções. Em 13 episódios, FDP tem a participação especial de jogadores e especialistas em futebol.

O elenco de FDP é composto por Eucir de Souza (Juarez), Cynthia Falabella (Manuela), Victor Moretti (Vini), Maria Cecília Audi (Rosali), Paulo Tiefenthaler (Carvalhosa, o bandeirinha), Gustavo Machado (Rui), Fernanda Franceschetto (Vitória) e Saulo Vasconcelos (Serjão), entre outros. A série, uma produção da Pródigo Filmes para a HBO; tem roteiro de José Roberto Torero e Marcus Pimenta, e direção geral de Adriano Civita.

No primeiro inédito de hoje, Nu com a mão no bolso, Juarez apita uma partida entre belas modelos da revista Playboy e deixa Vitória morta de ciúmes. Lentamente, ele começa a reconquistar a sua ex, Manuela, mas esta o flagra com Vitória, que é convidada para posar para a Playboy.

Em seguida, em Videotaipe burro, ponto besta, Juarez resolve apitar uma partida recebendo dicas de Vitória através de um ponto eletrônico escondido. Durante o jogo, Juarez ouve Vitória receber uma cantada de um famoso ex-jogador de futebol e perde um lance importante. Vitória termina o relacionamento com Juarez e Caponero o suspende pela má conduta em campo.

11/11, sábado, 21h35

Em NCIS: New Orleans, equipe descobre conexão entre a polícia da cidade e uma quadrilha internacional de tráfico de drogas

NCIS: New Orleans acompanha a rotina de agentes especiais do departamento do Serviço de Investigações Criminais e Navais enquanto desvendam crimes relacionados  a militares, em uma das cidades mais festivas dos Estados Unidos. A diversidade cultural de New Orleans é um dos diferenciais da produção, também repleta de ação.

Quem lidera os investigadores é o agente especial Dwayne Pride (Scott Bakula, de Behind the Candelabra), um nativo determinado a fazer o que é correto. Seus parceiros são os agentes especiais Christopher Lasalle (Lucas Black), que brinca o tempo todo, mas também trabalha pesado; e Meredith ‘Merry’ Brody (Zoe McLellan), uma interrogadora carismática e durona, que veio do departamento de Great Lakers em busca de um recomeço. Dando suporte a eles, está a médica legista Dra. Loretta Wade (CCH Pounder), tão excêntrica quanto esperta. A colorida e turística cidade de New Orleans é um imã para pessoas que estão em busca de diversão e, quando os excessos são seguidos de problemas, o time de Pride entra em ação.

No inédito deste sábado, New Orleans confidencial, a equipe NCIS descobre uma conexão entre o Departamento de Polícia de New Orleans e uma quadrilha internacional de traficantes de drogas. E o principal suspeito é um antigo sócio de LaSalle.

ESTREIA - 12/11, domingo, 17h

A&E Movies exibe O Último Grande Herói, com Arnold Schwarzenegger

Neste domingo, o A&E apresenta o filme inédito O Último Grande Herói. Na trama, Danny Madigan (Austin O'Brien) é um garoto fanático pelo herói de filmes de ação Jack Slater (Arnold Schwarzenegger). Ele ganha um ingresso de cinema mágico, que faz com que ele entre, literalmente, no novo filme de Slater e passe por aventuras em um mundo maluco.

Porém, o mesmo ingresso permite que os vilões do filme saiam para o mundo real. Slater vem atrás deles, passa por vários apuros e acaba encontrando o ator que o interpreta, Arnold Schwarzenegger.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.