header ads

AT&T estuda vender parte da controladora da SKY Brasil


AT&T prepara a venda do controle da Sky no Brasil. (Imagem/Reprodução)
A operadora norte-americana AT&T oficializou na última quarta-feira, dia 7 de fevereiro, que "está explorando" uma oferta pública inicial (ou OPA, na sigla em português) de uma fatia minoritária na DirecTV Latin America neste primeiro semestre. De acordo com comunicado, o grupo encaminhou para reguladores dos Estados Unidos um registro confidencial com o pedido. Porém, isso ainda não é garantia de que a OPA será completada.

Vale lembrar que a AT&T, por meio da DirecTV Latin America, é controladora da Sky Brasil, a maior operadora de TV por satélite do País. O grupo está ainda pleiteando a fusão com a Time Warner, transação estimada em US$ 85,4 bilhões e anunciada em 2016. Independente de uma eventual OPA da DirecTV na América Latina, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) já havia aprovado a fusão, mas ainda há uma análise regulatória que precisa ser feita pela Anatel e Ancine.

A Reuters, citando fontes, informou no ano passado que a AT&T avaliava a venda de suas operações de TV paga na América Latina, enquanto tenta pagar dívidas após a planejada aquisição da Time Warner.

A AT&T, que comprou a DirecTV por 48,5 bilhões de dólares em 2015, divulgou ter cerca de 13,6 milhões de conexões de vídeo na América Latina no fim de 2017, 1,1 milhão a mais que em 2016. Em outubro passado, o CADE aprovou a aquisição da Time Warner pela norte-americana, mas aplicou uma série de remédios, entre eles, a exigência de operações separadas da Sky Brasil, que fechou o ano com 5,5 milhões de assinantes.

Em novembro, o governo de Donald Trump impôs severas condições para autorizar a compra da Time Warner pela AT&T, com reflexos diretos no Brasil. O Departamento de Justiça dos EUA quer que a tele venda a DirecTV, dona da brasileira Sky, ou se desfaça da Turner Bradcasting, braço da TW que é dono, entre outros, do canal CNN, alvo constante da ira do atual presidente americano.

A DirecTV contou com 13,6 milhões de acessos em vídeo na América Latina ao final do ano passado, um avanço de 1,1 milhão em relação a 2016. No Brasil, a Sky encerrou dezembro com 5,358 milhões de assinantes, segundo dados da Anatel, o que representou um aumento anual de 2%, ou 109 mil clientes.

Postar um comentário

0 Comentários