Home Top Ad

Canal Brasil - Filmes em destaque na programação de 07 a 13 de maio

Share:

Destaques da programação. (Imagem: Divulgação)
Conheça os filmes em destaque na programação do Canal Brasil de 07 a 13 de maio.

É Tudo Verdade – Rio do Medo (2018) (86’)
Horário: SEGUNDA, DIA 07, ÀS 22H
INÉDITO E EXCLUSIVO
Apresentação: Amir Labaki
Direção: Ernesto Rodrigues
Classificação: 16 anos

Sinopse: Com direção de Ernesto Rodrigues, a coprodução entre o Canal Brasil e a Bizum Comunicação dá voz a praças e oficiais da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) para ouvir suas versões sobre a rotina de combate à violência nas ruas, como decidiram entrar para a tropa e os desafios de patrulhar a segunda maior cidade do Brasil. O roteiro faz uma proposição inicial muitas vezes difícil de ser respondida para quem nunca cogitou vestir uma farda: o que leva uma pessoa a se tornar policial em um estado tão violento como o Rio de Janeiro? A partir desse questionamento, o documentário concede voz a diferentes perfis de agentes de segurança. Entre os entrevistados estão Vinicius Cavaliere, fundador do Bope; Ubiratan Ângelo, coordenador de segurança da ONG Viva Rio e ex-comandante geral da PMERJ; Fernando Derenusson, psicólogo da instituição; e alunos da Academia de Polícia Militar D. João VI, onde os militares recebem treinamento. Os convidados comentam os motivos para se alistar, as dificuldades encontradas na rotina de trabalho e o prazer de sentir que seus esforços são responsáveis pela construção de um mundo melhor.

Os praças e oficiais ouvidos pelo documentário traçam um perfil que exige um olhar atento do espectador para garantir a compreensão da complexidade do assunto. Os depoimentos apresentam as pelejas do cotidiano dos policiais, explicando, concomitantemente, o comportamento agressivo pelo qual a PMERJ é reconhecida ao longo dos anos – os agentes lembram detalhes do treinamento hostil praticado pelos centros de formação e justificam mortes em confrontos com traficantes e bandidos – e a formação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE). Sem escolher uma posição própria para uma questão onde a reflexão não traz respostas instantâneas, o documentário busca uma abordagem jornalística, longe dos holofotes e debates acalorados normalmente presentes quando o assunto entra em pauta.

Seleção Brasileira – Capitães da Areia (2011) (96’)
Horário: TERÇA, DIA 08, ÀS 22H
Direção: Cecília Amado
Classificação: 14 anos

Sinopse: Neta de Jorge Amado, a cineasta Cecília Amado transformou em película um de seus principais trabalhos, Capitães da Areia, como parte inicial das celebrações pelo centenário do ensaísta, comemorado em 2011. A interpretação para as telonas é estrelada por Jean Luis Amorim, Ana Graciela, Robério Lima, Paulo Abade, Israel Gouvêa e Ana Cecília Costa.

A Bahia da década de 1950 é o cenário para essa narrativa. Meninos abandonados, chamados de Capitães da Areia por terem como quartel general o cais, incomodam a sociedade. Pedro Bala (Jean Luis Amorim), o temido líder do bando, é caçado como um bandido perigoso, mas é apenas um adolescente livre no asfalto. Ele é o herói de quase uma centena de meninos, que juntos vivem incríveis aventuras. Eles organizam desde furtos pequenos a assaltos a propriedades nobres. O grupo dorme em um trapiche abandonado e passa os dias em feiras populares e festas de rua, atrás de comida e divertimento. Quando uma epidemia de varíola invade a cidade, os Capitães da Areia se deparam com o conflito da morte e são obrigados a tomar decisões difíceis para a falta de maturidade de uma criança. Enquanto isso, nos bairros populares, a doença destrói famílias, fazendo novos órfãos. Dora (Ana Graciela), de apenas 13 anos, perdeu pai e mãe, e está sozinha nas ruas de Salvador quando seu destino se cruza com a quadrilha de Pedro Bala. O bando nunca teve uma figura feminina e a chegada da jovem mexe com o cotidiano deles. O chefe logo se apaixona por ela, mas Professor (Robério Lima) também se encanta pela moça.

Meu Amigo Hindu (2016) (124’)
Horário: QUARTA, DIA 09, ÀS 22H
Direção: Héctor Babenco
Classificação: 16 anos

Sinopse: Diego (Willem Dafoe) é um diretor de cinema diagnosticado com câncer em estágio avançado, cuja única chance de sobrevivência é se submeter a um transplante de medula óssea experimental, que apenas é realizado nos Estados Unidos. Mas antes de enfrentar o tratamento em Washington, ele decide se casar com sua companheira de muitos anos e se despedir dos amigos. No hospital, ele conhece um menino hindu de apenas oito anos, que também está internado. Logo Diego passa a vivenciar com ele aventuras fantasiosas, inspiradas no cinema, que ajudam a suportar a dura realidade que os cerca.

O Fim e os Meios (2015) (105’)
Horário: QUINTA, DIA 10, ÀS 22H
Direção: Murilo Salles
Classificação: 16 anos

Sinopse: O filme conta a história de Paulo (Pedro Brício) e Cris (Cintia Rosa), um jovem casal que se muda para Brasília para tentar resolver os impasses da relação. Ela é jornalista, ele é publicitário. A campanha eleitoral de um senador da república desencadeia um jogo de poder em que a mídia e a política convivem de forma perigosa com os desejos e as fraquezas da relação entre homem e mulher. As raízes do Brasil são expostas através dos sentimentos daqueles que vivem dentro do furacão do cotidiano do poder.

Caramuru, A Invenção do Brasil (2001) (89’)
Horário: SEXTA, DIA 11, ÀS 22H
Direção: Guel Arraes
Classificação: Livre

Sinopse: Guel Arraes – diretor dos títulos O Auto da Compadecida (2000) e Lisbela e o Prisioneiro (2003) – leva às telas o longa-metragem que reinventa o descobrimento do Brasil com muito bom humor. No elenco, os atores Selton Mello, Camila Pitanga, Deborah Secco, Tonico Pereira, Débora Bloch, Luís Mello, Pedro Paulo Rangel, Diogo Vilela, dentre outros. A produção é uma adaptação para o cinema da minissérie homônima.

Às vésperas da histórica expedição de Pedro Álvares Cabral, o jovem Diogo Álvares (Selton Mello) é contratado pelo cartógrafo do rei de Portugal para ilustrar os mapas a serem usados na viagem. As gravuras, no entanto, são roubadas pela sedutora francesa Isabelle (Débora Bloch) e, como punição, o rapaz é deportado na caravela comandada por Vasco de Athayde (Luís Mello). Com o naufrágio da embarcação, Diogo chega à costa brasileira, onde é salvo pelo cacique Itaparica (Tonico Pereira) e suas belas filhas, Paraguaçu (Camila Pitanga) e Moema (Deborah Secco). Apelidado de Caramuru, o português vive um harmônico triângulo amoroso com as duas irmãs.

Paraísos Artificiais (2012) (96’)
Horário: SÁBADO, DIA 12, ÀS 22H
Direção: Marco Dutra
Classificação: 16 anos

Sinopse: Erika (Nathalia Dill) é uma DJ de relativo sucesso e muito amiga de Lara (Lívia de Bueno). Juntas, durante um festival onde Erika trabalhava, elas conheceram Nando (Luca Bianchi) e o trio vive um momento intenso mas logo se separa. Anos depois Erika e Nando se reencontram em Amsterdã, onde se apaixonam. Só que apenas Erika se lembra do verdadeiro motivo pelo qual eles se afastaram pouco depois de se conhecerem, anos antes.

Los Hongos (2014) (104’)
Horário: DOMINGO, DIA 13, ÀS 22H
Direção: Oscar Ruiz Navia
Classificação: 16 anos

Sinopse: O jovem cineasta colombiano Oscar Ruiz Navia faz das ruas de Cali o cenário para o segundo longa-metragem de sua bem-sucedida carreira nas telonas. O filme traz tonalidades dramáticas aos dilemas de dois jovens da periferia da cidade, cheios de questionamentos sobre a realidade em que estão inseridos e reunidos pelo amor à arte de rua, sempre transgressora aos olhos das autoridades. No elenco, Jovan Alexis Marquinez, Calvin Buenaventura e Gustavo Ruiz Montoya.

Ras (Jovan Alexis Marquinez) é um adolescente de um bairro pobre de Cali, Colômbia. O menino trabalha na construção de um edifício em uma firma de engenharia civil durante o dia, mas aproveita as noites para se dedicar à sua real paixão: pintar um grande mural de arte urbana nas paredes da cidade, trazendo cor às tonalidades cinzas do lugar. As longas jornadas em ambos os ofícios praticamente o impedem de ter uma noite de sono e ele tem devaneios ainda acordado. Com pouco dinheiro para finalizar o tão desejado painel, o jovem rouba pequenas quantidades de tinta da obra, mas acaba descoberto e consequentemente demitido. Sem um tostão no bolso e nem perspectiva de concluir o desenho, o garoto sai à procura de Calvin (Calvin Buenaventura), um grafiteiro renomado.




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.