Home Top Ad

Canal VIVA - Destaques da programação de 28 maio a 3 junho

Share:

Canal VIVA: Destaques da programação. (Imagem: Divulgação)
Conheça os destaques da programação do Canal VIVA de 28 de maio a 03 de junho.

TER 29 > 21:15
SAI DE BAIXO

Edileuza (Cláudia Jimenez) está imaginando como será sua viagem de lua de mel com Ribamar (Tom Cavalcante) para Cancun, no México. O plano, porém, só poderá ser realizado após o pagamento das 35 parcelas do enxoval de casamento dos dois. Já Vavá (Luís Gustavo) recebe uma ligação sobre um grupo de turistas russos que está a caminho do Brasil. A missão do dono da Vavatur é encontrar um intérprete que fale russo fluentemente.

Enquanto isso, Cassandra (Aracy Balabanian) descobre que o inventário do falecido brigadeiro está próximo do fim, mas para o resultado ser positivo para o pessoal do Arouche, será necessário que todos colaborem com uma quantia para contratar um experiente advogado. Já Magda (Marisa Orth), após levar um choque, começa a falar inúmeros termos técnicos e a demonstrar uma surpreendente inteligência que pode salvar a Vavatur e resolver o inventário do brigadeiro.

QUA 30 > 22:15
OS NORMAIS

Vani arruma o armário de Rui, achando uma agenda que a faz ligar para uma conhecida que é ex do noivo, Gisele (Maria Paula Fidalgo). Enquanto isso, em meio às festas de natal da firma de Rui, Estevão (Eduardo Galvão) empurra Rui para cima de um ex-caso dele, Carminha (Ana Paula Arósio). Rui (Luiz Fernando Guimarães) está prestes a sair para seu novo emprego, quando Vani (Fernanda Torres) o convence de que precisa arrumar seu armário. Depois de muita insistência, ele concorda em deixar a noiva colocar tudo em ordem, mas implora que não jogue nada de valor emocional fora. E quem disse que Vani leva a recomendação em conta? Para começar, queima cartas de ex-namoradas do noivo, sobra até para a bandeira do Botafogo, time de coração de Rui.

Vasculhando a zona dele, descobre ainda um antigo caderninho de anotações com os nomes das namoradas que Rui já teve. Cada uma, descrita por símbolos. O nome de Vani também está nessa lista, com a sigla DOI. Para desvendar o mistério, ela liga para Gisele (Maria Paula), uma das ex-namoradas de Rui, que recebeu a mesma sigla que ela.

Enquanto isso, no novo escritório, Rui conhece Estevão (Eduardo Galvão) que, como um bom anfitrião, dá dicas de como conviver na empresa e apresenta Carminha (Ana Paula Arósio), a mulher mais “fácil” do local. Na verdade, ela é amante de Estevão e ele quer se livrar dela.

A confusão acontece quando Rui avisa que chegará mais tarde em casa e pede que Vani vá para o apartamento dela. Ela não vai embora e fica lá com Gisele tentando descobrir o significado das siglas. A dupla só não esperava que Rui fosse chegar acompanhado.

SEX 01 > 21:15
TOMA LÁ DÁ CÁ

Celinha (Adriana Esteves) e Mário Jorge (Miguel Falabella) celebram seu aniversário de casamento. A dona de casa aproveita a ocasião para preparar um jantar especial para o marido, mas uma confusão se instaura no 11º andar e os dois não conseguem ficar sozinhos.

Na TV, o anuncio da chegada de Ahmed Al Jacira, um terrorista foragido que teria vindo ao Brasil secretamente para uma suposta reunião de cúpula, causa surpresa aos moradores, uma vez que o bandido é a cara de Arnaldo (Diogo Vilela). Atrás de Ahmed, agentes especiais dos Estados Unidos desembarcam no Rio de Janeiro e anunciam a recompensa de cinco milhões de dólares para quem entregá-lo.

Isadora (Fernanda Souza), Tatalo (George Sauma), Adônis (Daniel Torres) e Rita (Marisa Orth) ficam de olho na recompensa e pensam em denunciar Arnaldo no lugar do terrorista. Mas Arnaldo implora por compaixão e justifica que não fala inglês o que o colocaria em apuros na hora de desmentir a denúncia. Enquanto isso, Dona Álvara(Stella Miranda) se empolga e organiza uma festa de boas vindas aos agentes americanos. Participam do episódio os atores Miguel Magno e Zezé Polessa.

SEX 01 > 22:00
A DIARISTA

Por essa Marinete não esperava. Com as férias de Figueirinha, a diarista acreditou que iria assumir o posto de chefia, mas acabou ganhando uma nova chefe, a bigoduda da Gislene. Além de ter que aturá-la dando as ordens, Nete vai ter que fazer a faxina na casa da nova patroa.

SAB 02 > 19:00
DONOS DA HISTÓRIA

Cenas antológicas, personagens de peso e tramas realistas com críticas sociais permeiam as criações de Gilberto Braga, convidado do episódio de “Donos da História”, gravado em 2016.

O carioca formou-se em Letras e trabalhou como crítico de teatro e cinema do jornal O Globo até descobrir a paixão pela teledramaturgia. Sua estreia como autor foi em 1972, quando escreveu um episódio de “Caso Especial”. A primeira telenovela veio dois anos depois: “Corrida do Ouro”, com a parceria dos já renomados Janete Clair e Lauro César Muniz. Em 1975, ele foi responsável pela adaptação de dois clássicos romances: “Helena” e “Senhora”.

Com “Escrava Isaura”, em 1976, Gilberto Braga ganhou ainda mais notoriedade como autor. Em seguida, escreveu “Dona Xepa”. O ano de 1978 marcou sua carreira com a estreia de “Dancin’ Days”, uma das principais novelas brasileiras. “Água Viva” veio na sequência, em 1980, de uma parceria com Manoel Carlos. Ao longo da década, lançou as produções “Brilhante” (1981), “Louco Amor” (1983), “Corpo a Corpo” (1984), “O Primo Basílio” (1988), e a bombástica “Vale Tudo” (1988), que parou o país. E Gilberto Braga começou os anos 1990 com o pé direito, colaborando em “Rainha da Sucata”, de Silvio de Abreu. Depois de “Vale Tudo”, o autor reaviva o tema “corrupção no país” e cria uma trilogia com “O Dono do Mundo” (1991) e “Pátria Minha” (1994). Outras novelas de destaque: “Celebridade” (2003), “Paraíso Tropical” (2007) – em parceria com Ricardo Linhares -, “Insensato Coração” (2011) – também da dupla -, e “Babilônia” (2015), ao lado de Ricardo e João Ximenes Braga.

As minisséries “Anos Dourados” (1986) e “Anos Rebeldes” (1992) também são um marco da trajetória de Gilberto Braga, que enfatiza: “Para o homem, a carreira é muito importante. Se a gente é feliz no trabalho, tem pelo menos metade da coisa resolvida. E eu fui muito feliz no meu. Apesar do sucesso das minisséries, devo o meu sucesso às novelas, que representam, então, a minha carreira. O Daniel Filho tinha razão, eu tinha jeito para escrever novela…”.

SAB 02 > 22:45
AMOR & SEXO

No programa que vai ao ar no dia 2 de junho, gravado em 2011, Fernanda Lima começa com a polêmica sobre “fingir orgasmo”. A apresentadora conversa com alguns atores, pelos Estúdios Globo, para saber se homem também pode fingir. Murilo Benício entrou na brincadeira e contou várias intimidades.

No quadro “Gayme”, três homossexuais assumidos participam de várias provas, comandadas pelo ator Maurício Branco. O vencedor ganha uma viagem de Cruzeiro.




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.