Home Top Ad

Documentário sobre Gianfrancesco Guarnieri estreia no Canal Curta!

Share:

Documentário sobre Gianfrancesco Guarnieri. (Imagem: Divulgação)
Um dos grandes nomes da dramaturgia brasileira, o ator e diretor Gianfrancesco Guarnieri é tema do documentário inédito “Guarnieri”, que estreia no Curta! dia 22 de maio, às 22h20, na Terça das Artes. Dirigido por seu neto, Francisco Guarnieri, o filme foi produzido com exclusividade para o Curta! pela Mira Filmes, com financiamento do FSA e em parceria com o Programa Histórias que Ficam da Fundação CSN. O lançamento do longa acontece no ano em que se comemoram seis décadas da estreia da peça "Eles não usam black-tie", obra escrita e encenada por Guarnieri e que se tornou um dos maiores clássicos da dramaturgia nacional.

Entre arquivos íntimos e públicos, entrevistas e encenações, Francisco vai além da trajetória profissional e se aprofunda no conflito artístico e político entre as três diferentes gerações da família: o avô, os filhos e o neto. Gianfrancesco foi artista engajado, mas pouco presente no ambiente familiar. Já seus filhos, também atores, se afastaram do debate político. “Revisitar Guarnieri é repensar nossa história. E também, da forma como resolvi fazer, refletir sobre a posição do homem na sociedade e na família, o que considero um assunto muito importante. Afinal, em um mundo ainda tão machista, é fundamental termos consciência dos privilégios que nós, homens, temos e sempre estarmos atentos às nossas atuações sociais e familiares”, analisa o diretor. Para o cineasta, é fundamental relembrar Guarnieri e toda a geração de 50, que viveu um período "em que havia muita luta pra melhorar as coisas e uma ideia de coletividade muito forte. E isso foi interrompido pelo Golpe de 1964”.

Bem recebido pelo público e pela crítica, o filme foi exibido em 2017 na Mostra de Cinema de Tiradentes e no Festival de Cinema de Brasília.

“Guarnieri”, de Francisco Guarnieri

Sinopse: Gianfrancesco Guarnieri foi ator de grande sucesso na televisão, autor fundamental na história do teatro brasileiro e imagem-síntese do artista engajado. Seus filhos Flávio e Paulo, também atores, assumiram um total distanciamento entre arte, trabalho e política. A partir desses dois retratos geracionais, o neto e diretor Francisco procura refletir sobre o papel do indivíduo na sociedade, na arte e na família.



Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.