Home Top Ad

Jornalista que combate ódio na internet fala ao Um Olhar sobre o mundo da TV Brasil

Share:

(Imagem/Divulgação TV Brasil)
A jornalista brasileira Beatriz Buarque, mestre em Relações Internacionais e Segurança pela Universidade de Westminster, no Reino Unido, e fundadora do projeto Words Heal the World ("Palavras curam o mundo"), é a entrevistada de Moisés Rabinovici no próximo programa Um olhar sobre o mundo

 Ela conta como resolveu criar o movimento para enfrentar a disseminação do que classifica como "mensagens de ódio" que se tornaram habituais no mundo atual. Inicialmente, o movimento mobilizou estudantes universitários de Westminster e da Universidade Federal do Rio de Janeiro contra a distribuição de mensagens jihadistas. Hoje, o grupo reúne jovens de diferentes países para combater, pela internet, manifestações de grupos extremistas. Um olhar sobre o mundo vai ao ar pela TV Brasil, na segunda-feira, dia 17, às 21h45. 

Buarque disse que o projeto nasceu para fazer frente à propaganda do Estado Islâmico, que chegou a atrair cerca de 80 mil jovens com suas mensagens pela internet. Ela criou um site e, depois, com a ajuda de instituições do mundo inteiro, formou uma ONG responsável por divulgar mensagens contrárias ao radicalismo, organizar palestras, produzir documentários e disseminar artigos que lutam contra qualquer forma de propaganda radical.

Os jovens que integram o Words Heal the World fazem o contraponto aos grupos ou indivíduos que disparam mensagens de ódio pela internet. Eles atuam contra a supremacia racial, a intolerância religiosa, o terrorismo, a xenofobia, a homofobia e o anti-semitismo, por exemplo.

A organização também se dedica a combater os grupos radicais que operam no Brasil e que divulgam mensagens extremistas pela internet. A jornalista explicou para Rabinovici que atualmente 22 instituições já acompanham o trabalho e contribuem com a Words Heal the World.    




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.