Home Top Ad

LIFETIME estreia minisséries sobre os Kennedys e a vida de Marilyn Monroe

Share:

Os Kennedys: Depois de Camelot (Imagem/Divulgação Liftime)
Em setembro, o LIFETIME estreia as minisséries Os Kennedys: Depois de Camelot (The Kennedys: After Camelot, inédita no Brasil) e A Vida Secreta de Marilyn Monroe. As produções trazem revelações sobre os ícones dos anos 60: a “família real estadunidense”, os Kennedys, e o maior sex symbol da história do cinema, Marilyn Monroe.

Em Os Kennedys: Depois de Camelot, que estreia nos dias 5 e 6 de setembro, Katie Holmes (Batman Begins, Dawson’s Creek) interpreta Jaqueline Bouvier Kennedy-Onassis. Apesar de abalada pela morte de seu marido, John F. (“Jack”) Kennedy, o 35º presidente da nação, e pelo assassinato de seu cunhado Robert F (“Bobby”) Kennedy, seu casamento com o multimilionário grego Aristóteles Onassis traz segurança para ela e seus filhos. Também deixa os norte-americanos indignados. Mas ela acaba retornando aos Kennedy para tornar-se a pedra no sapato da família. Também utiliza seus próprios talentos para progredir em uma carreira, de uma forma que jamais teria feito se Jack estivesse vivo.

Matthew Perry (Friends) interpreta o senador Edward M. “Ted” Kennedy. Desafiado a manter o legado de seus irmãos mortos, sucumbiu ao alcoolismo e à infidelidade. Os eventos em Chappaquiddick, em que uma mulher morreu depois que Ted jogou seu carro de uma ponte, nunca antes dramatizados na TV, acabam com suas possibilidades de se tornar presidente e o persegue para sempre. Mas sua relação com Jackie, problemática e carregada de emoção, se transforma na salvação de sua vida, em muitos sentidos.

Os Kennedys: Depois de Camelot começa no ponto em que a minissérie Os Kennedys terminou, em 4 de junho de 1968, a noite do assassinato de Bobby Kannedy. Ele estava se candidatando a presidente e tinha acabado de ganhar as primárias do partido Democrata da Califórnia nessa mesma tarde.

5/9, quarta-feira, 22h20 - Parte 1 – Depois do assassinato de Bobby Kennedy, Jackie desafia a opinião pública e se casa com o magnata grego Aristóteles Onassis. Ted Kennedy é pressionado para ocupar o lugar de seu irmão e continuar com o legado de Camelot, ao se mudar para a Casa Branca. A familia Kennedy se comove quando o acidente automobilístico de Ted em Chappaquiddick resulta na morte de sua companheira. Jackie retorna da Grécia – mesmo contrariando Onassis – para ajudar os Kennedy, na intenção de salvar a carreira de Ted.

6/9, quinta-feira, 22h20 - Parte 2 - O desastre de Chappaquiddick é resolvido, apesar de uma nuvem permanente pairar sobre a vida pública e a consciência de Ted. O casamento de Jackie com Onassis termina quando a morte do filho do armador o convence de que ela é a portadora da "maldição de Kennedy". Ela retorna com seus filhos para morar em Nova York, mas seu relacionamento com JFK Jr. fica tenso quando ele se irrita com o peso do nome de seu pai. Ted mergulha mais profundamente no alcoolismo e na depressão quando seu filho sofre uma doença catastrófica. Ted concorreu à presidência em 1980, mas sua campanha foi um fracasso. Seu casamento termina em divórcio. Jackie pede-lhe para reformar sua vida pessoal. Ela encontra a felicidade com um novo parceiro, mas ela morre aos 64 anos. JFK Jr. contempla uma vida política, mas morre em um acidente de avião que termina para sempre com o legado de "Camelot".

A Vida Secreta de Marilyn Monroe. (Imagem/Divulgação Lifetime)
A Vida Secreta de Marilyn Monroe, ao longo de quatro horas de duração, revela vários segredos que a loira ocultava do público, sendo o maior deles sua mãe Gladys, interpretada pela ganhadora do Oscar Susan Sarandon (Os Últimos Passos de um Homem, Thelma & Louise), que esteve muito tempo internada em um hospício. A indicada ao Oscar e ao Globo de Ouro Emily Watson (Hilary e Jackie) e Jeffrey Dean Morgan (Texas sob Fogo, The Walking Dead) também encabeçam o elenco, ao lado da filha de Sarandon, Eva Amurri Martino (Californication), que interpreta Gladys em sua juventude. Watson dá vida a Grace McKee, encarregada de cuidar de Marilyn durante sua infância.

Baseada no livro de J. Randy Taraborrelli, a minissérie é centrada na valente, divertida, inteligente e ambiciosa mulher que se reinventou para se tornar o símbolo da América. No entanto, sempre foi uma artista frágil, desesperada pela aceitação e proteção dos homens. A Vida Secreta de Marilyn Monroe mostra um ângulo diferente e foca nas mulheres na vida dessa estrela – especialmente sua mãe, Gladys Mortenson.

Quando criança, Marilyn era uma garota solitária abandonada por sua mãe, que tinha esquizofrenia severa e passou a maior parte de sua vida internada. À medida que seu prestígio cresce, seus três casamentos se desmoronam publicamente, incluindo seus relacionamentos com Joe DiMaggio (Morgan) e Arthur Miller (Stephen Bogaert). Em última instância, Marilyn não conseguia controlar seus demônios internos e nem a doença mental herdada de sua mãe, uma mulher que ela ama, odeia e tenta salvar de maneira desesperada.

A minissérie, que o LIFETIME exibe na íntegra no dia 8 de setembro a partir das 20h40 divido em duas partes, utiliza as sessões de terapia com o psiquiatra da estrela Alan DeShields (Jack Noseworthy) como o fio condutor para contar sua história de vida, aprofundando a sua transformação: desde a sua modesta infância ao megaestrelato.




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.