Home Top Ad

FOX Sports anuncia a realização da primeira cúpula internacional antipirataria

Share:

Imagem/Divulgação FS
A indústria de mídia e conteúdo na região latino-americana enfrenta um dos problemas mais sérios dos últimos tempos: o avanço da pirataria. Seu impacto na região produz perdas anuais que superam os U$S 6.500 milhões, afetando negativamente não só os direitos de propriedade intelectual, mas também investimentos em infraestrutura de telecomunicações e o patrimônio e ingresso governamental, já que só em impostos se deixa de arrecadar mais de U$S 1.000 milhões anuais. 
 
Nesse contexto, o esporte se tornou um dos conteúdos mais pirateados, principalmente através das páginas em internet, APPs e IPTV (TV por Protocolo de Internet) e empresas de retransmissão de conteúdo que não tem a autorização de seus titulares, sendo o futebol o principal objetivo das conexões fraudulentas. As retransmissões ilegais de alguns dos clássicos latino-americanos mais relevantes como o argentino Boca Juniors e River Plate; o brasileiro Grêmio e Internacional ou o uruguaio Nacional e Peñarol, registram cifras alarmantes de consumo pirata.
 
A análise mais recente de especialistas internacionais mostra que, durante a temporada 2017/2018 dos campeonatos mais importantes de futebol da América Latina, foram identificados 10.800 vídeos com infrações, dos quais mais de 40% foram encontrados nas redes sociais e alcançaram 1.250.000 de visualizações ilegais (3). No clássico "Boca Juniors e River Plate", mais de meio milhão de pessoas tentaram visualizar ilegalmente o jogo através de redes sociais; 71% mais que no clássico que aconteceu somente seis meses antes. Isso, sem contabilizar outras alternativas piratas como alguns tipos de IPTV, APPs e páginas de internet ilícitos.
 
Com o objetivo de reverter esta tendência, debater e analisar estratégias de sucesso, a FOX Sports Latin America convoca os representantes dos direitos esportivos de todo o mundo, as autoridades e reguladores para a primeira cúpula internacional de antipirataria na América Latina dedicada integralmente ao mundo dos esportes. O evento será realizado na Cidade do México, nos dias 20 e 21 de fevereiro de 2019. O objetivo do encontro será diminuir o impacto específico desse problema, compartilhar as melhores ações, potencializar a indústria de conteúdos esportivos e promover um mercado seguro para os consumidores.
 
"O esporte está se tornando a primeira fonte de pirataria, principalmente através do streaming. É algo que deve preocupar a todos: as ligas esportivas, os donos dos direitos, os meios que licenciamos e transmitimos legalmente tais direitos, cujos custos são altíssimos. Contamos com o apoio absoluto das Ligas e dos proprietários dos direitos para proteger o conteúdo", afirmou Carlos Martínez, Presidente da FOX Networks Group Latin America.
 
E acrescentou: "A FOX Networks Group foi sempre o modelo da luta contra a pirataria em TV paga na região, realizando em conjunto com TAP e os órgãos governamentais dos principais países da América Latina. Realizamos 17 seminários de antipirataria nos últimos quatro anos, convidando a indústria de conteúdo e reguladores a debater e implementar as melhores ações para combater este problema. Conseguimos resoluções sem precedentes na região a favor da proteção dos conteúdos esportivos. Graças ao trabalho conjunto com as autoridades locais, conseguimos bloquear a página de retransmissão ilegal de conteúdos "Sportflix" no México e "Roja Directa", tanto no Uruguai como no Peru. Continuaremos trabalhando para combater a retransmissão ilegal de eventos esportivos. É uma tarefa vital para os que fazem parte da indústria de conteúdos em América Latina".
 
Para Daniel Steinmetz, SVP & Chief Antipiracy Officer de FOX Networks Group Latin America afirmou: "É absolutamente relevante e fundamental apoiar e impulsar esse primeiro encontro dedicado 100% a debater e compartilhar junto aos principais representantes internacionais da indústria, a forma como protegeremos conteúdos de altíssimo valor para nossos fãs, e fazer isso de forma conjunta. Há mais de dez anos, a FNG Latin America - grupo do qual FOX Sports faz parte - é líder no combate à pirataria e trabalha de maneira constante desenvolvendo ações e estratégias para acabar com este problema que deteriora as economias regionais e a indústria".
 
"Nosso compromisso tem como meta conseguir um mercado transparente e benéfico tanto para quem opera legalmente como para os usuários que utilizam os conteúdos originais de qualidade e de forma lícita. Quem consome conteúdos em páginas piratas, põem em risco a sua segurança e a de sua família, expondo informações pessoais e financeiras, arriscando-se a serem vítimas de fraudes econômicas", acrescentou Steinmetz.




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.