Home Top Ad

Grupo Casuarina mostra o "futuro" do samba no Samba na Gamboa desta sexta na TV Brasil

Share:

Imagem/Divulgação TV Brasil
No programa Samba na Gamboa que a TV Brasil exibe às 21h45 de sexta-feira (26), o sambista e apresentador Diogo Nogueira recebe o grupo Casuarina, que no novo álbum revela compositores da atual geração do samba.

Logo no primeiro bloco, Diogo Nogueira faz um apanhado da história do Casuarina, que remonta à revitalização da Lapa, no Rio de Janeiro.

“Nossa geração é essa galera que surgiu na virada dos anos 2000, ali na Lapa”, relembra o percussionista e cantor Gabriel Azevedo. “Num primeiro momento, o mergulho da gente foi muito naquelas origens do samba. A gente foi a um repertório pré-bossa nova, como Ciro Monteiro, Orlando Silva.”

O grupo fez questão de citar Jackson do Pandeiro como uma de suas principais influências, do começo até hoje.

"É um cara que fascinava a gente, que também gosta de forró. E o Jackson (do Pandeiro) surpreendia com aquela coisa que ninguém sabia se era samba, se era forró. Ele dizia que era tudo coco: 'mete um cavaquinho, um triângulo, um pandeiro, uma zabumba e vira coco'. A gente começou a mergulhar bastante na obra do Jackson, que é incrível, um cara que a gente admira muito até hoje", acrescenta Gabriel.

Em 2017, em homenagem ao centenário do samba, o grupo esteve em turnê com um show que recapitulava a história do gênero. Este ano, decidiu “olhar para frente”: com fé nos próximos 100 anos do samba, gravou um álbum só com canções de compositores da atualidade, como Leandro Fregonesi, Raul DiCaprio e Hamilton Fofão.

Entre os sambas que Casuarina e Diogo interpretam no programa estão “Dança do Tempo” (Diogo Nogueira, Mosquito, Inacio Rios), "Tempo Bom" (Ivor Lancelloti, Roque Ferreira), “Tempos Difíceis” (Diogo Nogueira, Leandro Fregonesi), “Herança de Partideiro” (Hamilton Fofão, Ivani Ramos), “Quero Mais um Samba” (Rogério Bicudo, Raul Sampaio), “Mundoê” (Diogo Nogueira, Hamilton de Holanda, Bruno Barreto), “Embira” (Raul DiCaprio, André Cadé) e o clássico “Maracangalha”, de Dorival Caymmi.

Casuarina é composto por Daniel Montes (violão sete cordas e voz), Gabriel Azevedo (percussão e voz), João Fernando (bandolim) e Rafael Freire (cavaco).




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.