Home Top Ad

Duo faz releitura dos Beatles no Antenize da TV Brasil

Share:



O programa Antenize desta semana recebe o duo Viola Progressiva, em que pai e filho fazem uma releitura dos Beatles com a tradicional viola caipira. Também participa do programa Felipe S., que conta novidades sobre a banda pernambucana Mombojó. Antenize vai ao ar no sábado, dia 15, às 20h30, na TV Brasil

A viola caipira é um dos símbolos da música tradicional brasileira. Mas o duo Viola Progressiva traz esse instrumento com uma nova roupagem: pai e filho recriam os conhecidos acordes das músicas dos Beatles. No Antenize, Marcus e Vitor Mesquita conversam com a apresentadora Karina Cardoso sobre a mistura que eles fazem no projeto intitulado “Here comes the sun”. 

A música segue diversa nos estúdios da TV BRasil em um bate-papo com Felipe S., vocalista da banda pernambucana Mombojó. Veterano na estrada, o grupo tem 18 anos de carreira, com cinco discos lançados, e é referência na cena da música independente do país. O cantor fala sobre parcerias de trabalho e o novo disco da Mombojó, chamado “MMBJ 12”.

O Antenize mostra ainda no quadro “Garimpando” como as pessoas estão juntando a fama de serem youtubers com um papo sério sobre o vírus HIV e a saúde sexual. Essa é a ideia do projeto “Boa sorte”, dirigido por Gabriel Estrela e do canal “Hdiário”, coordenado por Gabriel Comicholi. Eles divulgam vídeos sempre com muita tranquilidade sobre a vida de quem vive com o vírus HIV e sobre como agir em algumas situações que vão naturalmente surgir para quem recebe este diagnóstico.

O quadro “Respiro Cultural” traz o artista plástico Pedro Gandra, que nasceu no Rio de Janeiro e começou a frequentar a Escola de Artes Visuais do Parque Lage aos 12 anos. Em Brasília, reencontrou a pintura. As narrativas com as quais trabalha flertam com a fotografia. Paisagens e figuras humanas são presenças constantes, assim como a cor.

Já no quadro “Espaços de Cultura”, o Antenize faz uma visita ao Museu Paraense Emílio Goeldi, em Belém, Estado do Pará. Desde sua fundação, em 1866, suas atividades concentram-se no estudo científico dos sistemas naturais e socioculturais da Amazônia, bem como na divulgação de conhecimentos e acervos relacionados à região. O programa exibe ainda a apresentação do cantor e compositor “Black”, de Recife (PE).




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.