Home Top Ad

Canal Brasil - Filmes em destaque na programação de 21 a 27 de janeiro

Share:

Imagem/Divulgação Canal Brasil
Conheça os filmes em destaque na programação do Canal Brasil de 21 a 27 de janeiro.

O Som dos Sinos (2017) (71’)
Horário: SEGUNDA, DIA 21, ÀS 22H
Direção: Marcia Mansur e Marina Thomé
Classificação: Livre

Sinopse: O toque dos sinos e o ofício de sineiro – a pessoa responsável por soar as campanas – são tidos como patrimônios imateriais brasileiros desde 2009. A tradição de tocar as sinetas de bronze em suas mais variadas formas – há mais de 40 tipos de badalos com significados distintos – encontra no interior de Minas Gerais, local de fundamental importância para a história da religiosidade no Brasil, terra de igrejas barrocas e rococós consideradas verdadeiras obras de arte, um dos últimos abrigos seguros para manter esse milenar costume. As documentaristas Marcia Mansur e Marina Thomé viajam para nove cidades da área para identificar como esse hábito ainda influencia o estilo de vida e reforça o patrimônio cultural da região.

O documentário elucida como a população de cidades como São João del-Rei, Ouro Preto, Mariana, Catas Altas, Congonhas, Diamantina, Sabará, Serro e Tiradentes lidam em tempos atuais com uma tradição tão antiga da igreja católica e explicam os detalhes desse costume. Os sinos das centenárias igrejas podem ser tocados de formas completamente diferentes de forma a anunciar ritos litúrgicos, mortes, tipos de missas, partos, incêndios e horários sacros. Mesmo em momentos de globalização e interconectividade a partir da Internet, jovens da área se esforçam para manter suas raízes e optam pela trajetória seminarista. A partir do toque da campana, é possível entender não apenas a comunicação pretendida, mas também a profundidade dos vínculos de uma cultura arreigada no interior do país.

Pela Janela (2018) (87’)
Horário: TERÇA, DIA 26, ÀS 22H
Direção: Carolina Leone
Classificação: 12 anos

Sinopse: Rosália (Magali Biff) é funcionária de uma fábrica de materiais elétricos da periferia de São Paulo pelas últimas três décadas. Aos 65 anos, o ofício entre fios, motores e soldas é a atividade exclusiva de sua vida – ela não tem filhos, amigos ou relacionamentos amorosos, tendo o irmão, José (Cacá Amaral), como única companhia de sua morosa rotina. Seu cotidiano resume-se a cuidar da casa humilde em que mora e ser sempre a primeira a chegar e a última a sair da linha de montagem. O dia a dia com praticamente nenhuma emoção sofre um grande baque quando a empresa passa por um processo de fusão e os novos sócios fazem uma série de exigências, entre elas, a demissão da idosa para a contratação de um homem mais novo. Em um momento de suposta calmaria em sua trajetória, a protagonista se vê em uma encruzilhada.

O desligamento da única atividade a preencher seu dia traz a protagonista para um momento de reaprendizado e redescoberta. Tocado pela solidão da irmã, José decide levá-la em uma viagem de carro a trabalho até Buenos Aires, capital argentina, como uma forma de oferecer alguma distração para um cotidiano monótono. A longa estrada até o país vizinho permite Rosália encontrar um novo sentido para a vida, restrita, durante décadas, unicamente ao trajeto entre sua casa e o trabalho. Sem perspectivas, a personagem principal é obrigada, aos 65 anos, a traçar novos planos e encontrar alguma ocupação para preencher seus dias. Com poucas palavras e olhares atentos, a mulher conhece um novo mundo ao mesmo tempo em que precisa lidar com a velhice e a proximidade da morte.

Confia em Mim (2013) (86’)
Horário: TERÇA, DIA 22, ÀS 22H
ESTREIA
Direção: Michel Tikhomiroff
Classificação: 12 anos

Sinopse: Mari (Fernanda Machado), uma promissora chefe de cozinha, trabalha duro e sonha em abrir seu próprio restaurante. Até que acaba se envolvendo com Caio (Mateus Solano), um carismático rapaz, que dará as condições para ela realizar o seu sonho. Mas as coisas nem sempre são o que parecem ser.

Marcha Cega (2018) (89’)
Horário: QUARTA, DIA 23, ÀS 22H
INÉDITO E EXCLUSIVO
Direção: Gabriel Di Giacomo
Classificação: 12 anos

Sinopse: O filme caminha por manifestações paulistas nos últimos cinco anos, abordando inicialmente as “Jornadas de Junho”, em 2013, passando pela reivindicação contra as irregularidades da Copa do Mundo de 2014, pela “Primavera Secundarista” e os protestos contra o impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff em 2016 e pela greve geral e atos contra o ex-presidente Michel Temer em 2017. O registro apresenta o depoimento de vítimas de arbitrariedades e violências promovidas pela Polícia Militar, como o fotógrafo Sérgio Silva, que perdeu a visão de um dos olhos após ser atingido por uma bala de borracha, além da opinião de socorristas, militantes, especialistas em segurança pública e advogados.

Estamos Juntos (2011) (95’)
Horário: QUINTA, DIA 24, ÀS 22H
Direção: Toni Venturi
Classificação: 14 anos

Sinopse: Carmem (Leandra Leal) é uma jovem médica que veio de uma cidade pequena para morar sozinha em São Paulo. Seu melhor amigo é Murilo (Cauã Reymond), que conhece desde quando era pequena. Murilo é homossexual e trabalha como DJ. Um dia ele conhece Juan (Nazareno Casero), um músico argentino por quem se apaixona. Quando ele é expulso de casa pela namorada, Murilo não perde tempo e o chama para morar consigo. Entretanto, Juan é heterossexual convicto e passa a se interessar por Carmem. Ela retribui o interesse, mesmo temendo a reação de Murilo ao saber do fato. Até que uma situação inesperada muda os rumos do triângulo amoroso e da própria vida de Carmem.

As Duas Irenes (2017) (87’)
Horário: SEXTA, DIA 25, ÀS 18H
Direção: Fabio Meira
Classificação: 14 anos

Sinopse: Irene (Priscila Bittencourt) é a filha do meio de uma família tradicional do interior, que um dia descobre que o pai (Marco Ricca) tem uma filha fora do casamento, também chamada Irene (Isabela Torres) e da mesma idade que ela. Revoltada com a descoberta, Irene passa a se aproximar de sua meio-irmã e da mãe dela, sem revelar sua identidade. É o início de uma cumplicidade entre elas, que passa também pela descoberta da sexualidade.

Pela Janela (2018) (87’)
Horário: TERÇA, DIA 26, ÀS 22H
Direção: Carolina Leone
Classificação: 12 anos

Sinopse: Rosália (Magali Biff) é funcionária de uma fábrica de materiais elétricos da periferia de São Paulo pelas últimas três décadas. Aos 65 anos, o ofício entre fios, motores e soldas é a atividade exclusiva de sua vida – ela não tem filhos, amigos ou relacionamentos amorosos, tendo o irmão, José (Cacá Amaral), como única companhia de sua morosa rotina. Seu cotidiano resume-se a cuidar da casa humilde em que mora e ser sempre a primeira a chegar e a última a sair da linha de montagem. O dia a dia com praticamente nenhuma emoção sofre um grande baque quando a empresa passa por um processo de fusão e os novos sócios fazem uma série de exigências, entre elas, a demissão da idosa para a contratação de um homem mais novo. Em um momento de suposta calmaria em sua trajetória, a protagonista se vê em uma encruzilhada.

O desligamento da única atividade a preencher seu dia traz a protagonista para um momento de reaprendizado e redescoberta. Tocado pela solidão da irmã, José decide levá-la em uma viagem de carro a trabalho até Buenos Aires, capital argentina, como uma forma de oferecer alguma distração para um cotidiano monótono. A longa estrada até o país vizinho permite Rosália encontrar um novo sentido para a vida, restrita, durante décadas, unicamente ao trajeto entre sua casa e o trabalho. Sem perspectivas, a personagem principal é obrigada, aos 65 anos, a traçar novos planos e encontrar alguma ocupação para preencher seus dias. Com poucas palavras e olhares atentos, a mulher conhece um novo mundo ao mesmo tempo em que precisa lidar com a velhice e a proximidade da morte.

Tierra Yerma (2016) (94’)
Horário: DOMINGO, DIA 27, ÀS 22H
INÉDITO E EXCLUSIVO
Direção: Miriam Heard
Classificação: 14 anos

Sinopse: Jorge (Julio Milostich) e Pelao (Erto Pantoja) são dois irmãos recém-chegados ao Chile depois de uma temporada como mercenários contratados na guerra do Iraque. O primeiro tem na mente as cicatrizes dos confrontos, com lapsos de memória da crueldade do conflito e instabilidade emocional. O segundo trouxe consigo na bagagem feridas não apenas psicológicas, mas também na coluna, estando agora fadado a uma rotina entre a cadeira de rodas e a cama. Afetados pelo Transtorno de Estresse Pós-Traumático, condição comumente vista em pessoas que estiveram presentes em grandes tragédias, os homens tentam escrever uma nova e menos sangrenta página de suas vidas. Com o tempo, no entanto, perceberão o interminável conflito dentro deles mesmos.