Home Top Ad

Verão Show da TV Brasil traz Festival de Música da Rádio MEC

Share:

Imagem/Divulgação TV Brasil
O Verão Show da TV Brasil desta quarta-feira, dia 23, traz para a telinha o som do Festival de Música da Rádio MEC, que premiou novos talentos da música popular brasileira. A festa, no Teatro João Caetano, comemorou ainda os os 95 anos da criação da Rádio Sociedade, rádio que deu origem à Rádio MEC. O Festival de Música da Rádio MEC vai ao ar 21h45, na TV Brasil

Realizado no final de setembro do ano passado, o festival homenageou o compositor e instrumentista Chico Mário. No palco do João Caetano, o filho dele, o compositor e instrumentista Marcos Souza, empolgou o público com Ressurreição e Guerra de Canudos.

O Festival de Música da Rádio MEC premiou profissionais nas categorias música clássica, instrumental, infantil e MPB. A melhor música clássica ficou para Ricardo Szpilman - Concertino - em três movimentos. Na categoria instrumental, Lydia Muzafir, com Melancolia. Na infantil, Hamilton Catette levou o troféu por Pezinho de maracujá, enquanto a melhor música popular brasileira foi de Mari Mari, Maracatu Menino.

Entre os intérpretes, o Quarteto Kalimera, com Reverenciando Radamés, recebeu o prêmio de música clássica; Deborah Levy, Glória Ettari, Daniela Spielmann, Tonho Costa, Emerson Mardhine, com Back to life, o de instrumental; e Cláudia Ferrari, Última canção, ficou com a melhor no quesito popular.

O Festival de Música da Rádio MEC mostra ainda a performance da pianista Fernanda Canaud, que toca Radamés Gnattali, e o violoncelista David Chew. Há também a apresentação da banda Mini Seres do Mar e do Coro de Câmara da Escola de Música Villa-Lobos, que encerra a festa com duas composições de Milton Nascimento: Maria, Maria e Nada será como antes.

Já na quinta (24), a TV Brasil mostra a animação do bloco de carnaval infantil Mini Seres do Mar e o Coro de Câmara da Escola de Villa-Lobos que rende homenagem ao compositor e cantor Milton Nascimento ao executar "Maria, Maria" e "Nada será como antes".

Homenagens ao Rádio e ao saudoso Chico Mário

O evento comemora os 95 anos da primeira emissora do país, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, que deu origem à atual Rádio MEC, fundada em 1923 por um dos "pais" da radiodifusão: Edgard Roquette Pinto.

O festival foi realizado exatamente no Dia do Rádio, em 25 de setembro, para lembrar o nascimento do Roquette Pinto nesta data em 1884. A iniciativa mescla espetáculo e premiação no palco do tradicional Teatro João Caetano, no centro do Rio de Janeiro, e teve apresentação dos mestres de cerimônia Jorge Ramos e Emilly Kruger.

A cada edição, o evento homenageia um expoente da música brasileira. Em 2018, foi a vez de prestar tributo aos 70 anos de nascimento do compositor e instrumentista mineiro Chico Mário, irmão do cartunista Henfil e do sociólogo Betinho. O artista faleceu em março de 1988, aos 39 anos.

Categorias em disputa e corpo de jurados

Música Clássica, Instrumental, Infantil, MPB e voto popular (internet) foram as categorias do festival que abre a programação da Rádio MEC para novas composições.

Com 260 obras inscritas, os concorrentes foram avaliados por júri técnico formado por especialistas da emissora pública. Os 12 finalistas também foram analisados por um júri técnico de artistas específico para cada gênero.

Na categoria Música Clássica, os jurados foram Alexandre Dias, João Guilherme Ripper e Carla Rincon. Já para as composições instrumentais, os convidados foram Márvio Ciribelli, Délia Fischer e Eder Paolozzi. As obras infantis tiveram como júri Rafa Gomes, Chaps de Melo e Mariana Piza enquanto as canções da MPB foram avaliadas por Da Ghama, Júlia Vargas e Roberta Spindel.

Vencedores do Festival de Música da Rádio MEC 2018

A primeira vencedora foi a intérprete Mari Mari, premiada com o voto popular da internet. Segundo os mestres de cerimônia Jorge Ramos e Emilly Kruger, foram mais de 11 mil votos.

A melhor música clássica ficou para Ricardo Szpilman - "Concertino" - em três movimentos. Na categoria Instrumental, Lydia Muzafir venceu com "Melancolia". Já no quesito Infantil, Hamilton Catette levou o troféu por "Pezinho de maracujá", enquanto a melhor música popular brasileira foi de Mari Mari, com "Maracatu Menino", a grande agraciada da noite.

Entre os intérpretes, os premiados foram o Quarteto Kalimera com "Reverenciando Radamés" na categoria música clássica. Deborah Levy, Glória Ettari, Daniela Spielmann, Tonho Costa, Emerson Mardhine foram reconhecidos na categoria instrumental com "Back to life". Já Cláudia Ferrari conquistou no quesito popular ao apresentar "Última canção".