Home Top Ad

Amazônia Legal revela potencial econômico da castanha do Brasil

Share:

Imagem/Divulgação TV Brasil
Produzida em larga escala no Acre, a castanha do Brasil é a protagonista do décimo episódio da série Amazônia Legal. A produção independente vai ao ar pela TV Brasil à meia-noite desta quinta (10) para sexta (11).

Abundantes na natureza e com grande potencial para gerar renda e assegurar melhores condições de vida para os povos da Amazônia, os produtos florestais não madeireiros têm ganhado visibilidade na pauta da conservação da biodiversidade. É o caso da castanha do Brasil.

O documentário mostra que das sementes obtêm-se as amêndoas, ricas em proteínas e selênio, e também o óleo, utilizado tanto na fabricação de produtos comestíveis quanto em cosméticos.

Entre os destaques que o programa dá aos benefícios dessa cadeia produtiva está a melhoria da qualidade de vida dos seringueiros, em uma região marcada pelo conflito histórico entre agroextrativistas e latifundiários pela posse da terra.

Resultado da luta social e ambiental, o arranjo produtivo da castanha prova que a gestão transparente e compartilhada via cooperativismo ou associativismo é um caminho para atender os anseios de quem retira da floresta o seu sustento.