Home Top Ad

Vida e obra de Leonardo da Vinci são retratadas em documentário inédito no Canal Curta!

Share:

Divulgação Canal Curta!
O que destaca Leonardo da Vinci de outros gênios da Renascença - como Michelangelo, Botticelli e Rafael - é o fato de ele ter sido um criador multifacetado. Essas várias facetas do artista são apresentadas pelo diretor François Bertrand nos 52 minutos do documentário "Leonardo da Vinci - O Homem Universal", da produtora francesa CPB Films, que estreia no Brasil com exclusividade no canal Curta!.

Além de conferir poesia e expressividade ímpares às figuras humanas retratadas em suas pinturas, Leonardo da Vinci fez incursões bem-sucedidas na engenharia e no estudo de fenômenos naturais. Inventou diversas máquinas (algumas das quais não saíram do papel), como tanques de guerra, paraquedas e planadores. Chegou a conceber a ideia do helicóptero, que registrou num desenho. Estudou a anatomia humana e a dos animais.

O filme fala também da infância de Da Vinci, que era filho bastardo de um tabelião, numa época em que os rebentos seguiam a carreira dos pais. Justamente por ser filho ilegítimo, Leonardo se viu livre dessa obrigação e pôde se concentrar no estudo da pintura e de outros assuntos de seu interesse. Além dos quadros, ele deixou dez mil páginas de anotações e desenhos, que permitem acompanhar o seu cotidiano e a evolução de suas ideias e pesquisas. Esse rico material serve como fonte para o documentário e é comentado por especialistas, como Serge Bramly, autor de uma biografia de Da Vinci, diretores de museus na Itália, o curador do Museu do Louvre, entre outros. A estreia é na Quinta da Pensamento, 24/10, às 23h.

Episódio inédito da série 'O Movimento Negro Desde Martin Luther King' relembra a luta pelos direitos civis dos negros nos EUA

A série documental O Movimento Negro Desde Martin Luther King analisa e conta a história das lutas por igualdade racial e apresenta questões que ainda hoje afetam a população negra norte-americana. No segundo episódio da série exibida pelo Curta! pela primeira vez no Brasil, os diretores Leah Williams, Leslie Asako Gladsjo, Sabin Streeter e Talleah Bridges McMahon retomam – através da narração do professor Henry Louis Gates – o movimento pelos direitos civis entre as décadas de 1960 e 1980. O capítulo foca nos caminhos diversos e muitas vezes divergentes tomados pelos integrantes do movimento, e também mostra a reação da sociedade, sobretudo dos supremacistas brancos, diante de suas conquistas. Gates também explora a forma como os afro-americanos encontram novas fontes de esperança através da criação do hip-hop. Episódio inédito na Sexta da Sociedade, 25/10, às 23h.