Home Top Ad

Carol d'Avila participa do Cena Instrumental com projeto Oficina do Som

Share:

Divulgação TV Brasil
O Cena Instrumental recebe a flautista, compositora e arranjadora Carol d'Avila e o projeto Oficina do Som. Os convidados fazem uma performance nesta terça (10), às 22h30, na TV Brasil no estúdio da emissora pública.

Mineira, da cidade de Ubá, Carol nasceu em berço musical. A artista tem vinte anos de carreira e é integrante do Itiberê Zwarg e Grupo há 12 anos. Desde 2014, ela orienta e rege a Oficina do Som em Paraty, cidade no sul do Rio de Janeiro.

A Oficina do Som tem fundamento na música universal, conceito criado por Hermeto Pascoal e reúne gente de diversas idades, nacionalidades e formações. Juntos, eles acabam de lançar um álbum com 11 faixas, resultado das músicas compostas e arranjadas em sala de aula por Carol para os membros da oficina.

Essa etapa de composição é conhecida como música em tempo real. Nessa edição do Cena Instrumental, os músicos mostram um pouco desse trabalho que tem sonoridade livre de rótulos e muito afeto. No estúdio, a banda mostra repertório autoral fruto desse trabalho coletivo.

Carol d'Avila bate um papo com a apresentadora Bia Aparecida sobre essa experiência de alteridade musical. "A escuta tem que estar sempre presente, né? É um exercício. Largar aquilo que você está fazendo, porque o que o outro sugeriu é melhor. Isso é muito difícil: lidar com erros que viram acertos", sugere.

A convidada também reflete sobre o que é errado e o que é certo na música a partir da perspectiva de Itiberê Zwarg. "Ele fala isso e eu trago pra minha vida. Como a música norteia a minha vida, ela é um reflexo da própria vida. Você errou, porque não estava com escuta, estava sozinho", analisa.

Durante a conversa, Carol indica o direcionamento que busca seguir. "Quando você está conectado com o todo, abre caminho e se permite acertar. Quando um erra e tá todo mundo se escutando, vira um acerto coletivo", pondera. "Esse é o grande desafio! E não só na música", completa.

Os integrantes da Oficina do Som que participam do programa são Lucas Dutra (guitarra), Gonzalo Manzi (violão), Felipe Ras (violão, acordeon, cavaco e baixo), Enrique Armengol (violão), Hugo Cadaval (baixo), Iraci Gassner (violino e voz), Indiara Belo (flauta e voz), Claudia Ribeiro (voz), Roberto Finizio (flauta, saxes, escaleta e teclado), Nico Latero (gaita, escaleta e teclado), João Pinheiro (percussão e bateria) e Henrique Rossetto (bateria e percussão).