Home Top Ad

Programa Especial aborda os Jogos Paralímpicos Tóquio, evento adiado para 2021

Share:

Divulgação TV Brasil
A edição inédita do Programa Especial deste sábado (11), às 9h30, na TV Brasil, é dedicada aos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020, evento esportivo que foi adiado para 2021 em virtude da pandemia de coronavírus, mas mantém a marca original.

Primeira repórter com Síndrome de Down do país, Fernanda Honorato entrevista Alberto Martins, diretor-técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro, sobre o ciclo atual e as expectativas para o evento. No estúdio, a apresentadora Juliana Oliveira, que é cadeirante, conversa com Tetsuya Otsuru, Cônsul-Geral do Japão no Rio de Janeiro. Ele explica os preparativos do país para sediar as competições.

Alberto Martins conta à repórter Fernanda Honorato um pouco sobre os esportes paralímpicos, as diferenças deles para os olímpicos, a importância do Comitê Paralímpico Brasileiro e o que mudou na preparação dos atletas desde a Rio 2016.

O gestor acredita que o Brasil está mais preparado agora. "A grande mudança talvez tenha sido o próprio Centro de Treinamento que ficou pronto pouco antes da Paralimpíada do Rio de Janeiro. Para Tóquio, nós tivemos todo o ciclo", comenta o dirigente sobre a preparação para o evento que foi adiado para 2021.

De acordo com o diretor-técnico, a meta da delegação para os Jogos é permanecer entre os principais países do mundo. A expectativa é a melhor possível "Fazer uma boa participação e continuar figurando entre as dez maiores potências do mundo no esporte paralímpico, servindo de referência para outros países, outras pessoas que possam vir a praticar", destaca Alberto Martins.

Cônsul-Geral do Japão no Rio de Janeiro, Tetsuya Otsuru revela para Juliana Oliveira, apresentadora do Programa Especial, o objetivo maior do evento: a promoção de uma mudança significativa na sociedade japonesa. "Desenvolver a empatia e a capacidade de ampla comunicação. Queremos transformar esses Jogos em uma oportunidade para promover o que chamamos de ‘Corações sem barreiras’", define.

O diplomata também destaca a importância da interação entre as pessoas. "Estamos nos empenhando para desenvolver uma nova consciência na população como intercâmbio direto entre a população e os atletas paralímpicos", afirma o convidado no estúdio da produção.