Home Top Ad

'Faixa Especial' relembra os títulos da seleção nas edições de 1989 e 2019

Share:

Reprodução
A máxima do futebol que diz que time que joga em casa sai em vantagem vale muito para a seleção quando se trata de Copa América. Tanto que o Brasil venceu as cinco edições da competição disputadas diante de sua torcida. A ‘Faixa Especial’ do SporTV relembra, a partir deste domingo, dia 10, jogos da campanha dos dois últimos títulos, em 1989 e em 2019, com narrações e comentários inéditos.
 
Os jogos decisivos da campanha de 2019 são a primeira atração. Chance de rever o duelo com os paraguaios pelas quartas de final, decidido apenas nas cobranças de pênalti; a vitória por 2 a 0 sobre a Argentina de Lionel Messi no Mineirão; e os gols de Firmino e Gabriel Jesus que levaram a seleção para sua 12ª final da competição. Por fim. a vitória por 3 a 1 sobre a seleção peruana em um Maracanã com quase 70 mil pessoas. “Será uma boa oportunidade para ver o reencontro da seleção brasileira com a torcida. Foi a volta ao Maracanã, já que o Brasil não havia jogado no estádio em 2014, em uma final e com título. Pode não ter sido a melhor atuação do Brasil, que jogou muito bem contra a Argentina e contra o mesmo Peru na primeira fase, mas foi um jogo interessante”, diz Maurício Noriega, estará ao lado de Eduardo Moreno, Paulo Nunes e Ricardinho na transmissão da partida.
 
Em 1989, a fórmula de disputa da Copa América era diferente. As 10 seleções que iniciaram a competição foram divididas em dois grupos de cinco e os melhores de cada grupo seguiam para a fase final do torneio, no Maracanã. Nesta fase decisiva, o Brasil venceu por 2 a 0 a Argentina de Maradona, com gols da dupla Bebeto e Romário. Quis o destino que a segunda vitória, diante do Paraguai, por 3 a 0, colocasse o Brasil frente a frente com um velho conhecido. A partida que decidiria o campeão da Copa América seria realizada exatamente no mesmo dia, no mesmo lugar e diante do mesmo adversário do Maracanazzo da Copa do Mundo de 1950. Porém, a história em 1989 foi diferente. O gol de Romário aos 4 minutos do segundo tempo decretou o título verde e amarelo e o fim do fantasma uruguaio que assombrava o futebol brasileiro. “Tinha voltado da Itália para jogar no Brasil um mês antes daquela final e fui ao Maracanã com o meu filho. Lazaroni montou aquele time com três zagueiros, uma novidade na época. Com isso, os laterais tinham mais liberdade para atacar. Talvez o grande feito desta seleção tenha sido entrosar a dupla Romário e Bebeto, que cinco anos depois seria protagonista do título mundial”, relembra o comentarista Junior, que estará na transmissão da partida ao lado de Bruno Fonseca, Lédio Carmona e Paulo Vinicius Coelho, no dia 17.
 
FAIXA ESPECIAL:
 
DOMINGO, dia 10:
18h – Copa América de 2019 - Brasil x Paraguai (quartas de final)
 
SEGUNDA-FEIRA, dia 11:
19h – Copa América de 2019 – Brasil x Argentina (semifinal)
 
TERÇA-FEIRA, dia 12:
19h – Copa América de 2019 – Brasil x Peru (final)
 
QUARTA-FEIRA, dia 13:
19h – Copa América de 2015 – Chile x Argentina (final)
 
QUINTA-FEIRA, dia 14:
19h – Copa América de 2016 – Argentina x Chile (final)
 
SEXTA-FEIRA, dia 15:
19h – Copa América de 1989 – Brasil x Argentina (fase final)
 
SÁBADO, dia 16:
18h – Copa América de 1989 - Brasil x Paraguai (fase final)
 
DOMINGO, dia 17:
18h – Copa América de 1989 - Brasil x Uruguai (fase final)
 
A ‘Faixa Especial’ vai ao ar de segunda-feira a sexta-feira, às 19h, e aos sábados e domingos, às 18h, no SporTV.