Home Top Ad

Hailton conquista paladar dos jurados e é o primeiro vencedor da nova temporada do ''MasterChef''

Share:

Divulgação Band
Após conquistar o paladar dos jurados Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin, e desbancar sete adversários, o paulistano Hailton, de 28 anos, levou para casa o primeiro troféu da temporada 2020 do MasterChef Brasil na noite dessa terça-feira (14). O feito foi com um prato brasileiríssimo: arroz, feijão, bife de fígado e salada de repolho. Assista aqui ao episódio!

Mas, para alcançar seu objetivo, o cozinheiro precisou se concentrar e controlar a emoção. Justamente no dia da gravação do episódio, Gislene, mulher do participante, fazia a última ultrassonografia da gestação de Otto, o primeiro herdeiro do casal. A vitória, é claro, foi dedicada aos dois, em especial ao pequeno. “Eu não pude estar lá e, por isso, cozinhei pelo meu filho”, disse em entrevista ao Portal da Band. “E mostrei para ele que negro da periferia também pode ganhar o MasterChef”.

Nascido e criado na Vila Brasilândia, zona periférica de São Paulo, o cozinheiro amador é formado em Ciências Contábeis, mas trabalha como motorista de aplicativo. A maior realização do seu dia é estar na cozinha, preparando alguma receita para saborear com a companheira, com quem é casado há quatro anos. Foi ela, aliás, a responsável por sua participação no programa. “Um dia, a Gi me olhou e disse que eu estava na profissão errada, que não era contador, mas cozinheiro. Ela me incentiva a apostar nas panelas desde que começamos a namorar”, conta.

O caso de amor de Hailton com a gastronomia, no entanto, começou antes disso. Foi lá na adolescência, aos 15 anos, quando seu pai, Carlos, morreu e ele precisou ajudar mais em casa. “Meus pais já eram separados, mas quando ele se foi, minha mãe, Adriana, precisou sair para trabalhar e eu tive que cuidar do meu irmão mais novo e fazer a comida para nós dois”, relembra. O que ele não tinha ideia, naquela época, era que justamente um prato de arroz, feijão e bife de fígado, frequentemente feito pela mãe nos momentos de dificuldade financeira, seria o grande responsável por sua vitória no talent show da Band. “Minha mãe fazia muito fígado quando meu pai morreu e a grana faltou”, explica emocionado. “Agora, vou deixar o troféu exposto na minha sala para mostrar para o Otto que ele é negro e nasceu na periferia, mas pode sonhar e conquistar o que quiser”, enfatiza.

Homem de muita fé, Hailton garante que, durante sua participação no programa, sentiu a presença do pai enquanto preparava a refeição para os jurados. “Assim que coloquei os pés no estúdio, me lembrei dos meus irmãos, da minha mulher, mãe, enteada, filho... Mas, foi a presença do meu pai que veio forte. Ele também era contador, mas teve um restaurante quando eu tinha entre 9 e 12 anos. Lembro de ajudá-lo limpando as mesas. Se ele estivesse vivo, eu diria para ele que consegui e que esse prêmio é nosso”.

Para o participante, os minutos iniciais na cozinha mais famosa do Brasil foram de puro nervosismo, além de sentimentos de ansiedade, felicidade e frio na barriga misturados. Agora, premiado, o foco é no planejamento. “Vou guardar o dinheiro. Pretendo investir em um restaurante na zona norte da capital paulista. Já tenho uma economia guardada para isso e o prêmio vai complementar. Gosto bastante de fast food e pretendo abrir algo do tipo, aproveitar ao máximo a faculdade, estudar e curtir a vitória no MasterChef, quem sabe até cozinhando nas redes sociais”, celebra. 

Provas

Na primeira etapa, Hailton teve de preparar um estrogonofe de bode, prato escolhido na Caixa Misteriosa do humorista Tirullipa. O prato, apesar de aprovado, não agradou 100% o chef Henrique Fogaça. A avaliação mediana foi um dos fatores que o motivaram a fazer algo ainda melhor da segunda vez. “Errei em servir os chips com pirão, mas a comida estava boa e lutei até o final. Minha mãe me ensinou a fazer chips de batata e dediquei o prato a ela”, explica.  

Já na segunda parte da avaliação, quando viu a cesta básica, não teve dúvidas em apostar suas fichas no tradicional PF (prato feito) brasileiro. “O discurso da Ana Paula Padrão, ao apresentar a prova, me instigou a pensar no que todo brasileiro está comendo hoje e não deu para fugir do arroz e do feijão. Algo tão básico e simples, mas que, infelizmente, muitos ainda não podem ter”.

Prêmios

Além de levar para casa o cobiçado troféu MasterChef Brasil 2020, Hailton faturou R$ 5 mil do PicPay. Ele ainda foi premiado com uma bolsa de estudos integral para graduação ou pós-graduação da Universidade Estácio. A Amazon premiou o ganhador com um dispositivo Echo e R$ 500 em compras no site amazon.com.br. Já Brastemp deu ao campeão um forno da linha Gourmand, digno de um chef, e a Tramontina ofereceu um jogo de panelas profissional e um Kit Chef de facas.

O MasterChef Brasil é um formato da Endemol Shine Group. O programa é uma produção Endemol Shine Brasil para a Band e para o Discovery Home & Health. O talent show vai ao ar às terças-feiras, às 22h45, na tela da Band, com transmissão simultânea no aplicativo da emissora e no canal do programa no YouTube. A atração também é exibida toda sexta-feira, às 20h30, no Discovery Home & Health.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.