Home Top Ad

"O preconceito que o povo preto sofre hoje é muito maior do que qualquer comentário ofensivo que eu possa ter recebido", afirma vocalista do grupo Maneva

Share:

Divulgação/RedeTV!
No Ritmo Brasil deste sábado (18), Faa Morena entrevista, por vídeo, o vocalista do grupo Maneva, Tales de Polli.

Completando 15 anos de carreira em 2020, Tales lamenta que a gravação do DVD em comemoração ao marco não tenha acontecido devido à pandemia do novo coronavírus e ressalta o novo álbum que fizeram em homenagem à MPB. " Trouxemos vários hinos, músicas que a gente ama, que canta com o fundo do alma. Aquelas que estão no DNA de todo brasileiro e colocamos todas elas nesse ritmo tão abrangente, tão significativo, que é o reggae", afirma o vocalista em menção ao 'Tudo Vira Reggae', lançado no início deste mês.

Questionado pela apresentadora sobre críticas que eventualmente recebe por causa de seu estilo de vida, o entrevistado reforça que "é muito pouco" em relação ao racismo que os negros sofrem, por exemplo. "O preconceito que nossos irmãos, o povo preto, sofre hoje, é muito maior do que qualquer comentário ofensivo que eu possa ter recebido durante toda minha vida ou carreira musical. Qualquer cara feia ou comentário feito sobre a nossa música, ou sobre a minha pessoa, ou qualquer coisa sobre o reggae music, ainda é muito pouco para eu conseguir enxergar preconceito", diz ele, destacando a luta contra a discriminação racial.

Ainda no bate-papo, Tales canta um dos grandes sucessos da banda, o single 'Luz que Me Traz Paz', reproduzido mais de 2 milhões de vezes no YouTube, e a releitura de 'Anunciação', de Alceu Valença.

A entrevista completa será exibida no 'Ritmo Brasil' deste sábado, às 19h30, na RedeTV!


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.