Home Top Ad

Rodrigo Santoro relembra participação em Carandiru no 'Cinejornal' do Canal Brasil

Share:

Divulgação Canal Brasil
O Canal Brasil exibe, nesta quinta, dia 09, o filme “Carandiru”, de Hector Babenco, e Rodrigo Santoro, que vive a travesti Lady Di no longa, gravou um depoimento relembrando sua participação na produção. Segue abaixo a transcrição do depoimento que pode ser assistido no Cinejornal de terça, dia 07, às 21h55, com reprise na quinta, dia 09, às 19h50.

“Eu estava buscando sair da minha zona de conforto. Eu estava buscando expandir como artista. Eu fui completamente arrebatado pelo livro do Dráuzio [Varella] e sempre tive muita admiração pelo trabalho do Babenco. Eu queria fazer parte do filme de alguma forma. Quando eu li o livro, uma das personagens que me chamou muito a atenção foi a personagem da travesti e eu perguntei para o Hector se essa personagem estaria no roteiro. Porque até aquele momento nós não tínhamos, nenhum de nós, lido o roteiro. Não sabíamos qual seria a versão da história. Foi um caminho bastante longo até eu ganhar o papel. Eu participei de vários workshops, que eram conduzidos pelo Sérgio Penna, com quem eu já tinha uma parceria desde ‘O Bicho de Sete Cabeças’. E ali estavam vários atores, não-atores, travestis... até que o Hector, em um determinado momento, pudesse definir quem faria as personagens. Eu saí pra fazer uma pesquisa, conversei com travestis, nas ruas, em Copacabana e em alguns lugares de São Paulo, expliquei o que eu estava fazendo ali e que eu queria entender como elas se sentiam.

A Lady Di foi, sem dúvida nenhuma, um divisor de águas na minha carreira. Foi muito importante, principalmente, por tudo o que me ensinou, por ter me permitido uma aproximação com essa realidade e por tudo o que eu pude aprender sobre esse universo, ampliando, ampliando a minha escuta e quebrando os meus próprios preconceitos. A cena que a Lady Di se encontra com o médico é muito importante porque ela introduz a personagem mas, acima de tudo, porque ela oferece pra ela, vítima de tanta marginalização, uma rara oportunidade, que é a de se expressar com liberdade, sem julgamento, sendo acolhida por um profissional da saúde. Ela fala também de algo que é fundamental: a necessidade de se testar. Então essa cena tem esses simbolismos todos.   

Eu tive muita sorte, na verdade, de fazer um personagem tão complexo como a Lady Di ao lado de alguém como o Gero Camilo, que é um artista de uma generosidade imensurável, um ator que está absolutamente presente em cena, disposto à troca. Para dar um exemplo, eu destacaria aquela cena em que eles recebem o resultado do exame de HIV, uma cena bastante difícil de fazer. Nós improvisamos um pouco porque, além da tensão inerente que a própria cena tem, é ali que o expectador consegue compreender melhor aquele casal, o ponto que une os dois. Então ali era preciso muita cumplicidade e foi um presente enorme ter o Gero para dividir esse momento.

Nós filmamos em um pavilhão desativado, mas que ainda estava totalmente vivo, cheio de marcas nas paredes, no chão, em todo canto. Era uma energia bem pesada. Filmamos um pouco antes da demolição do Carandiru. E eu me lembro de ficar muito impressionado com o tamanho daquele lugar. E eu fiquei absolutamente impactado com aquilo tudo, com aquela realidade. Eu nunca esqueci as imagens que eu vi lá.

O Sergio Penna foi e continua sendo uma pessoa fundamental na minha trajetória como artista. Nós formamos uma parceria muito forte que segue até hoje. O trabalho do Penna é conduzido com muita delicadeza e escuta. Ele se aproxima do ator e tem um olhar muito singular na construção de cada personagem. Mas o mais impressionante é a capacidade que ele tem de ser ao mesmo tempo presente e invisível. Ou seja, ele colabora mas não interfere.

Foi um verdadeiro privilégio fazer Carandiru. Eu tive a oportunidade de trabalhar com o Hector Babenco, com o Walter Carvalho, com uma equipe e um elenco de altíssimo calibre. Foi um grande aprendizado” .


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.