Home Top Ad

Programa da TV Brasil destaca a rebeldia na música neste sábado

Share:

Divulgação TV Brasil
Astros da música brasileira que marcaram sua obra com a rebeldia são lembrados na edição do Acervo Musical deste sábado (15), às 21h, na TV Brasil. A série presta tributo personalidades que já partiram, mas fizeram história e são referência até hoje como Belchior, Cazuza e Renato Russo.

O programa da emissora pública homenageia ídolos que ainda estão em atividade como Chico Buarque, Ivan Lins e Rita Lee. Nessa edição, as bandas Ultraje a Rigor e Barão Vermelho também têm destaque no bate-papo dos apresentadores Bia Aparecida e Waldecir de Oliveira.

Esses músicos são responsáveis por um repertório formado por clássicos do cancioneiro nacional que são reunidos a partir de boas histórias contadas pela dupla de apresentadores. Com trajetórias marcantes, os célebres artistas conceberam obras que atravessam gerações.

O Acervo Musical seleciona canções que se popularizaram pelas ondas do rádio e na tevê a partir de pesquisa no conteúdo do vasto acervo preservado pela TV Brasil, com registros da antiga TVE do Rio de Janeiro, e da discoteca das Rádios MEC e Nacional.

Bastidores e história das canções

Com ou sem motivos para serem rebeldes, esses gênios desafiaram regras. No eixo Rio-São Paulo, a banda Ultraje a Rigor marca presença no Acervo Musical com a apresentação de "Nós vamos invadir sua praia", exibida pela TVE/RJ, em 1999.

Já outro conjunto importante do rock nacional é o Barão Vermelho que entra em cena na telinha com um espetáculo de 1988 em que o vocalista Frejat canta "Contravenção. A música aborda exatamente o clima de rebeldia da juventude naquela época.

Para quem gosta mesmo de relíquia, o programa Acervo Musical resgata performance de Belchior, dono do álbum mais revolucionário da história da MPB, batizado de "Alucinação", de 1976. Traz, ainda, Chico Buarque que não fica atrás quando o assunto é compor músicas marcantes, com o clipe de "Roda Viva", nas vozes de MPB4 e Quarteto em Cy, em show de 1998.

E se o assunto é rebeldia, como não mencionar Rita Lee, a roqueira mais rebelde do país, Renato Russo, o poeta que despontou com sua Legião Urbana e até o sensível Ivan Lins? Eles foram os jovens revolucionários de suas épocas; críticos do passado que usaram a música para abrir as portas para o futuro, e que o Acervo Musical tem o prazer de relembrar.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.