Home Top Ad

Canal Like - Destaques da programação de 20 a 26 de setembro

Share:

Divulgação

Maytê Piragibe, Hugo Bonemer e Anne Braune prepararam conteúdos exclusivos e capricharam nas dicas! O trio também está de suas casas e vai levar o melhor da programação para o público do Canal Like (530 da Claro): entrevistas online, participações especiais e as principais novidades da TV por assinatura e do streaming.

O domingo começa com Anne Braune e o “Agenda Like”, às 10h, que reúne estreias, especiais e maratonas. Na segunda, às 20h, o “Estreia Online ‘Sementes: Mulheres Negras no Poder’” traz curiosidades sobre o documentário de Éthel Oliveira e Júlia Mariano, lançado de forma online e gratuita. Logo depois, à 0h, o Like vai relembrar momentos marcantes de uma das atrizes mais queridas do público britânico, no “Memória Diana Rigg”. No “Entrevista Like em Casa: Gilson Vargas”, o cineasta gaúcho conversa com Hugo Bonemer sobre “Dromedário do Asfalto” e novos projetos, como o longa “A Colmeia”. O papo vai ao ar na terça, às 15h. No mesmo dia, às 18h, tem o especial “Mostra e Festivais: Festival de Veneza 2020”, com tudo o que rolou na 77ª edição do evento.

AGENDA LIKE

Estreias, especiais, maratonas! O domingo começa com Anne Braune e o “Agenda Like”, às 10h, que traz as principais novidades da TV por assinatura, do VoD e do streaming.

Na segunda, tem estreia de temporada e episódio duplo de “Better Things”, no FOX Premium. Estrelada e produzida por Pamela Adlon, a série retrata a vida de Sam Fox, uma mãe solteira e atriz sem filtros que tenta criar suas três filhas em Los Angeles (EUA). Ela também cuida de sua mãe, uma expatriada inglesa com habilidades questionáveis que mora do outro lado da rua. Uma das novidades da Netflix é o documentário “Uma Canção para Latasha”. Em 1992, a injustiça acerca do assassinato da jovem de 15 anos Latasha Harlins foi o estopim para um conflito civil na cidade. A produção faz um recorte da história da jovem sem abordar sua morte e reconstrói os arquivos de uma vida promissora.

Amores, emoções e aventuras.O Lifetime estreia na terça a série “Passaporte Para Amar”, que acompanha cinco mulheres enquanto viajam a países distantes para conhecer seus romances iniciados pela internet.

O filme enigmático “Enola Holmes” estreia na quarta na Netflix. Na Inglaterra, de 1884, o mundo está prestes a mudar. Na manhã do seu aniversário de 16 anos, Enola Holmes (Millie Bobby Brown) descobre que a mãe (Helena Bonham Carter) desapareceu, deixando para trás alguns presentes e um grande mistério sobre seu paradeiro. Baseado nos aclamado livros de Nancy Springer e com a participação de Henry Cavill e Sam Claflin como os irmãos Sherlock e Mycroft.

Na quinta, tem “MTV MIAW 2020”, com apresentação de Bruna Marquezine e Manu Gavassi. A premiação, que reverencia e celebra os ícones da geração atual, vai contar com um formato totalmente reformulado. Os fãs de música podem aumentar o som, porque Ludmilla, Emicida, Anitta e Luísa Sonza lideram a lista de indicados, concorrendo em cinco categorias cada. Também tem dica do Animal Planet, “Sete Mundos, um Planeta”. A superprodução da Unidade de História Natural da BBC Studios viaja continentes em busca de biomas únicos e coloca em pauta os desafios enfrentados pelos animais em um mundo dominado pela humanidade.

O FOX Premium estreia na sexta a segunda temporada de “What We Do In The Shadows”. Baseada no longa homônimo e protagonizada por vampiros, a série é um olhar em estilo documental sobre a vida diária, ou melhor, a vida noturna, de quatro vampiros que viveram juntos por centenas de anos em Staten Island (EUA). No Animal Planet, a nova temporada de “Pesca Mortal” já começa com mistério. O capitão Bill Wichrowski acaba de chegar à cidade russa Vladvostok. Há meses os barcos americanos disputam caranguejos reais com as gigantescas embarcações russas e suas numerosas tripulações. E assim, o oceano se transforma em um verdadeiro campo de batalha entre os dois países inimigos históricos.

No sábado, chega ao FOX Channel a segunda temporada do game show “The Titan Games”. Apresentado por Dwayne Johnson, o programa estreia com episódio duplo. Com os desafios criados pelo próprio The Rock, inspirado por seu desejo de motivar públicos globais a alcançar e exceder seu potencial, essa competição física, mental e emocional dá a mulheres e homens a oportunidade de alcançar o que parece impossível. E, no Canal Brasil, tem a cerimônia de encerramento do Festival de Cinema de Gramado, que será transmitida ao vivo do Palácio dos Festivais.

A HBO estreia no domingo a minissérie espanhola “Pátria”. É a primeira produção da HBO Europa a estrear simultaneamente nos Estados Unidos e em mais de 60 países da Europa e da América Latina, incluindo o Brasil. Já no Discovery Channel, começa a nova temporada de “Largados e Pelados: A Tribo”. Dessa vez, os participantes têm que conviver em grupos e podem ser banidos pelos colegas. No Nickelodeon, tem “Meus Prêmios NICK”, a maior premiação da pay-tv infantil e teen do Brasil. Com entradas ao vivo para TV e redes sociais, a celebração deste ano conta com novas categorias: Agradecimento Épico, Vencedores Épicos do KCA, Slime Épico, TikToker do Ano, Aposta Trendy By Nick, Conteúdo Digital do Ano e Live do Ano. São 24 categorias e grandes nomes na disputa.

Serviço:
Canal Like: 530 da Claro
No ar domingo, dia 20 de setembro, às 10h
Assista também: terça, dia 22, e quinta, dia 24, às 10h

ESTREIA ONLINE “SEMENTES: MULHERES NEGRAS NO PODER”

Lançado de forma online e gratuita, "Sementes: Mulheres Pretas no Poder" é mais uma produção que reforça a importância da democracia e de sua relação com o cinema. Com direção de Éthel Oliveira e Júlia Mariano, o documentário será destaque no Like na segunda, 21 de setembro, às 20h.

Depois do assassinato brutal de Marielle Franco, junto com o motorista Anderson Gomes, novas forças femininas surgiram e ganharam relevância na política. O filme mostra esse movimento e acompanha a trajetória desafiadora de algumas mulheres pretas na política do Brasil, que foram do luto à luta, como Jaqueline Gomes, Mônica Francisco, Renata Souza, Rose Cipriano, Tainá de Paula e Talíria Petrone. Cada uma fez o que pode e o que não pode para enfrentar dificuldades financeiras e a opressão durante suas candidaturas.

Rodado no Rio de Janeiro, durante o primeiro turno das eleições gerais de 2018, “Sementes: Mulheres Pretas no Poder” teve uma equipe majoritariamente feminina.

Serviço:
Canal Like: 530 da Claro
No ar segunda, dia 21 de setembro, às 20h
Assista também: quarta, dia 23, e sexta, dia 25, às 20h

MEMÓRIA DIANA RIGG

O cinema, a TV e os palcos ingleses perderam um modelo de elegância, charme e talento. Durante toda a carreira, Diana Rigg foi uma das atrizes mais queridas do público britânico. Na segunda, 21 de setembro, à 0h, o Like vai relembrar momentos marcantes de sua trajetória.

Diana nasceu em Doncaster, Inglaterra, em 20 de julho de 1938. Começou sua carreira no teatro e, em 1958, ingressou na Royal Shakespeare Company. Mas ela só se tornou mundialmente conhecida na TV. Em 1964, Diana entrou na série “Os Vingadores” para interpretar a espiã Emma Peel, nova parceira do cavaleiro britânico John Steed (Patrick MacNee). O resultado foi explosivo e a dupla, com todo seu charme e humor, se tornou uma das mais famosas da história do entretenimento. Em 1969, a série perdeu a sua estrela para James Bond. No filme “007 A Serviço Secreto de Sua Majestade”, a atriz vive a condessa Teresa di Vicenzo.

Nessa época, a homenageada passou a intercalar a sua carreira entre teatro e longas para a TV e o cinema. E, em um dos seus últimos personagens, Diana roubou cada cena em que apareceu como Lady Tyrell em “Game of Thrones”. Seja como Emma Peel, Teresa Bond ou Lady Tyrell, a atriz sempre estará nos corações dos fãs do mistério e da aventura.

Serviço:
Canal Like: 530 da Claro
No ar segunda, dia 21 de setembro, à 0h
Assista também: quarta, dia 23, e sexta, dia 25, à 0h

ENTREVISTA LIKE EM CASA: GILSON VARGAS

Diretor e roteirista de “Dromedário do Asfalto”, Gilson Vargas vai bater um papo especial com Hugo Bonemer sobre o road movie e novos projetos, como o longa “A Colmeia”. A entrevista vai ao ar na terça, 22 de setembro, às 15h, no Like.

Em “Dromedário do Asfalto”, o ator Marcos Contreras interpreta Pedro. Depois de perder a mãe, o personagem se sente perdido e resolve procurar por seu pai. A única informação que ele tem é que o homem partiu para o Uruguai para viver recluso. Pedro decide partir em uma jornada de autoconhecimento, caminhando por cidades do Brasil, até cruzar a fronteira do país vizinho.

Durante o papo com Hugo, o cineasta gaúcho relembra como surgiu a ideia do filme e a escolha do nome. “Tem a ver com essa metáfora do personagem, o Pedro, que segue pela viagem com a sua ‘corcova’, que é a sua mochila. Significa um peso que ele carrega nas costas, o mundo que ele carrega. E, aos poucos, nessa jornada, que também é de autodescoberta, ele vai se aliviando. Então, acho que esse dromedário no asfalto é um pouco o estranhamento de um deslocamento. O despertencimento do personagem”, explica Gilson.

No caminho para o Uruguai, Pedro tem encontros marcantes e que mudam sua vida e personalidade. Gilson revela que, além de atores, a produção contou com personagens reais. “Em termos de construção dramática, foi importante para nós que o protagonista fosse encontrando essas pessoas no caminho. Através delas, ela reconstitui dentro dele a possibilidade de afeto. De acreditar no afeto. O Pedro estava amargurado”, comenta o diretor.

Serviço:
Canal Like: 530 da Claro
No ar terça, dia 22 de setembro, às 15h
Assista também: quinta, dia 24, às 15h

MOSTRAS E FESTIVAIS: FESTIVAL DE VENEZA 2020

Com todas as precações possíveis, o Festival de Veneza foi realizado presencialmente e premiou grandes filmes e profissionais. Na terça, 22 de setembro, às 18h, tem especial no Like com mais informações sobre a 77ª edição do evento, que contou com júri presidido por Cate Blanchett.

Marcado pela alta nas indicações femininas, o Festival de Veneza coroou “Nomadland” com o Leão de Ouro. Dirigido por Chloé Zhao e produzido e protagonizado por Frances McDormand, o filme aborda a precarização do trabalho nos Estados Unidos e é inspirado no livro homônimo de não ficção. McDormand comprou os direitos da obra, que descreve o fenômeno norte-americano que aconteceu após a recessão de 2010, quando muitos cidadãos do país começaram a viajar em trailers em busca de emprego.

Já o Leão de Prata teve dois ganhadores: “Esposa de Espião” e “Nova Ordem”. No primeiro, Kiyoshi Kurosawa volta a momentos antes da Segunda Guerra Mundial no Japão, quando um comerciante começa a sentir o cheiro do caos que estar por vir. De Michel Franco, o mexicano “Nova Ordem” representa a América Latina e retrata um mundo distópico e instigante.

Serviço:
Canal Like: 530 da Claro
No ar terça, dia 22 de setembro, às 18h
Assista também: quinta, dia 24, às 18h


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.